Diretoria Executiva

Composta pelo Presidente e os quatro diretores da Instituição, é responsável pelo planejamento, o acompanhamento e a avaliação das ações e programas implementados pelo CNPq, em conformidade com a política nacional de ciência, tecnologia e inovação. Conheça os atuais membros da Diretoria Executiva:

Foto do Presidência - PRE/CNPq

Mario Neto Borges

Presidência - PRE/CNPq

  • Graduado em Engenharia Elétrica pela PUC-MG (1978), Mestre em Acionamentos Elétricos pela UFMG (1985) e Doutor em Inteligência Artificial Aplicada à Educação pela Universidade de Huddersfield Inglaterra (1994). Foi Professor Adjunto da PUC-MG por dez anos onde exerceu várias atividades acadêmicas e administrativas. É aposentado como Professor Associado IV da Universidade Federal de São João Del Rei - UFSJ, tendo sido admitido como primeiro colocado no concurso público para o Departamento de Engenharia Elétrica em 1988. Foi chefe do Departamento, Diretor do Centro de Ensino (Cursos de Graduação) e Reitor de 1998 a 2004 sendo o responsável pela transformação da instituição em Universidade em 2002. Foi Presidente da Fundação de Amparo à Pesquisa do Estado de Minas Gerais FAPEMIG de 2009 a 2014 onde, também, desempenhou a função de Diretor Científico no período de 2004 até 2008. Foi Diretor Acadêmico da ABENGE por dois mandatos: de 2005-2007 e 2008-2010 e Presidente do Conselho Nacional das Fundações Estaduais de Amparo à Pesquisa CONFAP por dois mandatos de 2009 a 2013. Foi Coordenador da Área Internacional do CONFAP por dois anos. Principais áreas de atuação: Educação com ênfase em Currículos para Cursos de Engenharia; Inteligência Artificial; e Ciência, Tecnologia e Inovação.

Foto do Diretoria de Cooperação Institucional - DCOI/PRE

Vago

Diretoria de Cooperação Institucional - DCOI/PRE

Foto do Diretoria de Gestão e Tecnologia da Informação - DGTI/PRE

Carlos Roberto Fortner

Diretoria de Gestão e Tecnologia da Informação - DGTI/PRE

  • Engenheiro Civil, formado pela Escola Politécnica da USP, atuou como consultor especializado em implantação e gestão de obras e respectiva coordenação de equipes multidisciplinares, com empreendimentos em todo o estado de São Paulo sob sua responsabilidade, além de ser piloto comercial de avião e helicóptero. Foi Subprefeito de Parelheiros, M'Boi Mirim e Cidade Ademar, da Prefeitura de São Paulo, em 2009. Assumiu, em 2010, a Diretoria do Departamento de Parques e Áreas Verdes da Prefeitura de São Paulo, em 2011 a Chefia de Gabinete da Secretaria do Verde e Meio Ambiente e, em 2012, o cargo de Secretário Municipal do Verde e Meio Ambiente. Em 2013 foi Gerente de Implantação de Empreendimentos pela São Paulo Turismo S.A., responsável pelas instalações provisórias em atendimento às especificações da FIFA para a Arena Itaquera. Em 2016 foi convidado para a Subsecretaria de Planejamento, Orçamento e Administração do Ministério da Ciência, Tecnologia, Inovações e Comunicações (MCTIC) e, desde outubro de 2016, atua como Diretor de Gestão e Tecnologia da Informação do Conselho Nacional de Desenvolvimento Científico e Tecnológico (CNPq).

Foto do Diretoria de Engenharias, Ciências Exatas, Humanas e Sociais - DEHS/PRE

Adriana Maria Tonini

Diretoria de Engenharias, Ciências Exatas, Humanas e Sociais - DEHS/PRE

  • Possui graduação em Engenharia Civil pela Universidade Federal de Minas Gerais (1992), graduação em Licenciatura Plena pela Fundação de Educação para o trabalho de Minas Gerais (1995), mestrado em Tecnologia (Modelos Matemáticos e Computacionais) pelo Centro Federal de Educação Tecnológica de Minas Gerais (1999) e doutorado em Educação pela Universidade Federal de Minas Gerais (2007). Atualmente é professora adjunta da Universidade Federal de Ouro Preto lotada no Centro de Educação Aberta e a Distância, Departamento de Educação e Tecnologias (DEETE). Coordenadora geral do Pacto Nacional pela Alfabetização na Idade Certa (PNAIC) na UFOP. Vice-coordenadora geral do Programa Escola de Gestores na UFOP. 
    Coordenadora dos Cursos de Especialização em Coordenação Pedagógica e Mídias da Educação na UFOP. Professora do Mestrado em Educação Tecnológica do CEFET-MG. Editora da revista de Ensino de Engenharia da Associação Brasileira de Educação em Engenharia (ABENGE), membro da comissão técnica de ensino de engenharia da Sociedade Mineira de Engenheiros (SME). Tem experiência na área de Ensino, Pesquisa, Extensão e Gestão, atuando principalmente nos seguintes áreas: Formação Profissional e Tecnológica, Educação a Distância, Formação de Professores e Educação em Engenharia.

Foto do Diretoria de Ciências Agrárias, Biológicas e da Saúde - DABS/PRE

Marcelo Marcos Morales

Diretoria de Ciências Agrárias, Biológicas e da Saúde - DABS/PRE

  • Possui graduação em Medicina pela Universidade de São Paulo (1995) e doutorado em Ciências Biológicas (Biofísica) pela Universidade Federal do Rio de Janeiro (1998). É atual Secretário Geral e Ex-Presidente da Federação Latino Americana de Sociedades de Biofísica (LAFeBS), Ex-Presidente da Sociedade Brasileira de Biofísica (SBBf) e seu atual Secretário Geral, Ex-Coordenador do Conselho Nacional de Controle de Experimentação Animal (CONCEA) do Ministério da Ciência e Tecnologia e Inovação (MCTI), Ex-Presidente da Comissão de Ética com Animais da UFRJ, Membro do Conselho da União Internacional de Biofísica (IUPAB), Coordenador do Programa de Pós-Graduação Latino Americano de Biofísica (POSLATAM - ligado a IUPAB), Secretário da Federação de Sociedades de Biologia Experimental (FESBE), Secretário da Sociedade Brasileira para o Progresso da Ciência (SBPC). Professor Associado da Universidade Federal do Rio de Janeiro tem sua linha de pesquisa centrada na área de Biofísica, com ênfase em Biofísica Celular e Biologia Molecular. Atua principalmente nos seguintes temas: a) Expressão Gênica de transportadores iônicos no epitélio renal e pulmonar; Terapias Celulares (células tronco) em doenças renais e pulmonares; c) Terapia Gênica utilizando vetores virais e nanopartículas. Seus resultados de pesquisa pré-clinica já estão em fase de testes em seres humanos, tal como como ocorre com a terapia utilizando células tronco derivadas de medula óssea para o tratamento da silicose pulmonar (pesquisa clínica fase I). (Texto informado pelo autor)