Projetos de Pesquisa

 

Foto de perfil

Abdelhak Razky

Lingüística, Letras e Artes

Lingüística
  • mapeamento geossociolinguístico do português falado em áreas indígenas nos estados do pará e maranhão
  • A proposta de um projeto sobre o português falado em áreas indígenas é uma problemática pouco investigada pelos especialistas em línguas indígenas no Brasil devido ao grande volume de dados a serem coletados sobre as línguas indígenas a serem documentadas e as teorias linguísticas a serem aplicadas para descrever os sistemas linguísticos envolvidos. O português falado em áreas indígenas até o presente momento não foi objeto de estudo da Geografia Linguística e da Sociolinguística no Brasil. Os atlas linguísticos regionais publicados e em andamento junto com o projeto Atlas Linguístico do Brasil não incluíram o português falado em áreas indígenas dentro do espaço geográfico brasileiro por restrições metodológicas previamente estabelecidas nesses projetos. Essa lacuna deve ser preenchida com a presente proposta para identificar, analisar e mapear o português em espaços geográficos de seis comunidades indígenas dos estados do Pará e Maranhão, levando em consideração as propostas teórico-metodológicas da Geografia Linguística Pluridimensional aliada ao levantamento do perfil sociolinguístico do português falado como língua primeira ou segunda língua.
  • Universidade Federal do Pará - PA - Brasil
  • 20/11/2014-30/11/2017
Foto de perfil

Abel Guilhermino da Silva Filho

Ciências Exatas e da Terra

Ciência da Computação
  • petropower: impacto no consumo de energia em arquiteturas não convencionais (fpga e gpu) para modelagem sísmica de alto desempenho
  • O Brasil tem como uma de suas principais fontes a extração e refinamento do petróleo, que encontra-se concentrado em vários pontos do continente e costa brasileira, em poços subterrâneos, com diferentes profundidades, desde centenas a milhares de metros abaixo do nível do mar. Empresas brasileiras como a Petrobrás, exploram hoje com sucesso poços a quilômetros de profundidade, como o projeto pré-sal, um desafio de bilhões de dólares em investimento. A maioria das companhias de petróleo apóiam-se na interpretação sísmica para definir os lugares de exploração dos poços. Apesar dos métodos sísmicos serem indiretos, já que eles não indicam onde está o petróleo, mas sim, como é a estrutura geológica do terreno, a probabilidade de localização de um poço com sucesso é bem maior quando tais métodos são utilizados. Por isso, a utilização destes métodos é de grande importância para essas empresas. Em geral, a utilização destes métodos, como o método de Kirchhoff e RTM, nessas áreas complexas, torna-se necessário a introdução de várias restrições e compromissos para a melhora da qualidade das imagens geradas. Os principais problemas que tornam o RTM extremamente custoso são a grande quantidade de dados necessários para a computação de um único ponto e a computação para tratamento de bordas do modelo, já que a modelagem, diferentemente da propagação das ondas no terreno físico, possui reflexões artificiais na borda do modelo. No entanto, soluções atuais depositadas em grandes clusters fazem com que o consumo de energia seja bastante elevado, fazendo com que grandes centrais de abastecimento sejam necessárias para alimentar o processamento. A proposta deste trabalho visa avaliar o consumo de energia de soluções alternativas tais como FPGA e GPU e fazer comparações em termos da energia consumida nos vários cenários. Além de acelerar o tempo de computação dos resultados, tais soluções alternativas de processamento, permitem economizar o consumo de energia, especificamente no que diz respeito ao FPGA.
  • Universidade Federal de Pernambuco - PE - Brasil
  • 12/11/2013-30/11/2016
Foto de perfil

Abelardo Silva Júnior

Ciências Agrárias

Medicina Veterinária
  • perfil gênico de bovinos experimentalmente desafiados com herpesvírus bovino 1 (bohv-1) nas fases de infecção produtiva e latente
  • A importância das consequências geradas pelo herpesvírus bovino 1 (BoHV-1) nas pecuárias leiteira e de corte são incontestáveis principalmente no quesito reprodução. Juntamente a outros agentes causadores de enfermidades reprodutivas, o BoHV-1 promove gastos excessivos da ordem de R$ 1500/animal/ano. Isso, ao ser transposto ao crescente rebanho bovino brasileiro, permite inferir um proporcional prejuízo. A ineficácia no completo controle do agente viral em foco é devida, em grande parte, à sua capacidade em promover um tipo de infecção denominada latente, uma característica que permitiu o sucesso evolutivo dos herpesvírus quanto à sua adaptação ao hospedeiro. Nessa fase da infecção, o vírus permanece em estado não produtivo, não produzindo antígenos que seriam reconhecidos pelo sistema imunológico do hospedeiro. Portanto, o vírus não é eliminado pelo hospedeiro, pois dribla as defesas imunológicas do bovino, podendo se reativar à infecção produtiva principalmente em situações relacionadas ao aumento dos níveis de hormônios vinculados ao estresse. Essa capacidade viral de estabelecer infecção crônica é o que vem impedindo o desenvolvimento de métodos eficazes de controle da infecção, já que a sua dinâmica não é algo completamente esclarecido à comunidade científica. Dessa forma, um estudo profundo e detalhado dessa questão deve ser realizado, sendo esse o objetivo que a presente proposta pretende alcançar: traçar o perfil gênico das infecções produtiva e latente em bovinos experimentalmente desafiados com uma cepa virulenta de BoHV-1. Esse ensaio será realizado com o auxílio de metodologia de sequenciamento de nova geração, ferramenta com capacidade de apresentar quantidade de informações a perder de vista no que se refere às análises de expressão gênica. Assim, será possível identificar genes envolvidos diretamente com a infecção, servindo como base para a continuação da pesquisa em busca do controle do agente viral considerando o nível molecular.
  • Universidade Federal de Viçosa - MG - Brasil
  • 21/01/2015-31/01/2018
Foto de perfil

Abelmon da Silva Gesteira

Ciências Biológicas

Genética
  • híbridos triploides de tangerinas sem sementes: uma alternativa à citricultura brasileira para mercado de frutas frescas
  • O Brasil é líder mundial na produção frutos e de suco concentrado de laranja. Entretanto, a opção pelo mercado de laranjas e tangerinas in natura pode render maiores lucros aos produtores, como ocorre em diversas regiões da Espanha e na Califórnia, EUA. Atualmente, a cadeia citrícola espanhola, mesmo com uma área planta consideravelmente inferior à do Brasil, consegue melhores resultados ao focar-se no agronegócio de frutas frescas, ao invés do suco concentrado. Parte desse sucesso é devido à estratégia mercadológica de trabalhar com frutas sem sementes, de maior valor agregado, sendo esta uma tendência mundial. O Brasil não pode ficar à margem dessa realidade e nem refém do pagamento de dividendos (royalties) vultosos, necessários à permissão de exploração comercial de variedades desenvolvidas por programas internacionais de melhoramento genético; variedades estas que, hoje, estão presentes em diversos mercados consumidores em nível mundial. Considerando as regiões ecofisiográficas no nordeste brasileiro em que se têm potencial para expansão dos cultivos de variedades de laranjeiras doces e de tangerineiras, destaca-se a Chapada Diamantina, a exemplo dos municípios de Ibicoara, Barra da Estiva etc. Nesta linha, a criação de híbridos triploides é uma importante via de desenvolvimento de novas variedades cítricas com frutos sem sementes. A obtenção de híbridos triploides a partir de cruzamentos entre parentais diploides e subsequente resgate de embriões in vitro e validação do nível de ploidia por citometria de fluxo, constitui-se em uma metodologia eficaz na geração de variedades para consumo in natura sem sementes. Os programas de melhoramento de tangerineiras triploides são essencialmente desenvolvidos na bacia do mediterrâneo (Itália, Espanha, França e Marrocos) e nos Estados Unidos e a eficiência destes programas é determinada pela localização geográfica destes países, que apresentam temperaturas baixas favorecendo a obtenção de triploides. Sabe-se que fatores ambientais (ex. luz, temperatura, água, dentre outros), podem influenciar a poliploidização. Isto posto, o objetivo da presente proposta é induzir a formação de genótipos triploides, a partir de estresse por deficiência hídrica, com finalidade de uso de variedades copas e introduzir 300 novos híbridos triploides/ano, criados especificamente para o Brasil pelo Centre de Coopération Internationale en Recherche Agronomique pour le Développement – CIRAD, Montpellier, França. Cabe ressaltar que a introdução destes 300 híbridos/ano está fundamentada no acordo de cooperação técnica firmado entre a Embrapa e a instituição supracitada. Portanto, a execução da presente proposta contribuirá para obtenção de variedades triploides de citros, laranjeiras doces e tangerineiras, com frutos sem sementes e alto valor agregado como frutas de mesa.
  • Empresa Brasileira de Pesquisa Agropecuária - BA - Brasil
  • 09/11/2013-31/07/2016
Foto de perfil

Abilio Pereira de Lucena Filho

Ciências Exatas e da Terra

Ciência da Computação
  • otimização combinatória e aplicações
  • Neste projeto vamos investigar modelos de otimização associados a problemas de desenho de redes de telecomunicações, ao Problema de Roteamento de Veículos Capacitados e ao Problema Euclidiano de Steiner em dimensão igual ou superior a 3. Para tanto, necessitamos de uma plataforma de Programação Inteira Mista. Para a construção dessa plataforma trabalharemos em dois temas específicos de pesquisa. A saber, Programação Não Linear Inteira Mista, onde a solução numérica de problemas de Programação Não Linear Contínua é essencial, e novos algoritmos de Otimização Combinatória.
  • Universidade Federal do Rio de Janeiro - RJ - Brasil
  • 25/11/2014-30/11/2017
Foto de perfil

Abner de Siervo

Ciências Exatas e da Terra

Física
  • produção e caracterização de monocamadas de materiais híbridos de dirac: grafeno e dicalcogenados
  • A maior parte dos materiais formados por camadas bidimensionais, entre eles o grafeno, os dicalcogenados e outros materiais que apresentam propriedades similares ao grafeno, são conhecidos como materiais de Dirac. Tais materiais apresentam um grande potencial para aplicações em diversas áreas de alta-tecnologia, além de representarem um playground para o desenvolvimento e o entendimento de novos fenômenos físicos proporcionados pelo confinamento quântico da geometria 2D do sistema, quando estes são “forjados” na forma de uma monocamada. Apesar das propriedades fascinantes que tais materiais apresentam alguns obstáculos inerentes ao material ou às técnicas de fabricação, impedem sua utilização em aplicações de alta-tecnologia como dispositivos e sensores. Por exemplo, o grafeno é um semicondutor de gap zero, enquanto alguns dicalcogenados apresentam abertura de gap. Tanto o grafeno, quanto os dicalcogenados esfoliados não permitem escalonamento de produção de dispositivos eletrônicos. Já o crescimento de monocamada de dicalcogenados por MBE (Molecular Beam Epitaxy) ou CVD (Chemical Vapor Deposition) ainda é um desafio. É possível crescer grafeno em grandes áreas por diferentes métodos; por outro lado, ainda não foi possível atingir um controle necessário do número de camadas e na qualidade do grafeno epitaxial crescido sobre o isolante SiC. Finalmente, sem abrir o gap ou poder isolar o grafeno crescido epítaxialmente em metais de transição, sua utilização é meramente para fins acadêmicos e provas de conceito. Desta forma, inúmeros esforços e esquemas de funcionalização destes materiais têm sido utilizados na literatura visando o maior controle no processo de produção e das características do material. Um caso emblemático é o grafeno crescido sobre Ir(111). Ir(111) é o único metal de transição onde o grafeno cresce epitaxialmente por método CVD, com folha única, única orientação e quase free-standing. Neste projeto propomos estudar a funcionalização de grafeno epitaxial crescido sobre metal de transição, particularmente Ir(111) com dois objetivos principais: 1- criar um método eficiente para isolar o grafeno de altíssima qualidade crescido sobre Ir(111); 2- combinar híbridos de grafeno e outros materiais como óxido ou isolantes e outros materiais de Dirac que poderão ter impacto na fabricação de dispositivos.
  • Universidade Estadual de Campinas - SP - Brasil
  • 17/11/2014-30/11/2017
Foto de perfil

Abraão David Costa do Nascimento

Ciências Exatas e da Terra

Probabilidade e Estatística
  • análise de dados polsar via teoria estatística da informação e processamento de sinais
  • Um grande desafio da atualidade é o sensoriamento remoto de fenômenos ambientais e meteorológicos sobre a superfície da terra. Sistemas de Radar de Abertura Sintética Polarimétrico (PolSAR) têm se mostrado ferramentas eficientes na solução de problemas de sensoriamento remoto. Neste projeto, objetivamos gerar contribuições de natureza teórica, prática e computacional para analisar imagens PolSAR.
  • Universidade Federal de Pernambuco - PE - Brasil
  • 18/11/2014-30/11/2017
Foto de perfil

Abrahão Fontes Baptista

Ciências da Saúde

Fisioterapia e Terapia Ocupacional
  • osteoartrite de joelho: efeito da eletroestimulação transcraniana associada a exercícios na dor, função e representação cortical
  • A osteoartrite (OA) de joelho é uma doença com grande impacto na função e qualidade de vida dos indivíduos. Exercícios terapêuticos têm sido usados para tratar a dor e função, porém seus resultados são apenas a curto prazo. É possível que este resultados insatisfatório seja devido às mudanças plásticas que ocorrem no cérebro na presença de dor crônica. Isto faria com que a correção dos padrões de movimentos e aquisições de valências como força e resistência muscular que podem ser atingidos pelos exercícios sejam parcialmente impedidos por um cérebro com baixa capacidade plástica. Atualmente são desconhecidas tanto as consequências da OE de joelho na excitabilidade e mapeamento cortical do quadríceps, um músculo que apresenta-se em disfunção nesta doença, quanto os resultados da combinação dos exercícios com estratégias eletroterapêuticas que possam aumentar a plasticidade cerebral cortical nesta condição. Este trabalho visa investigar o efeito da Eletroestimulação Transcraniana com Corrente Constante (ETCC) associada a exercícios na dor e função de indivíduos com osteoartrite de joelho, correlacionando seus possíveis achados com mudanças na excitabilidade e representação cortical dos músculos reto femoral, vasto lateral e vasto medial.
  • Universidade Federal da Bahia - BA - Brasil
  • 19/11/2014-30/11/2017
Foto de perfil

Acácio Aparecido de Castro Andrade

Ciências Exatas e da Terra

Física
  • determinação do índice de refração não-linear n2 em diferentes materiais
  • Este projeto visa a implementação da técnica de Varredura-Z (Z-scan) no Instituto de Física da Universidade Federal de Uberlândia e a sua utilização na caracterização de diversos tipos de sólidos dopados com íons terras-raras ou pontos quânticos, com ênfase na determinar do índice refração não-linear n2 e na discriminação dos efeitos de Lente Térmica e Lente de População. Os resultados obtidos com esta técnica irão complementar os estudos de caracterização térmica e ótica de diferentes materiais dopados com terras-raras que o Grupo de Propriedades Térmicas e Ópticas de Materiais do Instituto de Física vem realizando.
  • Universidade Federal de Uberlândia - MG - Brasil
  • 19/11/2014-30/11/2017
Foto de perfil

Acelino Couto Alfenas

Ciências Agrárias

Agronomia
  • dispersão de haplótipos de ceratocystis fimbriata em diferentes hospedeiros no brasil e no mundo
  • A murcha-de-ceratocystis causada por Ceratocystis fimbriata é, atualmente, uma das mais importantes doenças de plantas arbóreas considerando condições de campo, devido à natureza vascular das infecções, os danos causados e das características do patógeno que dificultam o controle. A doença tem se alastrado por diversas regiões brasileiras atingindo vários hospedeiros de importância agronômica e florestal. Recentemente foi comprovado que o fungo possui alta variabilidade genética e sua dispersão no Brasil provavelmente vem ocorrendo a partir de mudas contaminadas. Diante da crescente importância da doença no Brasil e no mundo, o presente projeto tem por principais objetivos: (i) investigar as plantas árboreas dos diferentes tipos de vegetação brasileiras, de modo a confirmar se o patógeno pode ser nativo das regiões que possuem vegetação do tipo Cerrado; (ii) verificar a sobrevivência do fungo no solo, em restos vegetais e a disseminação por insetos em condições de campo; (iii) comparar os haplótipos do fungo no Brasil, originários de diferentes hospedeiros, por meio de sequenciamento de regiões genômicas e por microssatélites; (iv) comparar os haplótipos do fungo no Brasil com os haplótipos encontrados mundialmente, especialmente China, África do Sul, Sultanato de Omã, India e Paquistão; e (v) verificar a patogenicidade dos isolados de plantas nativas e exóticas do Brasil para dar suporte aos resultados de filogenia e genotipagem.
  • Universidade Federal de Viçosa - MG - Brasil
  • 08/11/2013-31/07/2016
Foto de perfil

Acioly Luiz Tavares de Lacerda

Ciências da Saúde

Medicina
  • análises metabolômicas aplicadas na avaliação de transtornos mentais graves: esquizofrenia, transtorno bipolar e dependência de crack
  • Base Teórica: A metabolômica é a mais nova plataforma “ômica” aplicada nos estudos químicos e bioquímicos dos organismos, que possibilita detecção de mudanças metabólicas provocadas pelos inúmeros fatores intra- e extracelulares. Embora doenças psiquiátricas como esquizofrenia, transtorno bipolar e dependência de crack tenham sido associadas a alterações metabólicas relevants, estudos de metabolômica nessas populações ainda são escassos. Objetivos: Comparar o perfil metabólico de indivíduos com esquizofrenia, transtorno bipolar e dependência de crack com controles saudáveis. Métodos: 150 indivíduos com transtornos psiquiátricos graves serão incluídos (50 com esquizofrenia, 50 com transtorno bipolar e 50 com dependência de crack) e comparados com 50 indivíduos saudáveis (grupo controle). O diagnóstico será confirmado através de Entrevista Clínica Estruturada do DSM-IV (SCID). A análise da gravidade de sintomas será feita utilizando-se os seguintes instrumentos: Positive and Negative Syndrome Scale (PANSS), Hamilton Depression Rating Scale (HAM-D) e Young Mania Rating Scale (YMRS). Resultados esperados: Esperamos encontrar diferenças entre o metaboloma dos indivíduos com transtornos psiquiátricos graves e os controles saudáveis. Fingerprints metabólicos potencialmente úteis na identificação transtornos mentais graves podem emergir das presentes análises.
  • Universidade Federal de São Paulo - SP - Brasil
  • 19/11/2014-30/11/2017
Foto de perfil

Ada Ávila Assunção

Ciências da Saúde

Saúde Coletiva
  • condições de saúde e trabalho dos motoristas e cobradores da região metropolitana de belo horizonte, minas gerais, brasil
  • O presente estudo objetiva conhecer as condições de trabalho e descrever a prevalência de uso abusivo de álcool (CAGE) e relatos de atos violentos vivenciados pelos trabalhadores do transporte coletivo de ônibus da Região Metropolitana de Belo horizonte (RMBH) e examinar se os fatores sociodemográficos e ocupacionais foram associados aos eventos relatos pelos sujeitos. A amostra não-probabilística foi calculada por quotas e estratificada por ocupação (1607 motoristas e cobradores) nas empresas de Belo Horizonte, Betim e Contagem de um universo da força de trabalho efetiva (n = 17.470). As entrevistas face a face foram facilitadas pelo questionário digital e uso de netbook pelo entrevistador.
  • Universidade Federal de Minas Gerais - MG - Brasil
  • 20/11/2014-30/11/2017
Foto de perfil

Ada Maria de Barcelos Alves

Ciências Biológicas

Microbiologia
  • desenvolvimento de vacinas contra dengue e o estudo da patogênese da doença
  • A dengue é uma importante doença, com sintomas que variam desde a febre do dengue até a febre hemorrágica e síndrome do choque (DHF/DSS). Seu agente etiológico é o vírus da dengue, que compreende quatro sorotipos antigenicamente distintos (DENV1-4). Devido à grande importância dessa doença, a OMS elegeu o desenvolvimento de uma vacina contra a dengue como uma de suas prioridades. Entretanto, uma das maiores dificuldades neste campo é a necessidade de obtenção de uma vacina eficaz contra os quatro sorotipos virais e a falta de um modelo experimental que reproduza a doença em todas as suas variáveis. Algumas evidências apontam a proteína do envelope (E) e as proteínas não-estruturais 1 e 3 (NS1 e NS3) como antígenos com capacidade de gerar respostas imunes protetoras contra DENV. Contudo, outros relatos mostram que respostas imunes contra estas mesmas proteínas podem estar relacionadas aos casos mais graves da doença. A vacina de DNA parece simular uma infecção viral natural e induz respostas imunes, celular e humoral, de longa duração contra diferentes patógenos. Neste sentido, o grupo coordenado por mim vem trabalhando com vacinas de DNA contra dengue desde 2002, construindo plasmídeos específicos para esta abordagem e testando sua eficiência em cultura de células e em modelos animais. Sendo assim, o presente projeto visa estender estes estudos com o desenvolvimento de vacinas de DNA contendo as sequências que codificam as proteínas virais E, NS1 e NS3, avaliando o efeito de sua expressão na proteção e/ou patogênese da dengue e o mapeamento das respostas imunes envolvidas nestes processos. Além disso, pretendemos continuar estudos em andamento no laboratório para o estabelecimento de modelos experimentais da infecção com DENV, correlacionando-os com estudos com amostras de casos fatais da doença.
  • Fundação Oswaldo Cruz - RJ - Brasil
  • 28/06/2012-30/06/2016
Foto de perfil

Ada Maria de Barcelos Alves

Ciências Biológicas

Imunologia
  • estudos pré-clínicos de uma vacina contra o vírus da dengue: imunogenicidade e proteção
  • A dengue é uma importante doença e seu agente etiológico é o vírus da dengue, que compreende quatro sorotipos antigenicamente distintos (DENV1-4). O desenvolvimento de uma vacina contra a dengue é uma prioridade mundial. Entretanto, uma das maiores dificuldades neste campo é a necessidade de obtenção de uma vacina eficaz contra os quatro sorotipos virais e a falta de um modelo experimental que reproduza a doença em todas as suas variáveis como observada em humanos. Além disso, ainda existem poucos estudos sobre quais as respostas imunes que estão realmente envolvidas na proteção contra dengue. Algumas evidências apontam as proteínas do envelope (E) e não-estruturais 1 (NS1) como antígenos protetores. O grupo coordenado por mim vem trabalhando com vacinas de DNA contra dengue, construindo plasmídeos e testando sua eficiência em culturas de células e em camundongos. Duas vacinas contra DENV2 se destacaram por induzir elevados níveis de proteção, contendo o gene NS1 ou a sequência que codifica o ectodomínio da proteína E (domínios I, II e III). Esta última foi testada também em conjunto com o vírus quimérico febre amarela/dengue, em colaboração com os Drs. Ricardo Galler e Dr. Marcos Freire (BioManguinhos/Fiocruz). Esta combinação promoveu um efeito sinérgico da resposta imune e os camundongos não apresentaram qualquer sinal clínico da doença após o desafio com DENV2. Estes estudos geraram o depósito de uma patente no Brasil e em diversos países nas Américas, Europa e Ásia, e ganhou o prêmio de melhor tese pelo SUS em 2012. Sendo assim, pretendemos dar continuidade a estes estudos utilizando tanto vacinas de DNA baseadas na proteína E, testadas isoladamente ou em conjunto com vírus quimérico, assim como com as vacinas contendo o gene NS1. Estas vacinas contra DENV2 serão testadas em primatas não humanos, como prova de princípio. Também daremos prosseguimento aos estudos com camundongos imunizados com estas vacinas com o intuito de mapear as respostas imunes (humoral e celular) envolvidas com a proteção. Neste sentido, pretendemos igualmente continuar os estudos para o estabelecimento de modelos experimentais da infecção com DENV, correlacionando-os com o observado em amostras de casos fatais da doença.
  • Fundação Oswaldo Cruz - RJ - Brasil
  • 19/11/2014-30/11/2017
Foto de perfil

Adaildo Gomes D Assuncao Junior

Engenharias

Engenharia Elétrica
  • análise e desenvolvimento de fss para sistemas de comunicações de micro-ondas e de terahertz
  • O grande desenvolvimento dos sistemas de telecomunicações, observado nos dias atuais, se deve principalmente ao avanço tecnológico contínuo e à demanda crescente por facilidades que possibilitem o estabelecimento rápido, eficiente e diversificado da comunicação entre usuários. Para o atendimento dessa demanda, torna-se essencial o desenvolvimento de dispositivos e circuitos que sejam pequenos, leves, de baixo custo e de fácil construção e integração com outros circuitos. Além disso, é importante que estes circuitos possibilitem a operação tanto em multibandas, como em banda larga, ou ultralarga (UWB), conforme desejado, em sistemas de comunicações de micro-ondas, de ondas milimétricas e de terahertz. Por sua vez, essas características são inerentes aos circuitos planares de micro-ondas e ondas milimétricas, por exemplo. Portanto, a investigação e a proposição de novas geometrias de circuitos planares, tais como filtros e antenas, e de superfícies seletivas de frequência (FSS), são essenciais e estão sendo consideradas por muitos pesquisadores, tanto para aplicações em sistemas de micro-ondas como de terahertz. Recentemente, foram realizados estudos e pesquisas sobre o desenvolvimento de novas estruturas planares de micro-ondas e ondas milimétricas (especialmente em 60 GHz), a integração de antenas e de FSS, a aplicação de novas técnicas numéricas, para a solução de problemas de RF/micro-ondas, e os efeitos produzidos pela utilização de novos materiais (como materiais têxteis e metamateriais). Analogamente, tem sido observado um grande interesse na análise e no desenvolvimento de novas estruturas planares para aplicações em THz. Este trabalho propõe a utilização do método das ondas, ou Wave Concept Iterative Procedure (WCIP), um método de onda completa, preciso e eficiente, na análise de FSS e de seus circuitos, para aplicações nas faixas de micro-ondas e de terahertz (THz). O método WCIP será usado no desenvolvimento de novas geometrias de FSS, incluindo os casos elementos fractais e metamateriais (metamaterial inspired), FSS reconfiguráveis, FSS sobre substratos têxteis e filtros para comunicações em THz. As expressões determinadas através do método WCIP, para os casos considerados, serão implementadas em programas em Matlab. No estudo das FSS, serão determinadas a frequência de operação, a largura de banda e o coeficiente de transmissão. Serão apresentadas considerações sobre a eficiência e precisão do método WCIP. Além disso, serão projetados, construídos e medidos vários protótipos de FSS na faixa de micro-ondas, para fins de comparação de resultados. Também será realizada a análise de estruturas para aplicações na faixa de ondas milimétricas, como em 60 GHz, para aplicações nos sistemas 5G. Neste estudo será investigada também a questão da estabilidade angular das FSS, especialmente quando da utilização de geometrias com elementos fractais. Analogamente, serão caracterizadas novas estruturas de FSS para aplicações em sistemas de comunicações na faixa de THz, dando continuidade ao trabalho realizado, quando foram consideradas estruturas de FSS com dipolos de abertura e setores de anéis (split-ring) metálicos acoplados. Serão consideradas estruturas de FSS com elementos fractais e substratos metamateriais.
  • Instituto Federal de Educação, Ciência e Tecnologia da Paraíba - PB - Brasil
  • 17/11/2014-30/11/2017
Foto de perfil

Adair Roberto Aguiar

Engenharias

Engenharia Civil
  • comportamento singular de sólidos no contexto de teorias local e não-local
  • A teoria clássica de elasticidade linear prediz fenômenos espúrios, tais como a auto-intersecção da matéria, na vizinhança de pontos interiores de sólidos anisotrópicos, cantos e vértices de trincas. A auto-intersecção, por sua vez, está associada à violação da condição cinemática $J>0$, em que $J$ é o determinante do gradiente de deformação, em uma região próxima destes pontos. Tipicamente, o surgimento deste fenômeno espúrio está relacionado a alguma singularidade no campo de deformação. Uma maneira de impor $J>0$ combina a teoria clássica de elasticidade linear com a imposição desta restrição por meio de uma técnica de multiplicadores de Lagrange. O problema de minimização com restrição associado é altamente não-linear, podendo admitir mais de um minimizador e, em geral, requer uma solução numérica. Esta teoria de minimização com restrição juntamente com uma formulação de penalidade têm sido utilizados na investigação teórico-numérica de problemas com soluções radialmente simétricas em relação a um ponto interior do sólido. Neste projeto investigaremos a existência de soluções que não sejam radialmente simétricas. Estas soluções são diferenciáveis em quase todos os pontos do sólido e os problemas correspondentes são formulados no contexto de uma teoria local clássica, a qual pode ser puramente elástica ou viscoelástica. Recentemente, teorias baseadas em interações entre pontos materiais de um corpo foram propostas para modelar o comportamento de sólidos na vizinhança de singularidades, tais como vértices de trincas. Estas teorias não utilizam conceitos clássicos de deformação e de tensão, podendo, portanto, modelar campos de deslocamento descontínuos. Este projeto possibilitará dar continuidade às investigações de problemas singulares integrando as teorias locais clássicas da mecânica dos sólidos com teorias não-locais, tais como a teoria peridinâmica. Os resultados obtidos desta investigação serão comparados com resultados obtidos de investigações anteriores e com resultados disponíveis na literatura.
  • Universidade de São Paulo - SP - Brasil
  • 02/02/2015-28/02/2018
Foto de perfil

Adair Roberto Soares dos Santos

Ciências Biológicas

Farmacologia
  • o potencial terapêutico do flavonóide miricitrina na síndrome da dor complexa regional tipo i e na regeneração nervosa periférica
  • A dor crônica pode ser desencadeada após a lesão de nervos (dor neuropática) ou em doenças inflamatórias persistentes, resultando em perda funcional do membro e conseqüente diminuição da qualidade de vida e capacidade produtiva do indivíduo. As alterações mais comuns dos nervos são causadas por traumas agudos (esmagamento por compressão e contusões). Nesses quadros há sensibilização periférica e central, interações neuro-imunes e ativação e recrutamento de diversos mediadores inflamatórios, que promovem a ativação de células neurogliais culminando em posterior liberação de novos mediadores. A Síndrome da dor complexa regional - tipo I (SDCR - tipo I), também causa dor crônica neuropática e se desenvolve geralmente após uma lesão dos tecidos profundos, como uma fratura, apresentando dor, disfunções vasomotoras e sudomotoras. Além disso, sabe-se que as espécies reativas de oxigênio (ERO) podem contribuir para sua fisiopatologia e que a terapia disponível não alivia totalmente os sintomas. Assim, terapias capazes de reduzir a dor a este tipo de paciente ainda é um desafio, aliás, estratégias que favoreçam a regeneração de nervos periféricos e o alívio da dor neuropática tem sido motivo de muitos estudos dentro da neurociência. Neste contexto, as plantas medicinais e seus derivados podem constituir-se em potencial terapêutico no controle da dor e na regeneração nervosa. De fato, muitos medicamentos de uso corrente derivam de plantas medicinais, sendo estas uma ferramenta importantíssima para o desenvolvimento de novos fármacos. Nesse sentido, os flavonóides chamam a atenção por sua ampla distribuição no reino vegetal e por sua diversidade de atividades biológicas, além de seus efeitos do tipo antioxidante e antiinflamatório. Nosso grupo de pesquisa tem realizado vários estudos referentes às propriedades antinociceptivas de diversos compostos obtidos de plantas, entre estes se destaca o flavonóide miricitrina. Dentre eles, foi demonstrado que a miricitrina apresenta importante atividade antinociceptiva (analgésica) em modelos animais de dor aguda (ácido acético, glutamato, capsaicina, acetato de forbolmiristato, agonistas de receptores TRPs e bradicinina) e crônica (adjuvante completo de Freund (i.pl.) e neuropatia induzida pela ligadura parcial do nervo ciático), o que nos leva a sugerir que essa molécula pode ser considerada bastante promissora no controle da dor e da inflamação crônica. A miricitrina possui uma série de propriedades farmacológicas como atividade antioxidante, neutralizadora de radicais livres, pró-apoptótica, inibidora de proteínas quinases e peroxidases. A antinocicepção causada pelo flavonóide miricitrina está relacionada com as vias ativadas por glutamato, substância P, capsaicina e citocinas pró-inflamatórias, incluindo a ativação de proteína Gi/o, abertura de canais de K+, inibição de PKC, da síntese de NO e da atividade da MPO, bloqueio do transporte de Ca2+ e neutralização de radicais livres. Considerando que geralmente a dor crônica é de difícil tratamento e que os fármacos disponíveis apresentam baixa eficácia e muitos efeitos colaterais, moléculas de origem natural que apresentem efeitos antinociceptivos por mecanismos de ação distintos, tornam-se potencialmente relevantes. Nosso objetivo neste projeto é avaliar a ação antinociceptiva, antiinflamatória, antioxidante e neuroprotetora do flavonóide miricitrina utilizando dois modelos animais que permitam avaliar o nível de estresse oxidativo, a dor neuropática e a regeneração nervosa periférica (SDCR - tipo I e lesão traumática por esmagamento do nervo ciático). Assim, a presente proposta visa estender os dados do nosso grupo de pesquisa acerca da ação farmacológica do flavonoide miricitrina em desordens que envolvem a inflamação e a dor. Adicionalmente, as informações obtidas nesse estudo podem servir de base para o desenvolvimento de uma nova classe de fármacos que possam ser utilizados para o tratamento da dor e inflamação associada à lesão do nervo periférico observada em humanos, contribuindo para a geração de patentes e inovação científica e tecnológica na área de farmacologia. Além disso, no decorrer do desenvolvimento do presente projeto pretende-se dar continuidade à formação de pessoal em nível de iniciação cientifica e pós-graduação (mestrado e doutorado), além de ampliar e intensificar a colaboração existente no nosso grupo de pesquisa multidisciplinar que é formado por pesquisadores de diferentes áreas da nossa universidade (Departamentos de Ciências Fisiológicas, Farmacologia e Química), Universidade Estadual Paulista Júlio de Mesquita Filho (UNESP, Botucatu-SP) e da Universidade do Sul de Santa Catarina (UNISUL).
  • Universidade Federal de Santa Catarina - SC - Brasil
  • 11/11/2013-30/11/2016
Foto de perfil

Adair Vieira Gonçalves

Lingüística, Letras e Artes

Lingüística
  • a (re) escrita mediada pela web 2.0 na formação de professores
  • O presente projeto de pesquisa delineia uma investigação que terá como foco as práticas linguageiras e as ferramentas ou os suportes cibernéticos que medeiam essas práticas, em esfera acadêmico-científica ou educacional. À luz do construto teórico arquitetado por estudiosos da Linguagem/ reescrita (BAZARIM, 2006), (BAKHTIN, 2000), (BRONCKART, 2003), (CHANG, 2012), (KLEIMAN, 2001), (PENTEADO; MESKO, 2006), (RUIZ, 2001), (SCHNEUWLY & DOLZ, 2004; GONÇALVES, 2009), (SERAFINI, 1995), (SIGNORINI, 2012) dentre outros estudiosos, inclusive do ciberespaço, (PRENSKY, 2001), (LÉVY, 1999), será estudado o impacto de ferramentas tecnológicas em contextos síncronos e assíncronos na reescrita de textos acadêmicos em contexto de formação inicial na Universidade Federal da Grande Dourados (UFGD) no 1º ano do Curso de Letras e em contextos de formação continuada na cidade de Dourados. Essa pesquisa utilizará abordagens teórico-metodológicas (pesquisa qualitativa, pesquisa-ação e pesquisa etnográfica) provenientes de diversos campos do conhecimento e se situará em um campo investigativo transdisciplinar, viabilizando, sistematicamente, a construção de objetos complexos que envolvam questões voltadas à linguagem em algumas das diversas manifestações da vida diária, neste caso, no contexto de ensino formal.
  • Universidade Federal da Grande Dourados - MS - Brasil
  • 17/11/2014-30/11/2017
Foto de perfil

Adaíses Simone Maciel da Silva

Ciências Biológicas

Botânica
  • diversidade morfológica e funcional de briófitas nas cangas do quadrilátero ferrífero (minas gerais)
  • Nos últimos anos a biodiversidade vegetal tem sofrido profundos danos causados direta ou indiretamente pela ação antrópica. Neste cenário, o Brasil se destaca por apresentar grande diversidade florística, com 18.357 espécies de plantas endêmicas e compreendendo dois hotspots de biodiversidade: o Cerrado e a Mata Atlântica. Inseridos na zona de transição entre Cerrado e Mata Atlântica encontram-se os sistemas ferruginosos do Quadrilátero Ferrífero - QF (MG), um conjunto de afloramentos rochosos denominados Cangas ferruginosas. As Cangas são peculiares por abrigar flora relictual, detentora de adaptações ecofisiológicas como esclerofilia, reprodução clonal e poiquilohidria. Distribuem-se de forma insular em altitudes superiores a 800m acima do nível do mar, possuem solos rasos, ácidos e oligotróficos, e sofrem elevada limitação hídrica e exposição à ação dos ventos. São ecossistemas brasileiros pouco conhecidos e bastante ameaçados devido à distribuição restrita e associação a importantes depósitos de minério de ferro. Cerca de 40% das áreas de Canga foram perdidas em menos de 40 anos no Quadrilátero Ferrífero, devido principalmente à mineração responsável por 85% da perda de hábitat. Estudos recentes registram 1.109 espécies de plantas vasculares ocorrentes em Cangas do QF, das quais 36 espécies são endêmicas da região. Embora alguns estudos citem a presença das briófitas em Cangas do QF, destacando coleta e venda ilegais de espécimes, não há quaisquer informações na literatura sobre a identidade das briófitas que vivem nesses ecossistemas. Briófitas são um interessante grupo vegetal, com características que as definem como indicadores de microclima e do estado de conservação dos habitats. São conhecidas como um importante componente de afloramentos rochosos no Brasil, ao exemplo das Cangas da Serra dos Carajás (PA) com 48 espécies de musgos, afloramento rochoso na Serra da Jibóia (BA) com 21 espécies de briófitas, inselbergues pernambucanos com 49 espécies, e na Paraíba com 21 espécies. Nesses ambientes, entre as briófitas, costumam predominar grupos funcionais como musgos acrocárpicos, formas de vida que reduzem a exposição à atmosfera como tramas e tufos, além de grupos com ampla tolerância ecológica (generalistas e especialistas de sol). Conhecer quais e quantas espécies de briófitas ocorrem nas Cangas do QF, classificá-las quanto a categorias de ameaça, e levantar caracteres morfo-funcionais que facilitem o entendimento sobre o funcionamento do grupo dentro desses ecossistemas faz-se necessário para medidas conservacionistas das espécies e do ecossistema. Essas informações são importantes considerando o atual estado de ameaça a que estão submetidas as Cangas, visto que são ecossistemas com uma flora única e dado o potencial risco de extinção de espécies de briófitas, um grupo frequentemente explorado comercialmente, mas para o qual há informações escassas para o correto diagnóstico do status de conservação das espécies. O presente projeto tem como objetivos principais identificar e contabilizar a composição e a riqueza de espécies de briófitas, registrar o grau de ameaça das espécies, estimar a contribuição de diferentes grupos funcionais e a diversidade funcional de briófitas em áreas de Canga do Quadrilátero Ferrífero (MG).
  • Universidade Federal de Minas Gerais - MG - Brasil
  • 21/11/2014-30/11/2017
Foto de perfil

Adalberto Alves de Castro

Ciências Biológicas

Farmacologia
  • avaliação comportamental (sintomas positivos e negativos) e neuroquímica (expressão de receptores e transportadores de glutamato e dopamina) de um modelo animal de esquizofrenia induzido por cetamina
  • A esquizofrenia é um transtorno psiquiátrico crônico e grave causado por profundo prejuízo nas funções mentais, emoção e comportamento. Dentre os transtornos psiquiátricos graves, a esquizofrenia é considerada um dos mais mórbidos e debilitantes (Moghdam e Jackson, 2003), com prevalência estimada de até 1% na população mundial (Abi-Dargham e Laurelle, 2005; McGrath et al, 2012.). O diagnóstico da esquizofrenia é baseado essencialmente nos sintomas. De acordo com o DSM-IV (Manual de Diagnóstico e Estatística dos Transtornos Mentais), os sintomas da esquizofrenia podem ser classificados como: sintomas positivos (alucinações, delírios, agitação psicomotora e desconfianças), negativos (embotamento afetivo, isolamento social, falta de iniciativa, falta de prazer, discurso empobrecido, além da desorganização) e desorganizados (comportamento, pensamento, afeto inapropriado) (APA, 1994).Apesar dos recentes progressos alcançados no desenvolvimento de fármacos para a esquizofrenia (antipsicóticos típicos e atípicos) nos últimos anos, ainda estamos longe de um sucesso terapêutico para esta doença, uma vez que o tratamento ainda é apenas paliativo e praticamente todos os antipsicóticos provocam efeitos colaterais (Kane e Correll, 2010). Entender sobre uma possível associação de sintomas positivos e negativos com a expressão de receptores e transportadores glutamatérgicos e dopaminérgicos induzidos pela administração aguda e crônica de cetamina, também é fundamental para o desenvolvimento de um modelo experimental que mimetize ao máximo as alterações nas doenças psiquiátricas como a Esquizofrenia. Assim, esperamos que o presente estudo auxilie na busca de novas abordagens terapêuticas e uma melhora na qualidade de vida da população, diminuindo os gastos com esta doença.
  • Universidade do Extremo Sul Catarinense - SC - Brasil
  • 17/11/2014-30/11/2017