Projetos de Pesquisa

 

Foto de perfil

Adriano Lago

Ciências Agrárias

Agronomia
  • análise da sucessão geracional em cooperativas agropecuárias de distintos segmentos no rio grande do sul
  • Este projeto de pesquisa tem como pano de fundo a discussão do papel do cooperativismo, em especial das cooperativas agropecuárias no tocante ao desenvolvimento das regiões rurais, através do fomento a permanência das novas gerações de agricultores no campo. O esvaziamento juvenil do campo propõe repensar o futuro das cooperativas agropecuárias no referente à sua manutenção e renovação do quadro de associado. Considerando que o público alvo das cooperativas são os agricultores, torna-se necessário promover ações que favoreçam a permanência dos jovens no meio rural. O projeto tem como foco analisar as perspectivas sucessórias dos filhos de associados de cooperativas agropecuárias pertencentes ao segmento grãos, leite, carnes e vinho, localizadas em distintas regiões do Rio Grande do Sul. De maneira mais especifica propõe-se realizar um diagnóstico sobre as perspectivas sucessórias dos filhos de associados de cada cooperativa agropecuária envolvida na pesquisa apontando o percentual de propriedades com sucessão, bem como avaliar os apontamentos dos filhos entrevistados no referente à importância e a formas como as cooperativas podem auxiliar no processo sucessório e, como ou com quais ações, a partir das demandas dos filhos, as cooperativas podem auxiliar no processo de sucessão. Espera-se com os resultados contribuir para a ampliação do estado da arte referente aos estudos e trabalhos acadêmicos voltados a discussão do cooperativismo e a sucessão geracional, tendo em vista a escassez de estudos nesta área, bem como auxiliar as cooperativas a elaborar estratégias que favoreçam a manutenção de novos associados e as instituições gaúchas representativas do cooperativismo, tais como, a Federação das Cooperativas Agropecuárias do RS (FECOAGRO) e na realização de projetos, pesquisas e ações no âmbito das demais cooperativas agropecuárias gaúchas.
  • Universidade Federal de Santa Maria - RS - Brasil
  • 08/09/2018-30/09/2021
Foto de perfil

Adriano Lopes de Souza

Ciências Exatas e da Terra

Química
  • investigação das propriedades eletrocatalíticas de materiais híbridos contendo polioxometalatos
  • Polioxometalatos (POMs) são clusters de tamanho nanométrico formados por metais de transição e oxigênio cujas propriedades eletrocatalíticas são eficazes em virtude dos mesmos sofrerem reações reversíveis de transferência de elétrons sem perda de estrutura. Neste projeto, filmes de materiais híbridos serão preparados por duas formas: 1) imobilização do componente inorgânico (POM) em uma rede de silicato organicamente modificada conhecida como “ormosil” (expressão inglesa para organically silicate modified) através do processo sol-gel e 2) adsorção física alternada de espécies químicas com cargas opostas, técnica também conhecida como automontagem eletrostática camada-por-camada. Os pós dos ormosils serão caracterizados por espectroscopia de absorção na região do infra-vermelho e por espectroscopia de ressonância magnética nuclear no estado sólido. Dois diferentes POMs do tipo Keggin serão testados: ácido fosfomolíbdico e ácido silicotúngstico. As propriedades eletrocatalíticas dos filmes serão exploradas frente a moléculas que podem causar algum tipo de dano ambiental ou de saúde pública quando utilizadas em excesso e/ou quando são mal empregadas como, por exemplo, melamina e pesticidas. Os materiais aqui produzidos poderão contribuir para a detecção das espécies químicas mencionadas.
  • Universidade Federal de São Carlos - SP - Brasil
  • 01/06/2017-31/05/2020
Foto de perfil

Adriano Maia dos Santos

Ciências da Saúde

Saúde Coletiva
  • implementação da política nacional de saúde integral de lésbicas, gays, bissexuais, travestis e transexuais (pnsi-lgbt) no estado da bahia
  • Trata-se de pesquisa que visa a “análise da implementação da Política Nacional de Saúde Integral de Lésbicas, Gays, Bissexuais, Travestis e Transexuais (PNSI-LGBT) no estado da Bahia”. Para tanto, a investigação será realizada em três municípios do interior, eleitos por conveniência, por serem espaços de trabalho dos proponentes da pesquisa e, coincidentemente, importantes municípios do estado da Bahia: Vitória da Conquista, Jequié e Paulo Afonso. A pesquisa de cunho qualitativo dará foco na compreensão dos desafios da implementação da PNSI-LGBT na perspectiva estadual e seus desdobramentos em outras três cidades do estado. Porém, não serão estudos avaliativos dos municípios selecionados, pois busca-se a compreensão da política na perspectiva dos stakeholder (ativistas, militantes e usuários de serviços) e, também, de formuladores de políticas. Para tanto, busca-se a análise documental para debater a construção da agenda: disputas em jogo, contexto político e participação social na formulação da política de saúde. Além disso, serão realizadas entrevistas semiestruturadas com informantes-chave participantes diretos na formulação das políticas de saúde na Bahia e no âmbito nacional. Também, serão sujeitos do estudo, participantes do movimento LGBT com destaque na militância pelos direitos à saúde, no âmbito estadual e nos três municípios eleitos. Por fim, em cada um dos municípios serão realizadas entrevistas, também, com transexuais que relatem seus itinerários terapêuticos e, neste sentido, revelem as trajetórias que vivenciam no cotidiano para que se possa articular os elementos da política às narrativas de vivência concreta para acesso aos serviços de saúde. Para identificação de pessoas transexuais, será utilizada a técnica da “bola de neve” – snowball – por meio do “chain referral sampling techniques”. Nesta perspectiva, busca-se identificar as barreiras de acesso aos serviços de saúde e os percursos dentro e fora do sistema “formal” para obtenção do cuidado em saúde. Ressalta-se que os achados, além de indicarem os avanços e desafios para universalidade do Sistema Único de Saúde, servirão como marcadores da qualidade da atenção na perspectiva dos usuários. Por conseguinte, compreende-se o usuário do serviço enquanto indivíduo ativo no processo saúde-doença, que imprime suas escolhas e desejos na busca por cuidado e dessa forma, se constitui como agente imprescindível no planejamento de políticas de saúde e na organização dos serviços.
  • Universidade Federal da Bahia - BA - Brasil
  • 29/10/2018-31/10/2020
Foto de perfil

Adriano Marcos Rodrigues Figueiredo

Ciências Sociais Aplicadas

Economia
  • complexidade econômica em cadeias globais de valor: dinâmicas e tendências do desenvolvimento regional
  • A análise das cadeias globais de valor (CGV) tem sido importante para avaliar o posicionamento estratégico dos países e dos setores econômicos (TIAN et al, 2016) e como os setores econômicos têm se modernizado ou desenvolvido. Marcato e Baltar (2017) analisaram o progresso econômico e social associado às CGV. As diferenças entre os países ricos e pobres, e a discussão ainda presente de “centro-periferia” nas cadeias globais de valor têm apontado para a presença de maior complexidade econômica (CE) naqueles países centrais, ou mais ricos (CARDOSO e REIS, 2016). Questiona-se: de que modo a complexidade econômica está associada à participação nas cadeias globais de valor em regiões subnacionais? A hipótese de Cheng et al (2015) é que um posicionamento mais acima na CGV (setores mais a frente na cadeia, rumo ao consumidor final) e com maior complexidade econômica estão associados a maior parcela do país no valor adicionado da CGV. A análise da CE tem se desenvolvida em termos da diversidade e ubiquidade dos produtos nos fluxos internacionais de comércio, assim como em termos da estrutura setorial do emprego. Desta forma, busca-se compreender a interação entre as cadeias globais de valor relevantes para regiões subnacionais e as medidas de complexidade econômica baseadas em fluxos comerciais assim como em emprego gerado nos setores econômicos.
  • Universidade Federal de Mato Grosso do Sul - MS - Brasil
  • 18/02/2019-28/02/2022
Foto de perfil

Adriano Martimbianco de Assis

Ciências Biológicas

Bioquímica
  • um olhar neuroenergético sobre a doença de alzheimer: o papel da lançadeira de lactato
  • A diminuição da expectativa de vida está relacionada com o aumento da incidência de doenças neurodegenerativas, tais como a doença de Alzheimer (DA). A DA é uma importante doença neurodegenerativa, pois é a principal causa de demência no mundo e ainda não existe um tratamento que pode impedir a sua progressão ou curar a doença. Desta forma, estudos adicionais são necessários para entender melhor esta doença, e permitir o progresso na busca de um tratamento. A DA é caracterizada inicialmente pelo acúmulo da proteína β-amilóide (Aβ) e do hipometabolismo hipocampal que evolui para morte neuronal, que se traduz clinicamente em perda de memória, declínio cognitivo e demência. A causa do aumento e deposição da proteína Aβ ainda é desconhecida, indicando a necessidade de uma melhor compreensão da ontologia da doença. Contudo, uma nova hipótese sugere que a diminuição do aporte energético cerebral causado pelo envelhecimento levaria a um aumento na competição neuronal por substrato, ocasionando na morte de muitos neurônios e consequentemente no aumento da formação de proteínas mal dobradas como a Aβ. Segundo esta hipótese, este seria o estágio inicial e pré-sintomático da DA. Recentes pesquisas demonstram que o lactato astrocitário pode ser transferido para os neurônios para sua metabolização. Este processo de interação astrócito-neurônio é conhecido como o sistema de lançadeira de lactato, e tem um papel muito importante no aporte energético cerebral principalmente em situações patológicas. O sistema de lançadeira de lactato é constituído de transportadores de monocarboxilatos (MCTs) localizados predominantemente nos astrócitos (MCT1 e 4) e neurônios (MCT2). Neste contexto, o objetivo deste projeto é analisar a influência do silenciamento gênico da expressão do transportador de monocarboxilato neuronal (MCT2) in vitro e in vivo sobre parâmetros clássicos da doença de Alzheimer. Alguns dos ensaios in vitro serão realizados por mim na Universidade de Lausanne na Suiça em parceria com o Prof. Luc Pellerin, através de um projeto financiado pela CAPES (Professor Visitante no Exterior Júnior - PVE Edital n° 45/2017 – Processo 88881.169978/2018-01). Em suma, a presente proposta tem um caráter inovador que visa investigar alterações neuroenergéticas precoces da DA com extrema relevância clínica. Durante o percorrer deste projeto, pretendo orientar uma dissertação de mestrado, uma tese de doutorado e duas orientações de iniciação cientifica, publicando 6 artigos em revistas científicas Qualis A. Todas as atividades científicas e educativas serão realizadas para promover o desenvolvimento do campo da neuroenergética no país contribuindo para área das Ciências Biológicas II (CBII) com a participação de estudantes de pós-graduação, bem como de iniciação científica, profissionais e pesquisadores.
  • Universidade Católica de Pelotas - RS - Brasil
  • 18/02/2019-28/02/2022
Foto de perfil

Adriano Max Moreira Reis

Ciências da Saúde

Farmácia
  • construção e validação de uma escala de avaliação do medication literacy em idosos
  • Introdução: um baixo nível de medication literacy pode levar a uma compreensão inadequada da prescrição, tornando os pacientes mais propensos a eventos adversos a medicamentos . Diversas mudanças relacionadas ao envelhecimento podem contribuir para o decréscimo do medication literacy em idosos, fazendo com que essa população seja mais susceptível a problemas na farmacoterapia. Esse cenário evidencia a necessidade de mensuração do medication literacy, a fim de se avaliar os seus reflexos no autocuidado e na segurança e efetividade da utilização de medicamentos entre idosos. Objetivos: Explorar o construto medication literacy por meio de uma scoping review; construir, validar e normatizar uma escala para a avaliação do medication literacy em idosos; e avaliar os fatores associados ao baixo medication literacy. Metodologia: Para a scoping review, será conduzida uma busca nas bases de dados MEDLINE, LILACS, Cochrane, CINAHL, EMBASE, PsycINFO e Scopus. Serão incluídos estudos metodológicos, observacionais, experimentais ou quase-experimentais que avaliem os determinantes ou os fatores relacionados ao medication literacy. A seleção dos estudos relevantes será feita pelas etapas: (i)dentificação; ii) seleção; iii) coleta de dados e iv) síntese dos resultados, realizada por um par independente de revisores. Para o desenvolvimento da escala, será conduzido um estudo metodológico. A coleta de dados será realizada em um ambulatório multidisciplinar de atenção aos idosos. Serão incluídos indivíduos com idade maior ou igual a 60 anos e de ambos os sexos. As entrevistas serão realizadas utilizando-se questionários estruturados, contendo perguntas sobre características sociodemográficas, clínicas, funcionais, relacionadas à utilização de medicamentos e ao letramento em saúde – por meio da escala Short Assessment of Health Literacy for Portuguese-speaking Adults – SAHLPS. Será desenvolvido um pool de itens que comporão a primeira versão da escala, a qual será submetida a um painel de experts e a uma amostra piloto para a avaliação da validade de face e conteúdo. Posteriormente, a consistência interna será avaliada pelo alfa de Cronbach. A validade de construto será avaliada pela análise fatorial e pela validação convergente-discriminante. A validade de critério será testada pela correlação entre os escores da escala desenvolvida e os escores obtidos na escala SAHLPS. Para a confiabilidade teste-reteste, serão selecionados aleatoriamente 20% da amostra prevista. A escala será reaplicada e os escores serão comparados pelo Coeficiente de Correlação Intraclasse e pelo Coeficiente de Correlação de Spearman. A normatização preliminar da escala será realizada pela norma referente a critério, sendo o ponto de corte obtido teoricamente. Os fatores associados ao baixo medication literacy serão avaliados por meio de uma regressão logística múltipla.
  • Universidade Federal de Minas Gerais - MG - Brasil
  • 18/02/2019-28/02/2022
Foto de perfil

Adriano Mesquita Alencar

Ciências Exatas e da Terra

Física
  • análise das flutuações de batimentos de cardiomiócitos isolados
  • Vide projeto anexo
  • Universidade de São Paulo - SP - Brasil
  • 01/06/2017-31/05/2020
Foto de perfil

Adriano Mondini

Ciências Biológicas

Microbiologia
  • avalição da ação antiviral de extratos de inhame (colocasia esculenta) contra os vírus dengue, chikungunya e zika, além da ação biocida contra larvas de aedes sp.
  • Os vírus transmitidos por artrópodes, conhecidos como arbovírus, são um problema de saúde pública em muitos países, principalmente aqueles em que há infestação por mosquitos do gênero Aedes. Dengue, Chikungunya e Zika estão entre os principais arbovírus da atualidade. No Brasil, há co-circulação dos vírus dengue, do Zika e Chikungunya. As alternativas para o combate dessas enfermidades restringem-se ao combate dos vetores das doenças, que tem como principal a espécie Aedes aegypti. Portanto é necessário estimular outros caminhos para combater esses arbovírus. Estudos recentes realizados com o extrato de inhame (Colocasia esculenta) vêm demonstrando que essa planta possui substância em sua composição que são promissoras na atuação como agentes inseticida, antiviral e anti-tumoral. Portanto, estudos com essa planta poderão mostrar alternativas para o controle dos arbovírus em questão. O objetivo do trabalho é estudar, com cultura de células, ação de extratos de inhame, verificando sua ação antiviral contra dengue, zika e chikungunya, além da ação biocida contra larvas de Aedes sp.
  • Universidade Estadual Paulista Júlio de Mesquita Filho - SP - Brasil
  • 01/06/2017-31/05/2020
Foto de perfil

Adriano Nunes Nesi

Ciências Biológicas

Botânica
  • recrutamento de mecanismos preexistentes subjacentes à fotossíntese c4 nas famílias irmãs brassicaceae e cleomaceae
  • A fotossíntese C4 evoluiu independentemente da fotossíntese C3 em várias famílias de plantas angiospermas nos últimos 25 milhões de anos. Acredita-se que esta evolução paralela e múltipla represente uma adaptação às baixas concentrações atmosféricas de CO2, à seca e aos habitats de alta temperatura. A evolução da característica de fotossíntese C4 em plantas C3 requer a evolução paralela de características morfológicas e fisiológicas, tais como a diferenciação de células de bainha do feixe vascular fotossinteticamente ativas, alterações em atividades enzimáticas, e aumento no transporte de metabólitos inter- e intra-celular. O aumento da eficiência fotossintética em plantas C3 pode ser alcançado pelo entendimento dos eventos iniciais que ocorreram durante a evolução de plantas C3 para os intermediários C3-C4 e destas para as C4. Cleomaceae é uma família estreitamente relacionada à família Brassicaceae, em que ocorrem as espécies dos gêneros Moricandia e Arabidopsis (modelos de plantas com fotossíntese C3) e outros gêneros de importância econômica como Brassica. A comparação dos genomas e análises fisiológicas e moleculares entre as espécies dessas famílias irmãs (Cleomaceae e Brassicaceae) pode levar a identificação de genes ou conjunto de genes necessários para o desenvolvimento da fotossíntese C4 em espécies C3 de importância econômica. O gênero Cleome é constituído por mais de 200 espécies, entre as quais espécies com fotossíntese do tipo C3 e outras com fotossíntese C4. No Brasil são encontrados nove gêneros de Cleomaceae e aproximadamente 30 espécies. Assim, este projeto visa à caracterização genética e fisiológica de 14 espécies do gênero Cleome encontradas no Brasil que ainda não foram estudadas quanto à existência de mecanismos de concentração de CO2. Além de conhecer mais sobre as espécies brasileiras do gênero Cleome, espera-se que o presente projeto auxilie na identificação de genes necessários para desenvolver a fotossíntese C4 em plantas cultivadas C3.
  • Universidade Federal de Viçosa - MG - Brasil
  • 18/02/2019-28/02/2022
Foto de perfil

Adriano Peres de Morais

Engenharias

Engenharia Elétrica
  • morfologia matemática aplicada a proteção de sistemas elétricos de potência: validação em hardware-in-the-loop
  • Este documento apresenta a proposta de trabalho para Chamada Universal MCTIC/CNPq 2018 Categoria Faixa A. A pesquisa será desenvolvida na Universidade Federal de Santa Maria dentro do Programa de Pós-graduação em Engenharia Elétrica. A pesquisa tem como meta principal a investigação e a implementação em hardware dos filtros morfológicos para a utilização em proteção de Sistemas Elétricos de Potência. Os testes serão realizados no simulador digital em tempo real Opal-RT. Em primeiro momento os filtros morfológicos serão implementados em Matlab/Simulink e testados através da técnica Software-In-The-Loop. Os modelos morfológicos com desempenho satisfatório serão implementados em hardware e validados através da técnica de simulação Hardware-In-The-Loop
  • Universidade Federal de Santa Maria - RS - Brasil
  • 18/02/2019-28/02/2022
Foto de perfil

Adriano Reis Lucheta

Ciências Agrárias

Agronomia
  • microbioma e metaproteoma da terra preta da amazônia: potencial para a descoberta de novos bioprodutos
  • A Terra Preta da Amazônia (TPA) é um dos solos mais férteis do mundo e um modelo de sustentabilidade em regiões tropicais. A TPA abriga comunidades microbianas (bactérias, fungos e arqueis) exclusivas quando comparadas aos solos pouco férteis típicos da região Amazônica. Apesar do reconhecimento da elevada biodiversidade e riqueza microbiana associadas à TPA, pouco se sabe sobre as funções destes micro-organismos e proteínas envolvidas na manutenção da fertilidade e sustentabilidade deste ambiente. A exploração do metagenoma e metaproteoma da TPA pode revelar a presença de novos micro-organismos e enzimas com potencial biotecnológico para aplicação industrial, remediação ambiental e agricultura. A presente proposta tem como objetivo realizar o sequenciamento do metagenoma e metaproteoma da TPA, com ênfase para os processos metabólicos e transformações biogeoquímicas relacionados à manutenção da fertilidade, além da prospecção in silico de proteínas/enzimas com potencial biotecnológico. Somados aos métodos independentes de cultivo, será realizado o isolamento de micro-organismos habitando a TPA com potencial para a promoção do crescimento de plantas e biocontrole de pragas agrícolas.
  • SENAI - Departamento Regional do Pará - PA - Brasil
  • 18/02/2019-28/02/2022
Foto de perfil

Adriano Rodrigues Azzoni

Engenharias

Engenharia Química
  • nanopartículas formadas por proteínas recombinantes modulares: novas plataformas de entrega de genes para células tumorais.
  • A baixa eficiência de transferência de ácidos nucleicos para células tumorais é um problema recorrente em estudos de terapia gênica para o tratamento do câncer. Isso surge, principalmente, pela dificuldade de direcionamento e transporte das moléculas terapêuticas do exterior para o interior das células alvo, devido à presença de inúmeras barreiras físicas, enzimáticas e difusionais. Nosso grupo de pesquisa tem, ao longo dos últimos anos, desenvolvido proteínas recombinantes multifuncionais especialmente desenhadas para entrega gênica, buscando mimetizar a habilidade dos vírus de explorar as sinalizações e respostas extra- e intra-celulares para infectar as células. O principal objetivo deste projeto é o desenvolvimento e caracterização de novas proteínas recombinantes multifuncionais, capazes de se auto-organizar em nanopartículas e realizar eficientemente o transporte de material genético (DNA plasmidial ou RNA de interferência) para o interior de células tumorais. Para esse fim, nanopartículas serão formadas combinando-se pDNA ou siRNA e proteínas especificamente desenhadas para facilitar o direcionamento, entrada na célula e tráfego intracelular de ácidos nucleicos. Espera-se, dessa forma, a obtenção de nanopartículas pDNA-Proteína e siRNA-Proteína capazes de eficientemente proteger, direcionar, facilitar a entrada na célula e o tráfego intracelular de transgenes. A cinética de formação das nanopartículas, estabilidade e parâmetros físico-químicos como diâmetro hidrodinâmico e potencial zeta serão então avaliados e correlacionados com a eficiência de entrega gênica para diferentes tipos de células tumorais. Para isso, moléculas de pDNA e siRNA modelo, capazes de expressar (pDNA) ou silenciar (siRNA) o gene repórter GFP (green fluorescent protein), serão utilizados nos estudos de formação das nanopartículas e de transfecção. Espera-se, dessa forma, o desenvolvimento de novos vetores capazes de eficientemente transportar e direcionar transgenes para diferentes linhagens tumorais, além de levantar informações importantes sobre os mecanismos envolvidos nos processos de complexação, direcionamento, internalização e tráfego intracelular.
  • Universidade de São Paulo - SP - Brasil
  • 18/02/2019-28/02/2022
Foto de perfil

Adriano Rolim da Paz

Engenharias

Engenharia Civil
  • hidropixel- abordagem distribuída para modelagem chuva-vazão com métodos de chuva excedente e hidrograma unitário: desenvolvimento, validação e simulação de cenários
  • A simulação da transformação da precipitação em escoamento superficial é um dos focos principais do uso de modelos matemáticos na hidrologia. Dentre os diversos métodos utilizados, destacam-se os métodos baseados na estimativa de precipitação excedente e do uso da teoria do hidrograma unitário (HU), pela relativa simplicidade e ampla utilização em diferentes situações, considerando a bacia hidrográfica de forma concentrada. Dezenas de modificações foram propostas desde a concepção original desses métodos e continuam a ser apresentadas na literatura científica. Uma das linhas principais de tais proposições é o desenvolvimento e a aprimoração da abordagem distribuída de aplicação desses métodos, visando incorporar a variabilidade espacial das características físicas da bacia, como tipo de solo, cobertura vegetal e ocupação da terra. Tal abordagem se vale da crescente disponibilização de dados obtidos por sensoriamento remoto e da maior facilidade para o emprego de técnicas de geoprocessamento. Destaca-se, nesse sentido, o avanço na representação topográfica obtida via Modelos Digitais de Elevação (MDE) e o desenvolvimento de procedimentos para processamento automatizado do MDE visando a extração de diferentes tipos de produtos, como caminhos de fluxo, traçado da rede de drenagem, comprimentos e declividades de trechos de rio etc. Mesmo que o método de cálculo seja simplificado em termos da representação dos diversos processos hidrológicos que ocorrem entre a entrada de precipitação na bacia e a saída de água na forma de vazão, a representação espacial da variabilidade das características físicas é um importante passo a favor de obter uma ferramenta matemática mais adequada à simulação de cenários de uso da terra e outros estudos hidrológicos. Outra grande vantagem é permitir a incorporação da variabilidade espacial da precipitação, o que pode melhorar a qualidade da representação obtida por modelos hidrológicos. Esta pesquisa visa avançar no estado-da-arte da modelagem hidrológica chuva-vazão usando os métodos de precipitação excedente e hidrograma unitário de forma distribuída ao nível do pixel. Propõe-se ao desenvolvimento de uma metodologia diferenciada em relação às já apresentadas na literatura científica, pela combinação entre o cálculo de precipitação excedente de forma distribuída, com o cálculo do tempo de deslocamento do escoamento em cada pixel a partir do processamento do MDE e pela adaptação dos conceitos do HU para operar de forma distribuída. Propõe-se ainda a validar a abordagem proposta e a analisar as incertezas e sensibilidade intrínsecas aos métodos e parâmetros adotados, o que é um aspecto crucial do ponto de vista da proposição de novos modelos hidrológicos. Para validar a abordagem proposta, são tomadas três áreas de estudo de características contrastantes: (a) sub-bacias urbanas de uma grande metrópole, Porto Alegre (RS); (b) uma bacia hidrográfica experimental de características rurais na Paraíba; (c) uma bacia com pouca ocupação urbana ao sul de Londres (Reino Unido). O primeiro caso abrange uma região altamente ocupada, com problemas intensos de drenagem de águas pluviais e com necessidade de intervenções significativas. A segunda área não tem ocupação urbana e dispõe de condições bem controladas de uso da terra e de monitoramento hidrológico (chuva, vazão e umidade do solo). O terceiro estudo de caso é uma região com monitoramento de precipitação tanto por pluviógrafos quanto por radar. As três áreas de estudo foram selecionadas por propiciarem avaliar diferentes aspectos da abordagem proposta e também em função da disponibilidade de dados para caracterização física e, principalmente, de dados observados de chuva e vazão com discretização sub-horária. Outro fator relevante é a experiência da equipe deste projeto no desenvolvimento de estudos anteriores nessas bacias. A metodologia proposta para este projeto de pesquisa é apresentada de forma geral dividida em oito etapas. Inicialmente serão definidos exatamente os estudos de caso, a partir dos dados disponíveis e características das regiões. Na etapa 2, as áreas de estudo serão caracterizadas e os dados preparados para o processamento e simulação hidrológica. A etapa 3 consiste em operações de análise e processamento do Modelo Digital de Elevação, necessárias para aplicação da metodologia de simulação hidrológica chuva-vazão proposta. Na etapa 4, os dados observados de chuva e vazão servirão para análise do processo de transformação chuva-vazão nas áreas de estudo. A etapa 5 consiste no núcleo principal da pesquisa, que é a concepção e desenvolvimento da metodologia de simulação chuva-vazão de forma distribuída por pixel. Na etapa 6 tal abordagem metodológica é avaliada, ajustada e validada, com análise de incertezas e sensibilidade a diferentes parâmetros e processos de cálculo (como nível de detalhe da caracterização da rede de drenagem; qualidade do processamento do MDE; distribuição espacial da precipitação; resolução espacial etc). A etapa 7 é a simulação dos impactos de cenários de uso da terra e de eventos extremos. A etapa 8 tem cunho mais tecnológico, de adaptação da metodologia proposta na forma de um sistema computacional com interface gráfica e documentação para ser livremente disponibilizado na internet.
  • Universidade Federal da Paraíba - PB - Brasil
  • 01/06/2017-31/05/2020
Foto de perfil

Adriano Sanches Melo

Ciências Biológicas

Ecologia
  • efeitos da dispersão sobre a estruturação de metacomunidades
  • Estudos ecológicos tradicionalmente avaliam a presença ou ausência de uma espécie num local em relação às condições bióticas e abióticas. Entretanto, uma espécie pode não estar num local adequado pois nunca se dispersou para lá. Embora reconhecida como importante, o estudo dos efeitos de dispersão sobre a estrutura de comunidades é incipiente. Isto pois um evento raro de dispersão pode ser suficiente para o estabelecimento da espécie e detectar tal evento é muito difícil. Uma alternativa é usar métodos indiretos, por exemplo, distância espacial. Uma espécie que tenha sido extinta localmente pode recolonizá-lo rapidamente se houver local próximo onde a mesma esteja presente. Outra forma é estudar dispersão diretamente em experimentos, onde se pode simular eventos de dispersão. Neste estudo utilizaremos caixas d’água (500-750 l) contendo comunidades planctônicas para estudar o efeito de dispersão sobre o número de espécies e o quanto estas se diferenciam em composição de espécies com o passar do tempo. Esperamos que caixas que recebam dispersores possam ter comunidades mais ricas, visto que eventuais extinções locais poderão ser repostas por colonizadores vindos de outra caixa. Isto também faria com que caixas que recebam dispersores sejam mais parecidas entre si. Os resultados serão importantes para entender a importância da dispersão em comunidades naturais que variam quanto ao grau de isolamento.
  • Universidade Federal do Rio Grande do Sul - RS - Brasil
  • 18/02/2019-28/02/2022
Foto de perfil

Adriano Severo Figueiró

Ciências Exatas e da Terra

Geociências
  • geoparque quarta colônia: território de descobertas
  • A presente proposta envolve a realização de um conjunto de atividades de divulgação das Ciências da Terra, alusivas à Semana Nacional de Ciência e Tecnologia, dentro do território do projeto Geoparque Quarta Colônia, que compreende nove municípios da região central do Rio Grande do Sul, envolvendo uma população de aproximadamente 62.000 pessoas, distribuídas em uma área total de 2.923 km². Em que pese a enorme riqueza geopatrimonial, cultural e de biodiversidade deste território, a sua fraca inserção no modelo produtivo gaúcho tem gerado nos últimos vinte anos profundas transformações sócio-econômicas, que envolvem redução populacional em termos absolutos (com fuga de jovens), empobrecimento da agroindústria familiar, perda de saberes, baixo IDH e redução do capital social representado pela identidade colonial imigrante. Esses são os principais motivos que levaram a Universidade Federal de Santa Maria a protagonizar um amplo projeto institucional multidisciplinar de extensão com vistas à certificação deste território como um futuro Geoparque mundial da UNESCO, capaz de estimular um ciclo virtuoso de desenvolvimento endógeno baseado na conservação, divulgação e uso sustentável do patrimônio natural da Quarta Colônia, com especial ênfase no geopatrimônio paleontológico. Neste particular, a rica ocorrência de fósseis do triássico, envolvendo plantas fossilizadas, Cinodontes não mamalianos, Dicinodontes, além de dinossauriformes e grandes carnívoros, representa uma oportunidade única para a integração da pesquisa com a divulgação científica, ensino de geociências e promoção do desenvolvimento territorial baseado na riqueza patrimonial. A partir disso, a UFSM instalou neste território e em parceria com o Consórcio para o Desenvolvimento Sustentável da Quarta Colônia (CONDESUS) o Centro de Apoio à Pesquisa Paleontológica (CAPPA), promovendo, desde 2017, uma atividade de divulgação das Ciências da Terra para a comunidade dos nove municípios envolvidos, denominada de PaleoDia. Esta atividade, voltada para o público infanto-juvenil e adulto, visa aproximar os moradores do território com o seu patrimônio, envolvendo exposição de fósseis, realização de trilhas, projeção de vídeos educativos, oficinas de produção de réplicas, além de atividades lúdicas envolvendo a temática geopatrimonial do território. Para o ano de 2019, estamos propondo que a realização do IIIº PaleoDia, já agendado para acontecer em 19 de outubro, seja o evento de abertura da Semana Nacional de Ciência e Tecnologia no Geoparque Quarta Colônia, que ocorrerá entre os dias 21 e 25, contando com o lançamento de uma cartilha didática voltada às escolas do território (elaborada dentro do projeto “Geoparque vai à Escola”), visitas de alunos das escolas do território ao CAPPA, palestra voltada à comunidade sobre o papel das mulheres na história das Ciências da Terra, exposição artística (de fotografias e aquarelas do patrimônio natural e cultural do Geoparque) e palestra aos gestores do território com um convidado estrangeiro sobre o potencial dos Geoparques para a promoção de um desenvolvimento territorial sustentável.
  • Universidade Federal de Santa Maria - RS - Brasil
  • 05/10/2019-30/04/2020
Foto de perfil

Adriano Stephan Nascente

Ciências Agrárias

Agronomia
  • microrganismos benéficos, rotação de culturas e plantas de cobertura para a intensificação sustentável de sistemas agrícolas na região dos cerrados
  • Título: Microrganismos benéficos, rotação de culturas e plantas de cobertura para a intensificação sustentável de sistemas agrícolas na região dos Cerrados. Resumo: As Nações Unidas preveem uma população mundial de 9,1 bilhões até 2050, o que exigirá aumento na produção de alimentos em cerca de 70% em relação à nossa produção atual. Nesse contexto, o Brasil desempenha papel fundamental, uma vez que é um dos maiores produtores de alimentos do mundo, especialmente na região dos Cerrados. Nesse sentido, o termo "intensificação sustentável" ganha cada vez mais importância. Esse termo significa aumentar a produção de alimentos na mesma área, com preocupações ambientais, sociais e econômicas. A maioria dos agricultores da região do Cerrado, em áreas irrigadas, pratica o cultivo de soja na mesma área, ano após ano, em regime de sucessão com o milho na safrinha e feijão-comum no inverno. Essa prática pode causar problemas ambientais, como o aumento dos custos de produção, pela maior necessidade de aplicações de pesticidas para controlar doenças, insetos e plantas daninhas, além de causar aumento da população de fungos fitopatogênicos que afetam principalmente a soja e o feijão-comum, e não permitir a intensificação sustentável. O desenvolvimento de tecnologias alternativas que permitam identificar e melhorar a população de rizobactérias e/ou fungos promotores de crescimento, também chamados de bioagentes ou microrganismos benéficos, a serem utilizadas em sistemas de cultivo, pode ser a chave para a intensificação sustentável. Esses microrganismos ajudam a dar resiliência aos sistemas de cultivo, promovem o crescimento das plantas por meio de diferentes mecanismos, além de promoverem a proteção das plantas contra patógenos e insetos. No entanto, ainda há falta de informação sobre o uso de microrganismos na agricultura, principalmente devido ao grande número de espécies que habitam a rizosfera das plantas e ao grande número de interações que ocorrem entre microrganismos e planta. Além disso, o uso de plantas de cobertura é um componente relevante dos sistemas agrícolas para alterar as populações de microrganismos do solo, a fim de proporcionar resultados desejáveis. Adicionalmente, o aumento da diversidade de espécies vegetais em um ambiente, como o uso de rotações de culturas e plantas coberturas, traz outros benefícios, como melhor aproveitamento de recursos, redução de danos causados por insetos-pragas e menor incidência de patógenos, maior controle de plantas daninhas, aumento da produtividade agrícola e maior estabilidade da produção. Dessa forma, o objetivo desse projeto é desenvolver sistema de produção agrícola envolvendo soja, milho, feijão-comum e mix de plantas de cobertura com o uso de microrganismos benéficos visando à intensificação sustentável da agricultura na região do Cerrado. Para isso, irá se determinar o efeito dessas rotações na eficiência de utilização de nitrogênio, emissão de gases de efeito estufa, indicadores físicos, químicos e biológicos do solo, densidade de fungos do solo e produtividade de grãos, bem como realizar a análise econômica dessas rotações. Espera-se que a execução deste projeto possibilite determinar a(s) rotação(ões) que proporcione(m) sustentabilidade aos sistemas de produção que envolvam o cultivo da soja no verão e o feijão-comum no inverno na região dos Cerrados. Dessa forma, proporcionar aumento da produtividade de grãos dessas culturas e melhoria nos atributos químicos, físicos e biológicos do solo, bem como nas variáveis ambientais e econômicas.
  • Empresa Brasileira de Pesquisa Agropecuária - GO - Brasil
  • 18/02/2019-28/02/2022
Foto de perfil

Adriano Todorovic Fabro

Engenharias

Engenharia Mecânica
  • estruturas quase-periódicas e acoplamento de metamateriais para atenuação de vibrações
  • A demanda de estruturas de engenharia que apresentam máxima rigidez com mínima massa e que também atendam critérios de desempenho de sua resposta dinâmica constitui um grande desafio para o projeto estrutural. Estruturas modernas são cada vez mais feitas a partir de materiais compósitos devido aos seus benefícios amplamente conhecidos. Entretanto, existe também uma crescente demanda para o desempenho vibroacústico de compósitos complexos serem devidamente modelados e otimizados. Uma grande quantidade de esforços tem sido empreendida nas últimas décadas no estudo do comportamento de propagação de ondas em estruturas periódicas. Entretanto, existe uma grande categoria de estruturas com caraterísticas e parâmetros de projeto que variam espacialmente em uma determinada direção (e.g., estruturas de asa e cascas cônicas) e que podem ser caracterizadas como estruturas gradiente ou quase-periódicas. É importante enfatizar que atualmente não existem nenhuma técnica ou método reconhecidamente eficiente para a modelagem acurada da propagação de ondas neste tipo de geometrias, apesar do fato delas estarem presentes em uma grande variedade de aplicações industriais. A falta de técnicas computacionais é ainda maior na medida em que o projetista tem de lidar com estruturas gradiente multicamadas, de tal maneira que se fica restrito ao método clássico de Elementos Finitos, o que pode ser proibitivo para otimização da resposta dinâmica em termos de custo computacional. Além do mais, trabalhos recentes têm demonstrado que estruturas quase-periódicas podem ter desempenho superior na atenuação de vibração do que a utilização de estruturas periódicas. Este projeto tem por objetivo investigar os efeitos da quase-periodicidade e de acoplamento de metamateriais no desempenho de bandas de isolamento, ou band gaps. Serão desenvolvidas abordagens numéricas eficientes para a simulação de propagação de ondas em estruturas quase-periódicas. Espera-se contribuir na modelagem de guias de ondas e estruturas periódicas, que levem em conta incertezas e variabilidade espacialmente distribuídas, com enfoque no desempenho das bandas de isolamento de vibrações.
  • Universidade de Brasília - DF - Brasil
  • 18/02/2019-28/02/2022
Foto de perfil

Adriano Viana Ensinas

Engenharias

Engenharia de Energia
  • valorização energética de resíduos da produção de etanol através de processo supercrítico e recuperação fotossintética de carbono
  • Dentre as opções existentes para a produção de biocombustíveis em larga escala no mundo, o etanol a partir da cana-da-açúcar é apontado como uma das mais rentáveis e que possibilitaria a substituição da gasolina usada para fins automotivos com impactos importantes na emissão de gases de efeito estufa. No entanto, seu processo de produção envolve uma série de etapas onde uma parte do carbono fixado durante o crescimento da cana-de-açúcar é perdido em correntes residuais. Dentro desse contexto a possibilidade de recuperação fotossintética do carbono aliada à tecnologia supercrítica pode trazer ganhos expressivos de eficiência, diminuindo a emissão de poluentes e aumentando a produção de energia renovável proveniente dessa indústria. Esse projeto visa o estudo da valorização de resíduos líquidos e gasosos encontrado em plantas de produção de etanol. O trabalho pretende verificar a viabilidade da recuperação do dióxido de carbono emitido no sistema de fermentação e cogeração de plantas de etanol através do uso desses gases como fonte de carbono para o crescimento de microalgas em processo de fotossíntese controlada para a fixação do carbono. Além disso, a vinhaça gerada na destilação do etanol será estudada como meio de cultivo das microalgas, possibilitando o tratamento desse efluente que possui alto potencial poluidor e contribuindo para a minimização do uso de água na planta industrial. A gaseificação hidrotérmica supercrítica (GHS) será considerada para conversão da biomassa na forma de microalgas em gás para posterior síntese em combustíveis comerciais como gás natural sintético, metanol e dimel-eter. Técnicas de modelagem e otimização de processos serão utilizadas para avaliar diversas configurações e desenvolver um projeto da produção de etanol com planta anexa de conversão de resíduos com GHS. A plataforma computacional OSMOSE-LUA, desenvolvida na École Polytechnique Fédérale da Lausanne, utilizada com sucesso em estudos anteriores, será adaptada às condições de operação de plantas de etanol, possibilitando a análise de integração energética e otimização multi-objetivo com algoritmo genético para avaliação de diversos objetivos como redução de custos de produção, aumento de eficiência energética, além de redução de emissões atmosféricas.
  • Universidade Federal de Lavras - MG - Brasil
  • 01/06/2017-31/05/2020
Foto de perfil

Adrianus Cornelius Van Haandel

Engenharias

Engenharia Sanitária
  • transformação de lagoas de estabilização: reengenharia de um sistema obsoleto de tratamento de águas residuárias.
  • Lagoas de Estabilização (LE) têm sido usadas para o tratamento de esgoto em cidades de pequeno porte no Brasil e em muitos países em desenvolvimento. Estes sistemas em geral tem uma boa qualidade de efluente, mas sua aplicação também tem grandes problemas que podem ser enumerados como se segue: (1) A área muito grande (3 m2/habitante), (2) Perda de água por evaporação e alta salinidade do efluente, (3) assoreamento da lagoa anaeróbia, (4) geração de odores horríveis no entorno do sistema, (5) liberação de metano à atmosfera e (6) Alto custo da rede devido ao afastamento do sistema da região urbana. Existem hoje alternativas muito superiores à LE que permitem uma qualidade de efluente igual ou superior, mas que não têm seus problemas. Quando se usa o reator UASB para tratamento de esgoto bruto sua eficiência na remoção de material orgânico normalmente é maior que na combinação da lagoa anaeróbia e lagoa facultativa de LE, tendo uma baixa concentração de material orgânico residual e sólidos em suspensão. Quando se combina o reator UASB com lagoas para o pós tratamento, o polimento se realiza sem que surjam os problemas de LE. Como a remoção de material orgânico e sólidos em suspensão é pacífico em lagoas de polimento (LP) de efluente do UASB, o critério principal de seu dimensionamento se torna a remoção de coliformes termo tolerantes (CTT). Pela teoria do decaimento de CTT a LP deve ser do tipo batelada sequencial e não de fluxo continuo como em LE. Sendo o reator UASB uma unidade de fluxo continuo, a operação de lagoas de polimento em regime de batelada implica na necessidade de um tanque de equalização, que também funciona para a transferência de bateladas para serem tratadas nas LP e por isso é denominada de lagoa de transbordo (LT). A LT além de transferir as bateladas para as LP também serve para separar sólidos sedimentáveis no efluente do reator UASB. Outra função é a dessorção de CO2 na LT, que reduz a acidez e facilita posteriormente o aumento do pH nas LP. Ainda se pode esperar o inicio do processo de fotossíntese na LT, reduzindo a concentração de sulfeto no efluente do reator UASB e assim evitando os maus odores característicos das LE. Espera-se demonstrar através de investigações experimentais que o sistema UASB + LT + LP pode produzir um efluente final igual ou superior ao sistema LE convencional, mas sem as grandes desvantagens desta. Prevê-se que a remoção de nutrientes pode ser opcional, sendo efetivada em lagoas rasas, enquanto em lagoas mais profundas são preservadas para serem aproveitados no reuso agrícola. Antecipa-se ainda que estes resultados podem ser alcançados com um custo de investimento fortemente reduzido. O sistema UASB + LT + LP tem aplicabilidade em todo o território nacional, mas espera-se obter os melhores resultados nas regiões com alta temperatura e irradiação solar, onde a fotossíntese se desenvolve mais rapidamente.
  • Universidade Federal de Campina Grande - PB - Brasil
  • 18/02/2019-28/02/2022
Foto de perfil

Adryane Gorayeb Nogueira Caetano

Outra

Ciências Ambientais
  • tecnologias sociais e ações integradas de sustentabilidade para a garantia da segurança hídrica, energética e alimentar em nível comunitário no semiárido cearense
  • A sociedade sempre buscou na natureza os recursos necessários ao atendimento de seus anseios e necessidades. Essa busca, no entanto, nem sempre ocorreu de forma a considerar as limitações impostas aos ambientes mais frágeis. Ao contrário, foram procedidas transformações no meio físico natural que extrapolaram a capacidade de suporte dos ambientes levando a quadros de degradação sem precedentes na história da humanidade. Aspecto potencializado frente as mudanças climáticas e intensa ocupação dos ambientes de maior fragilidade por populações vulneráveis, como ocorre em extensas áreas dos países em desenvolvimento. Dentre os biomas brasileiros, o das Caatingas detém destaque devido às suas características ambientais e por abrigar significativo contingente populacional em condições de elevada vulnerabilidade social. O Bioma Caatinga tem registrado situações precárias em comunidades isoladas no meio rural, onde as pessoas por falta de instrução e despreparo estabelecem condições insalubres de sobrevivência, sendo que grande parte da população vive sob condições de precariedade social e ambiental, sem qualquer estrutura hídrica e sanitária. Neste contexto, o Ceará se destaca posto que o Estado contempla a totalidade de seu território inserido no Bioma Caatinga com 136.000 dos seus 148.016 km² submetidos às condições de semiaridez, ou seja, 92,1% do total. Muito embora a maior parte da degradação ambiental ocorra mais por fatores humanos do que pelas limitações naturais, fato é que neste Estado foram registradas, historicamente, fortes pressões sobre seus recursos naturais, a partir de uma relação sociedade x natureza conflituosa, fundamentadas em políticas públicas que potencializam a vulnerabilidade social. São visíveis as marcas deste problema no conjunto dos fatores bióticos e abióticos que compõem unidades ambientais, e no comprometimento da segurança hídrica, energética e alimentar de suas comunidades, especialmente as rurais; qual o caso do Município de Forquilha (517km², 21 786 hab.), que se insere por completo no Bioma Caatinga. O mesmo apresenta desenvolvimento econômico pífio, com primazia do setor primário. No geral tem tecnologia rudimentar na produção de alimentos e na manutenção, acesso e consumo de água, à luz de baixos rendimentos e reflexos socioambientais drásticos e alarmantes em meio à pobreza reinante. Tal panorama socioeconômico contribui a debilitar a sustentabilidade ambiental e magnificar a vulnerabilidade socioambiental em face da desertificação e da não renovação da água. No que toca a segurança hídrica e a governabilidade envolvendo este setor no Bioma tratado, de um modo geral, e no Ceará e no município de Forquilha, em específico, considera-se que a gestão da água é fundamental. Sua escassez espaço-temporal compromete a reprodução social e as condições ambientais em razão da falta de políticas pró-ativas na convivência com o fenômeno das secas. Efeito climático que aflige de modo crescente as comunidades rurais em razão do nível do impacto das variabilidades hidroclimáticas que concorrem para mudanças climáticas. De modo cumulativo, os problemas se agravam, e os Governos não conseguem emancipar as comunidades envoltas na dimensão deste problema. Igualmente, o atendimento à alimentação de modo sustentável, é por deveras comprometido. Neste cenário, podemos falar de sérios problemas com a segurança alimentar de comunidades, afetando seu direito à nutrição adequada, diária e mínima. Como se não bastasse, ocorrem conflitos na produção de água, e, sobretudo, alimentícia com a produção de energia. Quando não raro, o uso da terra e da água no Bioma Caatinga se faz privilegiando a produção de energia, em detrimento a produção de alimentos e conservação dos hidrossistemas na renovação das águas; ou menos na articulação desses três setores, como um tripé fundamental. A par disto, se faz necessário, o alcance dos objetivos do Desenvolvimento Sustentável (ODS) da Agenda 2030, da Organização das Nações Unidas (ONU), notadamente em relação aos ODS 1, 2, 6, 7, 8,15 e 17, que respectivamente focam na; pobreza; fome; água e saneamento; energia sustentável; emprego; proteção ecossistêmica/biodiversidade; e, nas parcerias em prol de todas as metas. Sendo assim, se faz necessário o desenvolvimento de tecnologias sociais e ações integradas de sustentabilidade para a garantia da segurança hídrica, energética e alimentar em nível comunitário no semiárido cearense. As metodologias que visam auxiliar na análise dos ambientes físico e social da região que engloba o Bioma Caatinga, abordando a temática de segurança hídrica, energética e alimentar, assim como identificando os modos de vida e as paisagens e territórios comunitários, possibilitarão a criação de índices de vulnerabilidade e fragilidade, calculados com base em dados primários que a equipe do projeto coletará em campo, formando parâmetros para melhor entender como os sistemas de gestão de recursos podem, ou não, facilitar na disseminação de políticas de adaptação ou mitigação em relação às mudanças climáticas. A cartografia social criará bases qualitativas e quantitativas, estabelecidas na experiência real de pessoas que seriam afetadas pelas mudanças climáticas, para que os índices de vulnerabilidade sejam vinculados aos fatos geográficos concretos. Deste modo, é que o esta pesquisa tem como objetivos: avaliar a vulnerabilidade de comunidades rurais inseridas no Bioma Caatinga face os cenários de mudanças climáticas, visando a elaboração de estratégias para garantir a segurança hídrica, alimentar e energética, o aproveitamento sustentável dos recursos naturais e a redução da vulnerabilidade em pequenas comunidades no Bioma Caatinga.
  • Universidade Federal do Ceará - CE - Brasil
  • 05/12/2017-31/12/2020