Projetos de Pesquisa

 

Foto de perfil

Aline Dettmer

Engenharias

Engenharia Química
  • utilização de gelatina recuperada de resíduos de couro curtido ao cromo e nano tubos de carbono no desenvolvimento de adsorventes
  • A produção de couro compreende várias etapas e o uso de inúmeros produtos químicos, além de considerável demanda de água e energia. Além disso, gera resíduos sólidos orgânicos e resíduos sólidos contendo cromo. Os resíduos de couro curtido ao cromo (RCCC) são gerados, principalmente, nas etapas de recorte, rebaixe e lixamento, todas parte da etapa de acabamento do couro. Elas geram, respectivamente, aparas, serragem e pó de couro curtido ao cromo (CABEZA, L. F. et al., 1998; SUNDAR et al., 2011; METZ, 2016). No Brasil, devido à presença de cromo (III), o RCCC é classificado como resíduo perigoso segundo a NBR 10.004 de 2004 (ABNT, 2004) e, caso descartado e não reaproveitado, necessita ter por destino final um aterro para resíduos industriais perigosos. Em média, 200 mil toneladas de resíduos de couro contendo cromo são gerados a cada ano pela indústria coureira no Brasil. Muitas pesquisas estão sendo desenvolvidas visando buscar soluções e alternativas para reutilização destes resíduos. Nesta proposta, gelatina extraída, por hidrólise alcalina, de resíduos de couro curtidos ao cromo, será empregada na obtenção de adsorventes. Estes serão obtidos a partir de gelatina e nano tubos de carbono e sua utilização na remoção de poluentes emergentes em efluentes e/ou águas superficiais será estudada. A hidrólise consiste na quebra das ligações que dão estabilidade à estrutura do colágeno. Nela, os crosslinks entre moléculas de tropocolágeno e as ligações do complexo cromo-colágeno precisam ser rompidas, o que ocorre em meio aquoso com o emprego de temperatura e agentes químicos (FRIESS, 1998; MANCOPES et al., 2008). A gelatina é um polímero natural que consiste em um pó quebradiço, translúcido, incolor e quase sem sabor, sendo amplamente utilizada como um agente de gelificação em alimentos, produtos farmacêuticos, e indústria de cosméticos, pois constitui uma matéria prima de fácil aplicação e alta disponibilidade. A gelatina tem propriedades úteis, tais como biodegradabilidade e hidrofilicidade. No entanto, entre as desvantagens podemos citar a sua fragilidade e rápida degradação em condições com umidade elevada. Porém, essas propriedades podem ser melhoradas a partir da adição de nano tubos de carbono, que tem características extremamente úteis, com uma estrutura exclusiva e alta relação superfície/volume, além de excelentes propriedades mecânicas. O adsorvente poderá ser aplicado na remoção de metais de efluentes de indústrias de processamento de couros (curtumes) ou empresas de fabricação de implementos agrícolas que tem processos de pintura. Além disso, a região de Passo Fundo destaca-se pela sua forte vocação agrícola, com o cultivo, principalmente, de soja, milho e trigo, e consequentemente, considerável utilização de defensivos agrícolas. Estima-se que cerca de 20% das quantidades dos defensivos agrícolas usados como tratamento profilático de plantas, podem alcançar as águas superficiais. Esta alíquota só não é superior porque existem alguns processos que atuam na imobilização de moléculas de agrotóxicos, diminuindo a quantidade de poluente. Mesmo em solos argilosos, com maior capacidade de adsorção de cátions e ânions, verifica-se que a transferência de agrotóxicos pode ocorrer através da erosão. Assim, a transferência de moléculas de agrotóxicos dos ecossistemas terrestres aos aquáticos é uma constante, sobretudo em áreas agrícolas devido ao uso de quantidades elevadas e de tipos diferentes de princípios ativos por área e às altas taxas de erosão do solo (BORTOLUZZI et al., 2006). A proposta deste projeto é a avaliação da possível utilização do adsorvente obtido também na remoção de agroquímicos (herbicidas, inseticidas e fungicidas) de águas superficiais. A gelatina será recuperada do RCCC utilizando hidrólise alcalina (óxido de magnésio), temperatura de 70°C e 6 horas de extração. Na sequência, a gelatina extraída será purificada, via processo de separação por membranas, utilizando diálise ou ultrafiltração, com diafiltrações. O adsorvente será obtido pelo tratamento da gelatina e adição de nano tubos de carbono à mesma, dois processos de reticulação serão testados, um utilizando glutaraldeído e outro utilizando cloreto de cálcio. O desempenho dos adsorventes na remoção metais e/ou agroquímicos será avaliado em diferentes valores de pH’s. O valor de pH em que forem encontradas as maiores capacidades de adsorção será adotado para a realização de ensaios de caracterização do adsorvente, tais como isotermas e cinética de adsorção. O material adsorvente será caracterizado ainda, quanto a sua área superficial e tamanho de poros, bem como composição química (espectroscopia de energia dispersiva de raios X – EDX e infravermelho com transformada de Fourier - FTIR) e estrutura superficial (microscopia eletrônica de varredura – MEV). Espera-se que com os resultados obtidos a partir da execução desta proposta seja possível propor uma alternativa para os resíduos de couro curtido ao cromo e que o material obtido a partir deste resíduo possa ser aplicado nos próprios curtumes, bem como em águas superficiais da região de Passo Fundo, visando a remoção de metais e agroquímicos, respectivamente.
  • Universidade de Passo Fundo - RS - Brasil
  • 18/02/2019-28/02/2022
Foto de perfil

Aline do Monte Gurgel

Ciências da Saúde

Saúde Coletiva
  • diagnóstico participativo da contaminação ambiental no cultivo da cana-de-açúcar e indicadores de efeito precoces sobre a saúde
  • O impacto à saúde decorrente dos processos produtivos se apresenta de forma variada e complexa. Os processos produtivos e os padrões de consumo são geradores de pressão sobre o ambiente e podem ser considerados como produtores de desigualdades e de iniquidades, relacionadas tanto ao acesso aos serviços de saúde quanto à distribuição de riscos. A proliferação de múltiplos riscos ambientais é decorrente dos processos produtivos existentes nos territórios, que impactam sobre a saúde dos trabalhadores. Esses riscos podem comprometer os ecossistemas e a população do entorno, seja como consumidora dos recursos naturais, sendo causas de acidentes e numerosas doenças ocupacionais e de danos ambientais de graves implicações para a saúde humana, acometendo, de forma particular, os grupos sociais mais vulneráveis. No Brasil, a presença de riscos ambientais à saúde em contextos vulneráveis está diretamente relacionada à maior probabilidade de doença e morte das populações afetadas e à degradação de sistemas de suporte à vida nos ecossistemas atingidos. A economia de Pernambuco baseia-se na agricultura, nos serviços e na indústria, com destaque para o crescimento da indústria química. Na agricultura, o estado destaca-se como segundo maior produtor de cana-de-açúcar das regiões Norte e Nordeste e figura entre um dos maiores do país, com plantações concentradas na Zona da Mata. Este cultivo é atualmente um dos maiores consumidores de agrotóxicos no Brasil, juntamente com a soja e o milho. Ao analisar a toxicidade decorrente da exposição a contaminantes ambientais deve-se levar em consideração as condições em que acontece a exposição humana aos poluentes, em particular aos agrotóxicos, em que estão presentes múltiplas exposições e uma grande diversidade de outros condicionantes bio-sócio-ambientais que podem interferir no fenômeno de toxicidade. O modelo químico dependente do uso de agrotóxicos reveste-se de insustentabilidade ambiental, pois no seu espaço se cria um território com muitas e novas situações de vulnerabilidades ocupacionais, sanitárias, ambientais e sociais que induzem eventos nocivos que se externalizam em trabalho degradante e análogo ao escravo, acidentes de trabalho, intoxicações humanas, cânceres, malformações, mutilações e ainda, contaminação de todos os compartimentos ambientais com agrotóxicos. Considerando os impactos para a saúde e para o ambiente decorrentes da exposição aos contaminantes ambientais no cultivo da cana-de-açúcar, a vulnerabilidade socioambiental no trabalho no campo e a importância da organização da vigilância em saúde de populações expostas a agrotóxicos, bem como a importância da agricultura para o estado de Pernambuco, torna-se necessária a realização de estudos para avaliar a contaminação ambiental, identificando indicadores de efeito precoces em populações expostas, fortalecendo a atuação do estado voltada à promoção da saúde e prevenção de agravos em uma perspectiva participativa.
  • Fundação Oswaldo Cruz - RJ - Brasil
  • 18/02/2019-28/02/2022
Foto de perfil

Aline Ferreira Ourique

Ciências Agrárias

Medicina Veterinária
  • nanoemulsões contendo óleos essenciais como alternativa para o tratamento de haemonchose
  • A criação de ovinos no Brasil é uma atividade econômica que está sempre em constante crescimento. Esse crescimento foi impulsionado pelos altos valores pagos aos criadores por várias décadas, tornando a atividade atraente e lucrativa. Uma situação relevante é que na produção desses animais as infecções provocadas por nematódeos gastrointestinais, particularmente por Haemonchus contortus, são consideradas as mais prevalentes e patogênicas. As parasitoses constituem a principal adversidade nos rebanhos ovinos. Sem a manipulação adequada dessa patologia, a criação de ovinos pode se tornar inviável do ponto de vista econômico devido à diminuição na produtividade e à mortalidade dos animais. Para combater estes nematódeos, a maioria das fazendas administram anti-helmínticos para os seus animais em intervalos frequentes, e sem levar em consideração os princípios de gestão parasitária integrada e sustentável. Isto desencadeou crescentes problemas devido ao desenvolvimento de populações de nematoides gastrintestinais resistentes em grande parte do mundo, especialmente o parasita Haemonchus contortus. O desenvolvimento da resistência a vários grupos de anti-helmínticos e o problema dos resíduos de fármacos em produtos animais despertou o interesse pelo estudo de plantas medicinais como uma fonte alternativa para combater esses parasitas. Assim, a fitoterapia é uma das alternativas que vem sendo estudada para ajudar no controle das patologias gastrintestinais de pequenos ruminantes. Neste contexto, os óleos essenciais de eucalipto e capim-limão apresentam-se como potenciais soluções para este problema devido as diferentes propriedades já descritas para estes compostos, como atividade antimicrobiana e anti-helmíntica. No entanto, estes óleos essenciais apresentam instabilidade frente a diferentes condições como presença de oxigênio e luz, além da baixa solubilidade aquosa e volatilização, características que dificultam o desenvolvimento de formulações adequadas. Sendo assim, uma alternativa para aumentar a estabilidade e garantir a eficácia destes compostos seria a nanoemulsificação.
  • Universidade Franciscana - RS - Brasil
  • 18/02/2019-28/02/2022
Foto de perfil

Aline Helena Appoloni Eduardo

Ciências da Saúde

Enfermagem
  • efeitos mediadores e moderadores de variáveis clínicas e psicológicas na intensidade da dor e recuperação pós-operatórias
  • O completo processo de recuperação cirúrgica resulta quanto a pessoa readquiriu energia suficiente para retornar a completa capacidade em realizar atividades em níveis semelhantes ou melhores que previamente a cirurgia. A recuperação cirúrgica pode ser influenciada por fatores clínicos, psicológicos e ambientais, que promovem desgastes físico e emocional dos pacientes e familiares, prolongamento de hospitalizações, investimentos dos profissionais de saúde e pacientes em terapias para reabilitação, com novas intervenções cirúrgicas e investimentos financeiros de todos os sistemas envolvidos neste processo. Objetivo: identificar as variáveis moderadoras e mediadoras que interferem a recuperação cirúrgica e na intensidade da dor pós-operatória, entre pacientes submetidos a cirurgias eletivas. Métodos: trata-se de estudo observacional com delineamentos de pesquisa de coorte prospectivo e transversal. Será desenvolvido na unidade de clínica cirúrgica de um hospital de ensino, os participantes do estudo serão os pacientes internados para realização de cirurgias eletivas, estima-se uma amostra de 202 participantes. Os participantes serão entrevistados em distintos momentos, período pré-operatório quando responderão aos instrumentos Formulário para caracterização de variáveis sociodemográficas, clínicas e cirúrgicas, a Escala de Medos relacionados à Cirurgia, Escala Hospitalar de Ansiedade e Depressão (HADS), a versão brasileira do Quality of Recovery - 40 item (QoR-40) e a Escala de Categoria Numérica (NRS) para avaliação da dor; no período pós-operatório, por três momentos nas primeiras 48 horas após a cirurgia, quando responderão ao Formulário para caracterização de variáveis sociodemográficas, clínicas e cirúrgicas (continuação de informações cirúrgicas), HADS, o QoR-40 e a NRS para avaliação da dor e, por seis meses, serão entrevistados via contato telefônico para avaliação da recuperação cirúrgica e (QoR-40) e da dor (NRS). Será investigada a associação e correlação das médias da EMRC, HADS, NRS para avaliação da dor e QoR-40; a análise empregada (paramétrica ou não paramétrica) dependerá da distribuição dos dados. As análises exploratórias para investigar a influência das variáveis sociodemográficas, clínicas e psicológicas nos efeitos de mediação e moderação acontecerão pela metodologia de regressão, pelo teste linear de efeito de modelos mistos ou efeitos aleatórios. A fidedignidade da EMRC, HADS e QoR-40, entre os pacientes submetidos a cirurgias eletivas, será acessada pela consistência interna, através do Alfa de Cronbach. Resultados esperados: divulgações dos resultados em eventos científicos (5), publicações em periódicos indexados (4), formação de recursos humanos para pesquisa (4 iniciações científicas e 1 mestrado), ampliação da fidedignidade dos instrumentos utilizados, fortalecimento para o cuidado perioperatório e de pesquisas futuras na área.
  • Universidade Federal de São Carlos - SP - Brasil
  • 18/02/2019-28/02/2022
Foto de perfil

Aline Lopes Balladares

Outra

Divulgação Científica
  • feira de ciências: difundindo ciência e tecnologia na região da campanha - unipampa - caçapava do sul (rs)
  • O presente projeto consiste na realização de Feira de Ciências em 2019 e 2020, no campus Caçapava do Sul, da Universidade Federal do Pampa (UNIPAMPA) e de ações visando à formação continuada de professores da Educação Básica, preparando-os para o desenvolvimento dos projetos a serem inscritos no evento. Busca-se dar continuidade a um trabalho já em andamento na região da campanha, difundindo conhecimentos sobre ciência e tecnologia entre estudantes da Educação Básica. Neste âmbito, aconteceram desde 2011, oito Feiras de Ciências no campus Caçapava do Sul, vinculados ao projeto Difundindo Ciência e Tecnologia na Região da Campanha. Nos três primeiros anos o projeto era realizado em parceria com o Campus Bagé, da UNIPAMPA. A partir de 2014, o grupo formado por professores dos cursos do campus Caçapava do Sul optou por investir em projeto próprio, visando a realização de edições de uma Feira de Ciências municipal, as quais foram articuladas com os eventos realizados no campus de Bagé. Nos biênios 2014/2015 e 2017/2018, o projeto contou com financiamento do CNPq. A partir das experiências com as Feiras realizadas nos anos anteriores, observam-se várias mudanças positivas no que concerne ao crescimento pessoal e a ampliação dos conhecimentos de alunos e docentes. Desta forma, os objetivos do projeto são: incentivar a curiosidade e o gosto pelo conhecimento e pela experimentação científica, bem como o interesse pela aplicação tecnológica dos saberes, incluindo a visão ambiental, econômica e social acerca da Ciência e da Tecnologia; despertar o interesse pela investigação científica e contribuir para o desenvolvimento dessas habilidades em sala de aula na Educação Básica; estimular nos estudantes a escolha por profissões na área das ciências naturais e matemática; fortalecer a atual proposta de Feiras na instituição com o intuito da realização de uma feira regional. Esta proposta será desenvolvida em dois anos (2019 e 2020), e está organizada em oito etapas, sendo quatro a cada ano: i) Visitas às escolas no período de março a junho de 2019, para divulgação e orientação ao desenvolvimento dos trabalhos para exposição. Participarão professores de escolas municipais e estaduais de Caçapava do Sul e municípios vizinhos (Lavras do Sul, Santana da Boa Vista e São Sepé); ii) realização da Feira de Ciências do campus Caçapava do Sul com apresentação de trabalhos de escolas municipais e estaduais do município de Caçapava do Sul e cidades vizinhas, podendo reunir até 80 trabalhos; iii) avaliação da Feira de Ciências de 2019 e orientação de projetos de iniciação científica júnior; iv) participação, dos trabalhos destaques da Feira de Ciências do Campus Caçapava do Sul, em outras Feiras de Ciências em nível municipal, regional ou estadual em cidades do Rio Grande do Sul. Em 2018, as etapas descritas serão repetidas, adicionando a etapa iii) a escrita do relatório final. Serão realizados novos encontros de preparação com professores da Educação Básica, visando a atualização da proposta de realização da Feira de Ciências no Campus da UNIPAMPA em Caçapava do Sul. A divulgação da realização dos encontros preparatórios ocorrerá a partir de março, logo após o início do ano letivo nas escolas. Os trabalhos apresentados nas Feiras serão avaliados por docentes universitários envolvidos no projeto, representantes das Secretarias Municipais de Educação, além de acadêmicos e representantes da comunidade externa, devidamente preparados e instruídos para realização desta tarefa. Os trabalhos destaques destas Feiras serão candidatos a participar de outras feiras realizadas no estado do Rio Grande do Sul e/ou realizadas em outros campi da UNIPAMPA.
  • Universidade Federal do Pampa - RS - Brasil
  • 04/12/2018-31/12/2020
Foto de perfil

Aline Lopes Balladares

Ciências Exatas e da Terra

Física
  • feira de ciências: difundindo ciência e tecnologia na região da campanha - unipampa - caçapava do sul (rs)
  • O presente projeto consiste na realização de Feira de Ciências em 2020, no campus Caçapava do Sul, da Universidade Federal do Pampa (UNIPAMPA) e de ações visando à formação continuada de professores da Educação Básica, preparando-os para o desenvolvimento dos projetos a serem inscritos no evento. Busca-se dar continuidade a um trabalho já em andamento na região da campanha, difundindo conhecimentos sobre ciência e tecnologia entre estudantes da Educação Básica. Neste âmbito, aconteceram desde 2011, oito Feiras de Ciências no campus Caçapava do Sul, vinculados ao projeto Difundindo Ciência e Tecnologia na Região da Campanha. Nos três primeiros anos o projeto era realizado em parceria com o Campus Bagé, da UNIPAMPA. A partir de 2014, o grupo formado por professores dos cursos do campus Caçapava do Sul optou por investir em projeto próprio, visando a realização de edições de uma Feira de Ciências municipal, as quais foram articuladas com os eventos realizados no campus de Bagé. Nos biênios 2014/2015 e 2017/2018, o projeto contou com financiamento do CNPq. A partir das experiências com as Feiras realizadas nos anos anteriores, observam-se várias mudanças positivas no que concerne ao crescimento pessoal e a ampliação dos conhecimentos de alunos e docentes. Desta forma, os objetivos do projeto são: incentivar a curiosidade e o gosto pelo conhecimento e pela experimentação científica, bem como o interesse pela aplicação tecnológica dos saberes, incluindo a visão ambiental, econômica e social acerca da Ciência e da Tecnologia; despertar o interesse pela investigação científica e contribuir para o desenvolvimento dessas habilidades em sala de aula na Educação Básica; estimular nos estudantes a escolha por profissões na área das ciências naturais e matemática; fortalecer a atual proposta de Feiras na instituição com o intuito da realização de uma feira regional. Esta proposta está organizada em cinco etapas, sendo elas: i) Encontro de formação, capacitação e atualização para os professores que participam do evento anualmente. Será organizado pela equipe executora do projeto em conjunto com as Secretarias Municipais de Educação e o Campus Bagé da Unipampa. A previsão é que ocorra no mês de abril de 2020. ii) Visitas às escolas no período de março a junho de 2020, para divulgação e orientação ao desenvolvimento dos trabalhos para exposição. Participarão professores de escolas municipais e estaduais de Caçapava do Sul e municípios vizinhos (Lavras do Sul, Santana da Boa Vista e São Sepé); iii) realização da Feira de Ciências do campus Caçapava do Sul com apresentação de trabalhos de escolas municipais e estaduais do município de Caçapava do Sul e cidades vizinhas, podendo reunir até 80 trabalhos; iv) avaliação da Feira de Ciências de 2020 e orientação de projetos de iniciação científica júnior; v) participação, dos trabalhos destaques da Feira de Ciências do Campus Caçapava do Sul, em outras Feiras de Ciências em nível municipal, regional ou estadual em cidades do Rio Grande do Sul. vi) a escrita do relatório final. Serão realizados novos encontros de preparação com professores da Educação Básica, visando a atualização da proposta de realização da Feira de Ciências no Campus da UNIPAMPA em Caçapava do Sul. A divulgação da realização dos encontros preparatórios ocorrerá a partir de março, logo após o início do ano letivo nas escolas. Os trabalhos apresentados nas Feiras serão avaliados por docentes universitários envolvidos no projeto, representantes das Secretarias Municipais de Educação, além de acadêmicos e representantes da comunidade externa, devidamente preparados e instruídos para realização desta tarefa. Os trabalhos destaques destas Feiras serão candidatos a participar de outras feiras realizadas no estado do Rio Grande do Sul e/ou realizadas em outros campi da UNIPAMPA.
  • Universidade Federal do Pampa - RS - Brasil
  • 03/02/2020-31/01/2021
Foto de perfil

Aline Luanda da Costa Freitas

Outra

Divulgação Científica
  • a ciência como ferramenta no desenvolvimento do conhecimento cientifico na rede municipal de ensino de rorainópolis-rr
  • O projeto visa o desenvolvimento da primeira Feira de Ciências de âmbito Municipal, no municipal de Rorainópolis -RR, como forma de construir uma cultura científica na comunidade escolar, alicerçando os pilares da educação básica.
  • PREFEITURA MUNICIPAL DE RORAINOPOLIS - RR - Brasil
  • 04/12/2018-31/12/2020
Foto de perfil

Aline Mara dos Santos

Ciências da Saúde

Medicina
  • cardiotoxicidade induzida por quimioterápicos antineoplásicos: o papel da sinalização mediada pela quinase de adesão focal
  • As complicações cardiovasculares das terapias antineoplásicas são consideradas um problema de saúde pública emergente, dada a crescente população de sobreviventes ao câncer. A cardiotoxicidade induzida pela ação de quimioterápicos de escolha para diversas neoplasias, como a doxorrubicina, é uma condição grave, que pode evoluir para cardiomiopatia crônica, insuficiência cardíaca congestiva e morte do paciente. A complexa e não completamente compreendida patogênese dessas complicações dificulta o planejamento de medidas preventivas de sucesso. Estudos com foco na sinalização ativada por terapias antineoplásicas vêm demonstrando a importância da proteína quinase de adesão focal (FAK) para a sobrevivência e resistência celular frente a esse tratamento, no entanto, essa sinalização permanece pouco compreendida. A presente proposta visa identificar e caracterizar os mecanismos moleculares pelos quais FAK promove sobrevivência e resistência à cardiotoxicidade induzida por doxorrubicina em miócitos H9C2. Dados preliminares de experimentos de Co-Imunoprecipitação demonstraram que FAK pode interagir e regular proteínas centrais da resposta ao dano no DNA (DDR), como PARP1, DNA-PK1, MRE11A, XRCC5 e BCLAF1. A regulação desses alvos por FAK será investigada por uma combinação de técnicas sofisticadas em miócitos, as quais irão prover um conjunto de dados funcionais e estruturais que permitirão o estabelecimento dos mecanismos moleculares envolvidos. Os dados gerados pelo presente estudo poderão contribuir para a compreensão da sinalização ativada por agentes antineoplásicos e também para o estabelecimento de novas modalidades terapêuticas para o tratamento tumoral com amenização dos efeitos deletérios sobre a função cardíaca.
  • Universidade Estadual de Campinas - SP - Brasil
  • 18/02/2019-28/02/2022
Foto de perfil

Aline Marins Paes Carvalho

Ciências Exatas e da Terra

Ciência da Computação
  • means: aprendizado de máquina explicável com aplicações para o bem-estar social
  • A área recentemente denominada de “Inteligência Artificial (IA) para o bem-estar social” (“AI for Social Good”) investiga como desenvolver soluções baseadas em IA para resolver problemas da sociedade atual, tendo como inspiração as metas de desenvolvimento sustentável (MDS) estabelecidas pelas Nações Unidas. Argumenta-se que, tais metas e suas respectivas soluções são essenciais para alavancar o desenvolvimento das sociedades atuais, em termos de prosperidade, igualdade, democracia, e qualidade de vida, sem comprometer as gerações futuras. Entretanto, acreditamos que, por mais benéficas que sejam tais soluções baseadas em IA, elas não serão bem aceitas pela sociedade e governos se não oferecerem um processo de decisão transparente. Assim, nesse projeto, temos como foco desenvolver soluções de Aprendizado de Máquina para abordar alguns dos problemas citados nas MDS, porém, a partir de técnicas de predição explicáveis. Serão desenvolvidos métodos baseados em Aprendizado Relacional e Aprendizado por Reforço, uma vez que os problemas selecionados estão ou em formato estruturado ou requerem um processo sequencial, contínuo, e adaptativo de tomada de decisão, justificando, respectivamente, o uso das duas sub-áreas mencionadas. Em ambos os casos, utilizaremos representações latentes embutidas em um espaço Euclidiano, de forma a se aproveitar de implementações recentes de Aprendizado Profundo (“Deep Learning”). Ao mesmo tempo, ao desenvolver técnicas fundamentadas em IA explicável, aliviaremos o aspecto de caixa-preta oriundo do aprendizado baseado em representações latentes inerente aos métodos de Aprendizado Profundo. Para extrair as explicações do processo de inferência, nos valeremos de métodos de argumentação em lógica e diagramas de causalidade, de forma a conectar as causas relevantes e suas respectivas consequências que conduzem à resposta retornada pelo método. Esperamos, com isso, obter soluções que terão alto impacto na solução de problemas comuns da sociedade, ao mesmo tempo em que esperamos contribuir cientificamente com o estado-da-arte em Aprendizado de Máquina, com o desenvolvimento de métodos de inferência transparente e explicável para a indução de hipóteses.
  • Universidade Federal Fluminense - RJ - Brasil
  • 18/02/2019-28/02/2022
Foto de perfil

Aline Medina dos Santos

Ciências Exatas e da Terra

Física
  • efeitos de interferência envolvendo átomos de hidrogênio metaestáveis
  • Fótons gêmeos, pares de fótons com propriedades emaranhadas, são agora facilmente produzidos a partir de cristais óticos não-lineares, e experimentos com esses pares são rotineiramente realizados em diferentes laboratórios. É possível estudar o mesmo tipo de propriedades com átomos gêmeos, ou seja, pares de partículas massivas também com propriedades emaranhadas obtidas simplesmente pela quebra de moléculas homonucleares diatômicas? Com base em nossos cálculos anteriores, dentro deste projeto propomos um experimento para analisar a coerência de spin de um par atômico de EPR da maneira proposta inicialmente por David Bohm. Além dos testes usuais neste tipo de experimento EPR, é interessante acompanhar, da maneira mais precisa possível, a dinâmica da dissociação. A molécula que escolhemos, o H2, é a menos complexa das moléculas neutras, uma vez que é composta apenas por quatro corpos. A complexidade das simetrias por permutação está, no entanto, presente, uma vez que possui dois elétrons e dois prótons, mas tem a vantagem de poder se dissociar em um par de átomos gêmeos metaestáveis, o H (2s). A configuração iônica/ covalente também intervém na dinâmica. Os acoplamentos dos canais de dissociação com esses estados podem, de acordo com a situação, interferir na perda de coerência entre os átomos gêmeos. Propusemos um esquema bem adequado para investigar quantitativamente a coerência do momento angular de fragmentos moleculares. É essencialmente um duplo interferômetro Stern-Gerlach simétrico, que é adequado para estimar quantitativamente a coerência do momento angular dos fragmentos emitidos a partir de uma dissociação molecular. Mostramos teoricamente que o interferômetro duplo imaginado permite distinguir inequivocamente uma dissociação spin-coerente de uma incoerência spin-incoerente, bem como estimar a pureza da matriz de densidade de momento angular associada aos fragmentos. Essa configuração, que pode ser vista como um análogo atômico de um interferômetro de fótons-gêmeos, pode ser usada para investigar a adequação dos processos de dissociação de moléculas - como a dissociação dos átomos de hidrogênio metaestáveis H (2s) - H (2s) - para ótica de fótons gêmeos coerentes. O objetivo do presente projeto é construir o experimento proposto.
  • Universidade Federal do Rio de Janeiro - RJ - Brasil
  • 18/02/2019-28/02/2022