Projetos de Pesquisa

 

Foto de perfil

Alex Domingues Batista

Ciências Exatas e da Terra

Química
  • desenvolvimento de polímeros molecularmente impressos para extração e pré-concentração de espécies de interesse forense
  • Apesar do impressivo avanço das técnicas analíticas nas últimas décadas, a etapa de preparo de amostra continua sendo uma das etapas mais importantes do processo analítico, uma vez que ela é responsável pela remoção de interferentes e muitas vezes pela pré-concentração dos analitos de interesse, afetando diretamente a seletividade e detectabilidade do método analítico. O desenvolvimento de Polímeros Molecularmente Impressos (MIP) tem contribuído para o avanço das técnicas de preparo de amostra. Devido a seletividade e poder de pré-concentração destes matérias, o seu emprego em amostras biológicas é bastante atraente, uma vez que são amostras complexas com analitos alvos geralmente em baixas concentrações. Drogas de abuso são substâncias que podem causar dependência devido a um padrão mal-adaptativo de uso, levando os usuários a prejuízos na vida como intolerância, abstinência e abandono de atividades sociais importantes. Drogas de abuso é um termo aplicável a substâncias para fins não terapêuticos ou uso impróprio de substancias prescritas. As drogas de abuso devido a seus efeitos alucinógenos são usadas tanto para consumo próprio quanto para a dopagem de vítimas de assalto ou abuso sexual. A determinação de drogas de abuso em amostras biológicas fornece informações sobre o consumo destas drogras e podem ser utilizados para fins forenses. O presente projeto visa o estudo teórico e experimental síntese de polímeros molecularmente impressos para extração e pré-concentração drogas de abuso, para posterior separação por eletroforese capilar e detecção com o detector condutométrico sem contato. A síntese dos polímeros molecularmente impressos será orientada a partir de resultados obtidos por cálculos teóricos e posteriormente caracterizados a partir de diversas técnicas analíticas. A seletividade e a eficiência de pré-concentração dos MIP serão avalidas frente a materiais não impressos molecurlarmente de mesmo constituição química.
  • Universidade Federal de Uberlândia - MG - Brasil
  • 18/02/2019-28/02/2022
Foto de perfil

Alex Fabiano Cortez Campos

Engenharias

Engenharia de Materiais e Metalúrgica
  • desenvolvimento de nanoadsorventes magnéticos visando à remoção de corantes têxteis de águas residuais
  • Atualmente muitos dos avanços promissores das nanotecnologias envolvem o ambiente. Materiais como nanoadsorventes, nanocatalisadores, nanopartículas bioativas e membranas catalíticas nanoestruturadas têm sido cada vez mais empregados no controle e na remediação da poluição química em ambientes aquáticos. No caso das nanopartículas magnéticas, o processo de filtração magnética tem um potencial extremamente promissor na remoção de poluentes orgânicos de águas residuais de consumo e industriais. Entretanto, uma vez que esses contaminantes não são magnéticos é necessário desenvolver nanopartículas adsorventes ou nanoadsorventes para fixar os agentes poluentes, permitindo sua separação magnética. Nesse contexto, este projeto objetiva a preparação e a caracterização físico-química de nanoadsorventes à base de partículas de ferritas core-shell do tipo MFe2O4@-Fe2O3 (M = Mn e Co) convencionais e funcionalizadas, com afinidade por poluentes orgânicos derivados de corantes têxteis industriais visando sua separação química assistida magneticamente em águas residuais. Ainda, pretende-se estabelecer as condições ótimas de pH do meio, tamanho médio de nanopartículas e tempo de contato com o nanoadsorventes, visando à eficiência máxima no processo de separação magnética. Finalmente, serão propostos métodos de recuperação dos nanoadsorventes objetivando-se seu reuso.
  • Universidade de Brasília - DF - Brasil
  • 01/06/2017-31/05/2020
Foto de perfil

Alex Giuliano Vailati

Ciências Humanas

Antropologia
  • produzindo futuras memorias. uma exploração etnográfica do cinema de família
  • O advento da tecnologia de vídeo barata, de fácil uso, criou uma ampla revolução nas estratégias representacionais. Atualmente, os vídeos são feitos por unidades de produção não profissionais que são, por vezes, compostas por famílias, igrejas, grupos musicais, associações comunitárias ou indivíduos. Dessa forma, os vídeos produzidos e distribuídos em redes atípicas moldam profundamente o imaginário. O objetivo deste projeto é analisar o chamado fenômeno cinema de família, que é ainda periférico na investigação etnológica. A análise das experiências dos “arquivos de cinema de família”, um campo reconhecido de estudos para as ciências históricas, mostra, por exemplo, como essas mídias tornam-se “memórias” de eventos para famílias e indivíduos. Esse artigo irá abordar a importância da pesquisa de campo com base em como os “vídeos locais” são produzidos, de um ponto de vista econômico, político e estético. Pode ser a estratégia fundamental para compreender como os imaginários são “produzidos localmente” e suas relações com narrativas globais.
  • Universidade Federal de Pernambuco - PE - Brasil
  • 01/06/2017-31/05/2021
Foto de perfil

Alex Kenya Abiko

Ciências Sociais Aplicadas

Planejamento Urbano e Regional
  • avaliação da habitação de interesse social: uma proposta de avaliação pós-ocupação institucional utilizando modelagem fuzzy
  • O Brasil experimentou na última década uma série de investimentos e ações sistematizados, voltados a habitação social após um largo período da ausência do governo federal nesta área. Notadamente tivemos os programas Minha Casa, Minha Vida e o PAC – Urbanização de Assentamentos Precários. O primeiro com uma vasta produção, apenas comparável em números a produção do período do Banco Nacional da Habitação (BNH). Dentro deste panorama, há experiências consideradas positivas e outras que falham em seu objetivo. Com uma considerável produção de Habitação de Interesse Social e intervenções em favelas, faz-se necessário uma ferramenta de avaliação de qualidade que não se concentre apenas no âmbito acadêmico e que seja concebida para contribuir com o trabalho das instituições promotoras de moradia, compreendendo sua estrutura de funcionamento, público-alvo e produção. É neste contexto que a presente proposta tem como o objeto a elaboração de uma ferramenta de Avaliação Pós-Ocupação Institucional que contribua com a construção de indicadores voltados para as próprias organizações e que possam ser operados por ela. Assim, a metodologia aplicada será a elaboração de ferramenta de avaliação consolidando a Lógica Fuzzy como modelo de análise. Tal instrumento será construído com dados qualitativos e quantitativos oriundos tanto de padrões e análises técnicas, bem como, a incorporação da avaliação do usuário tanto no domínio no que se refere a unidade habitacional, áreas coletivas e meio urbano . Para tratamento dos dados o método utilizando-se da Lógica Fuzzy será utilizado. Método este que foi desenvolvido na Escola Politécnica da Universidade de São Paulo e dado continuidade de sua aplicação na instituição e também na Universidade Federal de Alagoas e será a base lógica da ferramenta. Para validação do método serão utilizados estudos de caso de produtos habitacionais que se enquadram no foco do instrumento que pretende-se avaliar. Como produto do projeto pretende-se obter um software em interface amigável ao usuário, além de treinamento para uso da ferramenta por técnicos e pesquisadores.
  • Universidade de São Paulo - SP - Brasil
  • 18/02/2019-28/02/2022
Foto de perfil

Alex Lara Martins

Outra

Divulgação Científica
  • feira de embaixadas e mostra de simulação da organização das nações unidas (ifmundo)
  • O projeto em tela, denominado Feira de Embaixadas e Mostra de Simulação da Organização das Nações Unidas (IFMUNDO), visa realizar uma mostra de simulação de comitês das Nações Unidas, em que os alunos representam um país ou uma organização com o objetivo de debater questões de impacto global relacionadas à ciência e à política, concomitante a uma Feira de Embaixadas, em que os países e organizações representados devem expor as propostas de solução às questões que foram dentro dos comitês de simulação. Com abrangência municipal, sua terceira edição objetiva realizar uma mostra e uma feira científicas de cunho cultural, político e pedagógico, relativo à elaboração, à produção e ao compartilhamento dos saberes, nos moldes de um evento de modelagem de organizações. Metodologicamente, compreende-se que a organização de modelos de simulação revela-se como uma importante ferramenta pedagógica de construção de saberes entre educadores e educandos em que os processos de estudos respeitem as suas particularidades em suas etapas de integração nas simulações. A reflexão sobre o potencial científico de outros povos encadeia um processo de questionamento sobre alguns aspectos morais da própria sociedade em que se vive. Por outro lado, colocar-se no lugar deste “outro” fortalece a noção de uma identidade plural, respeitosa e compreensiva. A feira será organizada em oito etapas, assim dispostas em ordem cronológica: 1) Definição pelas áreas do conhecimento (núcleos de ensino técnico e núcleo científico comum) das temáticas propostas para cada comitê de simulação da ONU. 2) Engajamento e formação de docentes da rede pública de ensino para atuarem como orientadores de pesquisa. 3) Preparação dos guias de estudo e criação do site para a divulgação das informações. 4) Realização de seminários e simulações curtas em sala de aula para familiarizar os estudantes com as regras da simulação. 5) Convite a pesquisadores interessados em avaliar os processos didáticos e pedagógicos da execução da feira, bem como de suas potencialidades e limitações, e elaboração de pesquisa para avaliação e desempenho dos participantes na feira e na simulação. 6) Realização do evento com as rodadas dos comitês e exposição das propostas de resolução na Feira das Embaixadas, durante a Semana Nacional de Ciência e Tecnologia. 7) Divulgação das atividades desenvolvidas no endereço eletrônico: . 8) Análise, discussão e elaboração de relatos sobre os resultados de avaliação do próprio evento.
  • Instituto Federal de Educação Ciência e Tecnologia do Norte de Minas Gerais - MG - Brasil
  • 04/12/2018-31/12/2020
Foto de perfil

Alex Lopes da Silva

Ciências Agrárias

Zootecnia
  • efeito da redução do teor de proteína bruta do concentrado, ao longo da fase de aleitamento, sobre o desempenho de bezerros
  • O presente projeto tem como objetivo avaliar a influência da redução no teor de proteína bruta do concentrado sobre o desenvolvimento de bezerros de origem leiteira. Retornando informações acerca do consumo, desempenho e eficiência de uso do nitrogênio. Serão utilizadas 24 bezerros mestiços, com grau de sangue variando de ½ a ¾ Holandês×Gir e com idade inicial de 3 dias. O experimento será conduzido em um delineamento inteiramente casualizado em esquema fatorial 2×2; sendo 2 volumes de leite (4 ou 8 L/dia) e 2 estratégias de fornecimento de concentrado (convencional ou com teor decrescente de proteína bruta (PB)). A primeira estratégia consistirá no fornecimento de concentrado convencional com 19% de PB durante toda a fase de cria. Já os animais que forem submetidos à segunda estratégia de fornecimento de concentrado, receberão ração concentrada com 25% de PB dos 3 aos 20 dias de vida; com 19% de PB dos 20 aos 40 dias de vida; e com 14% de PB dos 40 aos 60 dias de vida. Desta forma, serão formados 4 tratamentos, os quais serão: 4 L/dia de leite e concentrado convencional (4L + CC); 8 L/dia de leite e concentrado convencional (8L + CC); 4 L/dia de leite e concentrado com teor de PB decrescente (4L + CD); 8 L/dia de leite e concentrado com teor de PB decrescente (8L + CD). Aos 15 e 45 dias de vida, os animais serão submetidos a ensaios de digestibilidade com coleta total de fezes e urina e amostragem de alimentos, com duração de 72 horas. O desempenho dos animais será avaliado através de pesagens realizadas utilizando-se balança mecânica e através de medidas biométricas. Serão realizadas duas coletas de sangue na veia jugular, a primeira no início do experimento (3º dia) e a segunda no fim do experimento (60º dia) para a quantificação do conteúdo de nitrogênio ureico no soro, glicose, insulina e IGF-I.
  • Universidade Federal Rural do Rio de Janeiro - RJ - Brasil
  • 18/02/2019-28/02/2022
Foto de perfil

Alex Maurício Araújo

Engenharias

Engenharia de Energia
  • estudos da qualidade da energia gerada por aerogeradores de pequeno porte e seus impactos na geração distribuída
  • A proposta objetiva levantar/avaliar parâmetros técnicos de geradores comerciais para utilização em geração eólica de pequeno porte, visando obter suas características elétricas e de desempenho. Este projeto irá avaliar as operações em regime permanente, partida e seus efeitos elétricos na qualidade da energia, utilizando equipamentos de medição e softwares, para auxiliar na coleta de informações e análise dos resultados. A oportunidade do desenvolvimento de uma bancada experimental, para realizar tais testes, e a sua prática no Brasil justificam-se tanto pela necessidade de conformidade e aprimoramento técnico das atuais máquinas utilizadas, quanto por razões das atuais políticas públicas de incentivos que promovem a geração distribuída no país. Espera-se, neste projeto, obter experiências práticas com a utilização da bancada para aferir a energia entregue ao ponto de conexão pelo gerador, mostrando as principais falhas e apontar melhorias para mitigar seus efeitos.
  • Universidade Federal de Pernambuco - PE - Brasil
  • 01/06/2017-31/05/2020
Foto de perfil

Alex Nogueira Haas

Ciências da Saúde

Odontologia
  • efeitos do tratamento periodontal em desfechos nefrológicos de pacientes pré-dialíticos: ensaio controlado randomizado de 12 meses de acompanhamento
  • O objetivo do presente estudo será analisar os efeitos sistêmicos do tratamento periodontal em pacientes com periodontite e doença renal crônica (DRC) em fase pré-dialítica. Este estudo será um ensaio controlado randomizado em paralelo e será conduzido com participantes que fazem parte de uma coorte de indivíduos com DRC nos estágios 3 e 4 que estão em acompanhamento no Ambulatório de Doença Renal Crônica (ADRC) do Hospital de Clínicas de Porto Alegre (HCPA). Os exames e tratamentos odontológicos serão realizados no Hospital de Ensino Odontológico (HEO) da Faculdade de Odontologia da Universidade Federal do Rio Grande do Sul (FO-UFRGS). O cálculo do tamanho amostral para esse ensaio clínico resultou em um total de 120 participantes, com 60 participantes por grupo. Os indivíduos serão alocados aleatoriamente em um grupo teste e controle. O grupo teste receberá tratamento periodontal não-cirúrgico padrão que consiste em uma sessão de raspagem, alisamento e polimento corono-radicular (RAP) e instrução de higiene bucal seguida de quatro sessões de raspagem e alisamento radicular subgengival (RASUB) em um período de até 15 dias. Também serão realizadas consultas de manutenção periodontal mensalmente nos primeiros 6 meses, e aos 9 e 12 meses, com remoção profissional de biofilme dental e orientação de higiene bucal. Os indivíduos alocados no grupo controle receberão tratamento tardio, ou seja, o mesmo tratamento do grupo teste, porém após o término dos 12 meses de acompanhamento do estudo. Para análise dos desfechos, serão realizadas coletas sanguíneas em ambos grupos no exame inicial, 3 e 12 meses após o tratamento periodontal. O desfecho primário desse estudo será a taxa de filtração glomerular (TFG) medida em ml/min/1,73m2. Outros marcadores inflamatórios serão avaliados a partir da coleta sanguínea: proteínas C reativa (PCR), interleucinas 1 e 6, fator de necrose tumoral alpha e fibrinogênio. Será utilizada uma análise de acordo com a intenção de tratar. Para análise do desfecho primário de TFG e concentrações sanguíneas de marcadores inflamatórios serão utilizados modelos lineares que levam em consideração a agregação de dentes no indivíduo e o caráter longitudinal do estudo. Médias e erros-padrão serão utilizados para expressar os desfechos sanguíneos e periodontais.
  • Universidade Federal do Rio Grande do Sul - RS - Brasil
  • 18/02/2019-28/02/2022
Foto de perfil

Alex Oliveira Barradas Filho

Engenharias

Engenharia de Energia
  • aplicação de métodos estatísticos e computacionais na avaliação da qualidade de biocombustíveis
  • Na busca por combustíveis alternativos que possam substituir gradualmente os derivados de petróleo, os biocombustíveis vêm ganhando notoriedade mundial, especialmente o etanol e o biodiesel. No Brasil, a produção e o consumo de biocombustíveis têm sido crescentes desde a criação dos Programas Nacionais do Álcool (Proálcool, 1974) e Biodiesel (PNPB, 2005). No entanto, para que o biocombustível seja comercializado é necessário ter o controle rigoroso de fatores tais como alguns parâmetros físico-químicos, além de que muitos desses parâmetros de qualidade demandam a aplicação de determinados procedimentos experimentais demorados e dispendiosos. Esses inconvenientes gerados pelos modelos oficiais têm motivado a proliferação de métodos alternativos que visem o controle da qualidade dos combustíveis com custos menores e depreendam mais rapidamente os resultados. Dessa forma, a avaliação dos parâmetros de qualidade por métodos mais simples e eficientes, aliados à computação, significaria uma alternativa importante no controle de qualidade de biocombustíveis. Nesse contexto, o projeto propõe o desenvolvimento e a aplicação de métodos alternativos eficazes na avaliação da qualidade de biocombustíveis.
  • Universidade Federal do Maranhão - MA - Brasil
  • 18/02/2019-28/02/2022
Foto de perfil

Alex Rafacho

Ciências Biológicas

Fisiologia
  • impacto da exposição a pesticida organofosforado sobre a gestação, no pós-termo, nos fetos, e na prole adulta de ratos: busca por mecanismos de ação
  • Os pesticidas organofosforados estão entre os compostos mais empregados na agricultura e o seu uso em larga escala tem contribuído para a poluição ambiental e risco à saúde, incluindo casos crônicos e agudos de intoxicações, tanto em animais quanto em humanos. Estudos prospectivos sugerem uma relação entre a exposição direta ou indireta a pesticidas organofosforados, e.g., malathion, com o desenvolvimento de obesidade e diabetes mellitus tipo 2 (DM2) em indivíduos adultos. Em paralelo, tem sido demonstrado que a exposição a insultos diversos, como os poluentes ambientais, em períodos críticos do desenvolvimento (e.g., pré- e pós-natal), podem influenciar negativamente no peso corpóreo bem como resultar em disfunções metabólicas em períodos tardios da vida. Neste sentido, destacam-se as substâncias derivadas de atividades industriais, químicas, com potencial de causar desequilíbrio, interferência ou alteração no sistema endócrino, também denominados como disruptores endócrinos, entre os quais estão incluídos os pesticidas organoclorados e organofosforados. A exposição à tais compostos químicos durante períodos críticos do desenvolvimento podem ter efeitos permanentes e irreversíveis, com sérios impactos sobre a saúde durante a infância e a adolescência, e até mesmo para as futuras gerações, por meio de mecanismos de herança epigenéticas. Estudos preliminares obtidos em nosso laboratório revelaram um efeito tardio do malathion durante a gestação. Demonstramos que a ingestão de malathion por 21 dias, em período anterior ao início da gestação, resultou em marcante intolerância à glicose em ratas no período equivalente ao início do terceiro trimestre da gestação, mas não imediatamente ao término do tratamento. Até o momento, porém, não há nenhum estudo pré-clínico ou clínico que tenha avaliado detalhadamente o impacto da exposição a pesticidas organofosforados sobre a homeostase glicêmica ao longo da gestação com o foco na gestante, muito menos acompanhando se os eventuais desfechos são reversíveis no pó-termo. Ainda, nenhum estudo se estende aos fetos e a prole adulta numa única proposta, o que dificulta a interpretação do impacto nos diversos estágios e indivíduos supracitados. Assim, objetivamos avaliar quais as alterações bioquímicas e/ou morfofisiológicas podem decorrer da exposição a esta classe de pesticidas e o quanto destas potenciais alterações podem afetar o metabolismo da prole (fetos e adultos). Uma entre várias hipóteses é de que a exposição ao pesticida malathion, por um período que anteceda a fecundação (e.g., contexto que mimetizaria a exposição ambiental de mulheres no período pré-natal), impacte negativamente sobre a homeostase glicêmica durante a gestação e permaneça inalterada no pós-termo. Também hipotetizamos que os desfechos murinométricos e bioquímicos nos fetos e na prole adulta estarão afetados por esta exposição materna ao pesticida. Num primeiro momento, repetiremos os experimentos com as prenhes a fim de finalizar essas abordagens preliminares e estenderemos todas as abordagens nas prenhes até 2 meses ao pós-termo. Num segundo momento, avaliaremos parâmetros murinométricos, bioquímicos e morfológicos nos fetos e na prole adulta (ambos os sexos). Por fim, buscaremos avaliar o efeito direto do malathion sobre parâmetros moleculares e eletrofisiológicos das células beta pancreáticas com o intuito de revelar possíveis mecanismos de ação do malathion.
  • Universidade Federal de Santa Catarina - SC - Brasil
  • 18/02/2019-28/02/2022