Projetos de Pesquisa

 

Foto de perfil

Yuri Jacques Agra Bezerra da Silva

Ciências Agrárias

Agronomia
  • avaliação quantitativa e qualitativa de sedimentos em bacia hidrográfica representativa do bioma cerrado – região do matopiba, última fronteira agrícola do brasil: abordagem tradicional e utilização de traçadores geoquímicos com o método fingerprint
  • A bacia hidrográfica do rio Gurguéia está inserida na região do MATOPIBA, acrônimo dos nomes dos estados do Maranhão, Tocantins, Piauí e Bahia, foi institucionalizada como uma das mais relevantes para o desenvolvimento econômico do Brasil por meio do decreto presidencial 8.447 de 6 de maio de 2015. Dentre os principais municípios inseridos na bacia, destacam-se Gilbués, um dos principais núcleos de desertificação da região Nordeste e Uruçui, município com segunda maior área plantada de soja no estado do Piauí. De forma privilegiada, além da influência predominante do bioma Cerrado, um dos hotspots da biodiversidade, existe também uma extensa área do bioma Caatinga. Dentre os principais problemas observados na bacia do Gurguéia, destacam-se o despejo do esgoto não tratado diretamente no rio, desmatamento indiscriminado e o uso intensivo de fertilizantes e defensivos agrícolas. O uso indiscriminado do solo afeta o transporte de sedimentos em suspensão e de fundo. Esses sedimentos guardam na sua composição química as características das fontes, que podem ser provenientes de diferentes usos e atividades dentro da bacia, sendo, portanto, indicadores de qualidade do ambiente fluvial. Estudos que identificam as fontes de sedimentos e contaminantes em escala de bacias hidrográficas são escassos, apesar do reconhecimento mundial do método Fingerprint e da obtenção de resultados promissores na região Sul do Brasil. Nesse âmbito, a execução desse projeto visa responder principalmente as seguintes questões: Qual a origem dos sedimentos e dos elementos traços, maiores e terras raras associados aos sedimentos transportados em suspensão e no leito do rio? Quais são os traçadores geoquímicos adequados para as condições encontradas em uma bacia hidrográfica típica do bioma Cerrado? A atividade agricola está gerando contaminantes para o rio? Qual a principal fonte de sedimentos e contaminantes do rio Gurguéia? Para tal, pretende-se determinar o transporte e produção de sedimentos, quantificar a concentração e fluxo de elementos traços (Cu, Zn, Cd, Cr, Pb, Ni, Mn, Zr, Ti, Co, Ba, V, Li e Ga), maiores (Si, Al, Fe, Ca, K, Na, Mg e P) e terras raras (La, Ce, Pr, Nd, Sm, Eu, Gd, Yb, Lu, Dy, Er, Ho, Tb, Tm, Y, Sc) no sedimento em suspensão e de fundo, assim como discriminar as fontes de sedimentos e contaminantes transportados na bacia hidrográfica do rio Gurguéia. Os sedimentos em suspensão e de fundo serão coletados com os amostradores US DH 48 e US BLH 84, respectivamente. Os elementos traços e terras raras serão determinados por espectrometria de emissão ótica (ICP-OES). Os elementos maiores serão determinados utilizando um espectrômetro de fluorescência de raios-X. Para discriminar as fontes de sedimentos e contaminantes será utilizado o método Fingerprint. O projeto será realizado de forma integrada entre o Grupo de Pesquisa SOLOCER (Solos, Produção Vegetal e Qualidade Ambiental na Região dos Cerrados), grupo de pesquisa do proponente, com o grupo de Química Ambiental de Solos da Universidade Federal Rural de Pernambuco (UFRPE) e o de Conservação do Solo da UFRPE, além da parceria com o Dr. Vijay P. Singh, “distinguish professor” da Texas A&M University. Espera-se com os resultados desse estudo: (i) auxiliar no estabelecimento das diretrizes iniciais para a elaboração de um plano de monitoramento e pagamento por serviço ambiental baseado no controle dos processos erosivos em escala de bacia hidrográfica; (ii) aumentar a compreensão dos efeitos dos diferentes usos do solo nos processos erosivos e, por conseguinte, auxiliar o comitê da bacia hidrográfica da bacia do rio Gurguéia; (iii) conscientizar agricultores e órgãos públicos acerca dos impactos das atividades agrícolas sobre um dos recursos hídricos mais importantes da região do MATOPIBA.
  • Universidade Federal do Piauí - PI - Brasil
  • 01/06/2017-31/05/2020
Foto de perfil

Yuri Karaccas de Carvalho

Ciências Humanas

Educação
  • futuras cientistas - tecnologia e inovacao 3d aplicadas no ensino das exatas – fazendo ciencia buscando extensao
  • Dados oficiais apontam que mesmo a mulher representando uma maior porcentagem entre as pessoas com ensino superior completo, essas ainda enfrentam desigualdade no mercado de trabalho em relação aos homens e constitui uma parcela pequena nas áreas de ciências exatas. Estimular à participação e à formação de meninas e mulheres para as carreiras de ciências exatas, engenharias e computação por meio da tecnologia 3D. O projeto será executado em três etapas: 1. Capacitação dos envolvidos na utilização da Impressora 3D; 2. Confecção dos Subprojetos 3D; 3. Divulgação dos Subprojetos 3D. Diante disso, pretendemos viabilizar a capacitação de professores e alunas e estes serem agentes multiplicadores e difusores da Tecnologia 3D aplicada ao Ensino de Ciências. Ademais, a viabilidade dessa nova ferramenta supostamente promoverá a/o: Aprender fazendo (“Learning by doing”); Desmitificação que o custo de uma impressora 3D impede sua difusão e utilização; Permitir que as alunas possam despertar e ter a consciência de que SER é uma questão de escolha e assim possam seguir para as áreas das ciências exatas, engenharias e computação.
  • Universidade Federal do Acre - AC - Brasil
  • 01/12/2018-31/05/2020
Foto de perfil

Yurimiler Leyet Ruiz

Engenharias

Engenharia de Materiais e Metalúrgica
  • materiais processados a partir de nanopartículas à base de (li, na) -tio2 para aplicações em dispositivos de armazenamento de energia em estado sólido
  • O armazenamento de energia resulta de grande interesse econômico-social. As baterias apresentam-se como uma alternativa para o uso racional da energia elétrica, entre elas as de estado sólido tem despertado grande interesse científico tecnológico nos últimos anos. O uso de íons de lítio e sódio como parte dos componentes das baterias de estado sólido, tem gerado grande expectativa de desenvolvimento devido a sua elevada capacidade armazenamento de energia. Quando processados materiais com base (Li,Na)-TiO2 o interesse se multiplica porque misturam: alto poder de armazenamento de energia e uma ínfima taxa de polução. Por outra parte o sódio é um elemento de baixo custo e de grande abundancia na natureza. O foco deste projeto é o uso do método de sínteses sonoquímica para a obtenção de nanopartículas com propriedades de condição iônica e com base (Li,Na)-TiO2, visando na preparação de componentes de baterias de estado sólido. Por outra parte também se pretende melhorar as propriedades físico-químicas de cerâmicas e filmes finos obtidos a partir dos nano-pôs produzidos, aumentando suas potencialidades para o setor energético e eletrônico. As nanopartículas sintetizadas serão caracterizadas estrutural e microestrutulmente por técnicas tais como: difração de raios X (DRX), espectroscopia Raman (ER), microscopia electrónica de varredura (MEV), microscopia de força atómica (MFA) e microscopia electrónica de transmissão (MET). A simulação teórica com cálculos “ab initio” por meio da teoria da funcional de densidade será usada para simular as propriedades dos materiais obtidos. Finalmente as técnicas de espectroscopia de impedância complexa e eletroquímicas serão aplicadas, para estudar propriedades como condutividade iónica e densidade de energia para avaliar seu possível potencial para uso em baterias de estado sólido de íons lítio.
  • Universidade Federal do Amazonas - AM - Brasil
  • 18/02/2019-28/02/2022
Foto de perfil

Yuska Paola Costa Aguiar

Ciências Exatas e da Terra

Ciência da Computação
  • diretrizes específicas para o desenvolvimento de recursos digitais para indivíduos com transtorno do espectro autista: um estudo multidisciplinar centrado no usuário
  • O binômio tecnologia e autismo é uma realidade. O uso de recursos digitais (softwares, jogos, aplicações, etc.) por pessoas com Transtorno do Espectro Autista (TEA) tem sido cada vez mais frequente. Tais recursos são adotados em diferentes contextos de uso para apoiar as práticas de intervenção educacional e terapêutica, ou ainda enquanto suporte para realização de atividades da vida cotidiana. Face à elevada heterogeneidade inter- e intra- individual das pessoas com TEA, os recursos digitais destinados a este público devem considerar suas particularidades sensoriais, seu nível de desenvolvimento e suas competências. Portanto, é relevante que os princípios de Design Centrado no Usuário sejam contemplados no processo de concepção de tais recursos. Em adicional, considerando que as práticas de intervenção clássicas utilizadas junto às pessoas com TEA se apóiam em métodos baseados na teoria da aprendizagem e em terapias cognitivo-comportamental, como ABA (Applied Behavior Analysis) e TEACCH (Treatment and Education of Autistic and related Communication handicapped CHildren), transpor tais práticas como parte do design destes recursos é igualmente relevante. Desta forma, definir diretrizes específicas para o desenvolvimento de recursos digitais para indivíduos com TEA tem por objetivo a disponibilização de um instrumento para favorecer a aplicação de design centrado no usuário, neste contexto tão particular e diverso. Tais diretrizes devem estar em consonância com os princípios de Interação Humano-Computador e das práticas de intervenções clássicas (ABA e TEACCH), assim como devem direcionar as decisões de design dos projetistas para atender as características, as necessidades e as particularidades sensoriais dos potenciais usuários dos recursos digitais em desenvolvimento - favorecendo o design centrado no usuário. De forma a verificar a eficiência das diretrizes propostas, se faz necessário aplicá-las no desenvolvimento real de recursos digitais que devem ser colocados em uso prolongado para que a evolução das competências dos usuários, indivíduos com TEA, possa ser analisada.
  • Universidade Federal da Paraíba - PB - Brasil
  • 18/02/2019-28/02/2022