Projetos de Pesquisa

 

Foto de perfil

Adriana Cristina Cherri

Engenharias

Engenharia de Produção
  • problemas de corte de estoque: sobras aproveitáveis com incertezas na demanda e modos alternativos de produção
  • Os problemas de corte de estoque (PCE) são bastante estudados na literatura e apresentam inúmeras aplicações reais. Neste contexto, este projeto de pesquisa visa o estudo do problema de corte de estoque com sobras aproveitáveis (PCESA) e do PCE integrado a modos alternativos de produção. Além de ser um problema frequente nas empresas, o PCESA será abordado para o caso bidimensional e tratado do ponto de vista da programação estocástica, considerando incertezas nas demandas dos itens, situação que tipicamente pode ocorrer. O PCE integrado a modos alternativos de produção será abordado na indústria de construção, quando é possível atender a uma determinada ordem de produção de diversas maneiras diferentes. Os estudos desenvolvidos nesse projeto não são apenas uma aplicação inovadora na área de pesquisa operacional, como do ponto de vista metodológico, serão feitas contribuições originais, visto que modelos matemáticos serão propostos e métodos de solução serão desenvolvidos e implementados. Além das aplicações, este projeto apresenta contribuições teóricas que residem na investigação da metodologia para lidar com incertezas e com a teoria de multi-molde scheduling. Ainda, este projeto visa unir capacidades complementares dos membros do nosso grupo de pesquisa, com o intuito de apresentar uma contribuição teoricamente rica e aplicável a problemas reais, fortalecendo os laços universidade-empresa. O projeto também visa a divulgação dos resultados da pesquisa desenvolvida através de publicações em revistas e congressos. Por último, mas não menos importante, objetiva-se a formação de recursos humanos, visto que alunos de doutorado estão envolvidos nesta proposta.
  • Universidade Estadual Paulista Júlio de Mesquita Filho - SP - Brasil
  • 18/02/2019-28/02/2022
Foto de perfil

Adriana Cristina Ferreira Caldana

Ciências Sociais Aplicadas

Administração
  • agenda 2030 e o setor elétrico brasileiro: análise dos impactos e oportunidades de negócios.
  • Baseadas em uma nova estratégia de desenvolvimento, que engloba dimensões políticas, econômicas, sociais, tecnológicas e ambientais, as organizações têm buscado modificar suas escolhas estratégicas, seus direcionamentos, bem como seus atuais padrões produtivos. O paradigma da sustentabilidade modifica a maneira pela qual as organizações devem agir. Para a Organização das Nações Unidas (ONU), a empresa que quer demonstrar seu comprometimento com o Desenvolvimento Sustentável e adotar uma gestão sustentável deve se juntar à iniciativa do Global Compact (GC), implementando em suas práticas os objetivos de desenvolvimento sustentável (ODS) propostos. Em setembro de 2015, uma nova agenda com objetivos para o desenvolvimento sustentável foi formalizada, denominada Agenda 2030. A Agenda 2030 consiste em uma declaração com 17 ODS e 169 metas, além de uma seção sobre meios de implementação, parcerias globais, e formas de acompanhamento e revisão. Para auxiliar as empresas a alinharem suas estratégias com os ODS, foi criado o guia SDG Compass. O guia é desenvolvido com foco em grandes empresas multinacionais e explica como os ODS afetam o negócio, oferecendo as ferramentas e o conhecimento para colocar a sustentabilidade no centro da estratégia empresarial. Diante deste contexto, é pertinente entender como as empresas têm conduzido suas práticas de sustentabilidade, com vistas a atingir os objetivos de desenvolvimento sustentável (ODS). Assim, esta pesquisa contará com abordagem qualitativa em profundidade, buscando compreender as empresas do setor elétrico brasileiro tem incorporado os objetivos de desenvolvimento sustentável (ODS) em suas políticas e práticas de sustentabilidade. O setor elétrico foi escolhido por ser um setor relevante para o país e para o Desenvolvimento Sustentável. A pesquisa em questão contará com múltiplas fontes de evidências e terá como ferramentas de coleta de dados entrevistas, dados setoriais, análises de documentos e instrumentos de gestão das empresas em estudo. Será elaborada uma matriz de materialidade que mostre quais ODS são mais relevantes para o setor estudado e em quais ODS o setor apresenta impactos positivos e impactos negativos. Será possível, assim, propor um framework de aplicação dos ODS no setor, baseado na metodologia do SDG Compass, de modo a gerar um protocolo de pesquisa a ser replicado nas demais empresas do setor selecionado para o estudo.
  • Universidade de São Paulo - SP - Brasil
  • 18/02/2019-28/02/2022
Foto de perfil

Adriana da Fonte Porto Carreiro

Ciências da Saúde

Odontologia
  • propriedades mecânicas, biológicas e microbiológicas de próteses totais fresadas ou impressas: estudo in vitro e clínico
  • As Próteses Totais (PTs) continuam sendo uma importante opção de tratamento para pacientes que apresentam alguma restrição física, psicológica ou financeira, de modo que a crescente demanda prevista para os próximos anos reforçam a importância do aprimoramento das técnicas de confecção. Os novos recursos digitais de fabricação auxiliados por computador (CAD/CAM), vêm propiciando avanços na maneira de se confeccionar restaurações com rapidez e qualidade, diminuindo o tempo clínico, o número de visitas necessárias para a finalização de reabilitações protéticas, facilitando o processamento laboratorial e permitindo a confecção de novos trabalhos com base em arquivos digitalizados. PTs fresadas ou impressas tridimensionalmente por Digital Light Processing (DLP) apresentam características diferenciadas por utilizarem, respectivamente, blocos de PMMA pré-polimerizados sob temperatura e pressão controladas ou resinas fotopolimerizáveis por feixe de luz de alta resolução. Esses fatores podem repercutir nas características físico-quimicas, mecânicas, microbiológicas e biológicas. Em face dos escassos estudos acerca do comportamento de PTs produzidas através de tecnologia CAD/CAM seja por fresagem ou impressão 3D, essa pesquisa objetiva avaliar as propriedades em termos de textura superficial, estabilidade dimensional, resistência flexural, adesão de microorganismos e de biocompatibilidade destes materiais para determinar sua aplicabilidade, previsibilidade e eficácia, bem como acompanhar o comportamento ao longo do tempo das Próteses Totais produzidas pelos diferentes métodos, em termos de saúde dos tecidos intraorais, satisfação do paciente, retenção, estabilidade e performance mastigatória.
  • Universidade Federal do Rio Grande do Norte - RN - Brasil
  • 18/02/2019-28/02/2022
Foto de perfil

Adriana de Abreu Corrêa

Ciências Agrárias

Recursos Pesqueiros e Engenharia de Pesca
  • monitoramento de virus de animais marinhos em fazendas de cultivo de nodipecten nodosus (linnaeus, 1758), (mollusca: pectinidae), na baía de ilha grande, rio de janeiro
  • A maricultura é um ramo específico da aquicultura e engloba a produção de uma ampla variedade de organismos aquáticos marinhos e estuarinos, desde vegetais como as algas, invertebrados como crustáceos e moluscos, até vertebrados como peixes e répteis. No Brasil, o cultivo de moluscos se desenvolveu a partir de 1990, primeiro em Santa Catarina e depois em outras regiões. Hoje em dia, praticamente todos os estados litorâneos apresentam alguma atividade de pesquisa e/ou produção de moluscos. O Estado do Rio de Janeiro é geograficamente privilegiado possuindo o terceiro maior litoral do Brasil, recortado por baías, enseadas, lagoas costeiras, estuários e manguezais, que criam ecossistemas propícios à maricultura, sendo as regiões de Niterói e Baía da Ilha Grande importantes produtores. Na Baía de Ilha Grande encontram-se as principais fazendas de cultivo de vieiras Nodipecten nodosus do Brasil e o Laboratório de Larvicultura de Moluscos Bivalves do Instituto de Ecodesenvolvimento da Baía de Ilha Grande, responsável por fornecer as sementes para os produtores nacionais. No entanto, nos últimos três anos vem ocorrendo uma elevada mortalidade destes moluscos nessa região, para a qual ainda não foi atribuída uma causa. Os pectinídeos podem ser infectados por diferentes patógenos virais membros das famílias Herpesviridae, Iridoviridae e Birnaviridae. Outros vírus das famílias Papovaviridae, Togaviridae, Retroviridae, Reoviridae e Picornaviridae são também descritos associados a doenças nesses animais. Estes vírus replicam nos tecidos dos moluscos e causam uma grande taxa de mortalidade, ameaçando, assim, toda a produção. Tendo em vista a importância da maricultura, especialmente o cultivo das vieiras, na região da baía da Ilha Grande, este projeto tem como objetivo detectar e quantificar vírus de animais marinhos em amostras de água e de vieiras (Nodipecten nodosus) coletadas na região e no laboratório de larvicultura em Angra dos Reis. A pesquisa de vírus em regiões de grande produção pode auxiliar no estabelecimento de medidas que visem à prevenção e ao controle das infecções virais que acometem a saúde humana e a cadeia de produção do animal.
  • Universidade Federal Fluminense - RJ - Brasil
  • 18/02/2019-28/02/2022
Foto de perfil

Adriana de Aquino Soeiro Felix

Engenharias

Engenharia de Minas
  • alteração estrutural de rochas para o desenvolvimento de fertilizantes de potássio
  • Como o Brasil é um país agrícola e os solos são deficientes em nutrientes, o uso de fertilizantes tem se intensificado com o passar dos anos com o objetivo de aumentar a produtividade agrícola nacional. Considerando especificamente a questão do potássio, a situação é preocupante, pois, em 2012, a produção deste macronutriente correspondeu a 7,60% da demanda nacional. Com base neste cenário, é de extrema importância o desenvolvimento de tecnologias capazes de transformar rochas silicatadas ricas em potássio em fertilizante alternativo para a agricultura. Nesse contexto, o objetivo dessa pesquisa é avaliar a aplicabilidade de rochas como fonte de potássio para a obtenção de fertilizantes alternativos de potássio. Para isso, nessa pesquisa, duas rochas serão investigadas, o sienito de Tanguá, Rio de Janeiro e a rocha potássica de Poços de Caldas, Minas Gerais. As rochas serão caracterizadas por meio das técnicas de difração de raios X, fluorescência de raios X, microscopia eletrônica de varredura e espectroscopia vibracional no infravermelho. Após a caracterização, as rochas serão moídas em moinho de barras com material fundente, que será determinado após pesquisa de mercado, e calcinadas em temperaturas variadas. Essas amostras calcinadas serão avaliadas quanto a sua capacidade de liberação de potássio por meio de ensaios de extração em soluções ácidas.
  • Instituto Federal de Educação, Ciência e Tecnologia do Rio de Janeiro - RJ - Brasil
  • 01/06/2017-31/05/2020
Foto de perfil

Adriana de Fatima Meira Vital

Ciências Agrárias

Agronomia
  • educação em solos: aprender brincando para usar conservando
  • O solo sustenta a vida e embora exerça múltiplas funções, ainda é o recurso ambiental menos conhecido e valorizado, situação que pode agravar o avanço da degradação, sobretudo em ambientes vulneráveis como o Semiárido. Disseminar conceitos sobre o solo é possibilitar o diálogo para efetivação de políticas de valorização, recuperação e conservação deste recurso fundamental à vida. Componente integrante dos diversos ecossistemas, o solo é um sistema complexo e dinâmico; reservatório da água e nutrientes, abrigo de milhões de formas de vida um meio colorido e biodiverso. Além de exercer a função básica da produção agrícola, apresenta diversas potencialidades de uso não agrícola, como fornecimento de matéria prima para construção civil, artesanato e tinta de terra – a geotinta. O projeto, cujas ações vêm sendo desenvolvidas sem recursos financeiros há cinco anos, em escolas e comunidades rurais da microrregião do Cariri do Estado da Paraíba, objetiva produzir material didático sobre solos (vídeos, (Geocine), histórias em quadrinhos (HQ), jogos digitais e de tabuleiro), para estimular a abordagem sobre o tema em diferentes mídias, além de aprofundar estudos sobre a geotinta, tecnologia social de inovação para fomentar a bioconstrução e a valorização dos diversos usos do solo. A proposta busca promover a cidadania ativa, fortalecendo o protagonismo das comunidades e juventudes, a valorização dos artesão, disseminado conceitos sobre solos, estimulando as discussões sobre políticas públicas para conservação dos solos e proporcionando alternativa de trabalho, pela possibilidade de uso da geotinta, especialmente ás pessoas das comunidades e escolas de baixa renda da região.
  • Universidade Federal de Campina Grande - PB - Brasil
  • 01/06/2017-31/05/2020
Foto de perfil

Adriana de França Drummond

Ciências da Saúde

Fisioterapia e Terapia Ocupacional
  • participação de crianças e adolescentes com desenvolvimento típico em casa, na escola e na comunidade
  • Este Projeto é uma continuidade de estudos desenvolvidos pela Coordenadora do Projeto no período de doutorado (2010 a 2014). A princípio, esses estudos objetivaram investigar a participação de crianças e adolescentes com e sem deficiências nas tarefas domésticas. A partir da inter relação observada entre a participação de crianças e adolescentes em casa, na escola e na comunidade, constatou-se a necessidade de investigação da participação nesses três contextos de forma conjunta. A literatura recente aponta lacunas de investigações dessa temática em outros grupos populacionais, além de Canadá e Estados Unidos, visto que fatores, como nível socioeconômico cultural, interferem na participação. Este estudo observacional transversal de caráter exploratório será desenvolvido em Belo Horizonte/MG, tendo como participantes 180 cuidadores de crianças e adolescentes com desenvolvimento típico (6 a 17 anos). O instrumento para coleta de dados será o (Participation and Environment for Children and Youth (PEM-CY). Os participantes serão alocados em oito grupos estratificados de acordo com o sexo e idade dos filhos(de 6 a 17 anos)e nível econômico da família. Será feita análise descritiva da amostra.Em caso de distribuição normal dos dados, a análise inferencial será realizada em três níveis. Inicialmente, teste MANOVA será usado para comparar os três fatores independentes (grupo etário, sexo e nível socioeconômico da família) nos três contextos (casa, escola, comunidade).No caso de significância estatística nos fatores individuais e/ou interações testadas na MANOVA, em um segundo nível de análise, testes de Anova fatorial com três fatores independentes (grupo etário, sexo e nível socioeconômico da família) serão utilizados para testar o efeito de cada fator e das interações na participação. Por fim, quando forem encontrados efeitos significativos nas Anovas, testes post hoc Tukey serão aplicados para identificar diferenças bivariadas. Caso a distribuição não seja normal, testes correspondentes não-paramétricos serão utilizados.
  • Universidade Federal de Minas Gerais - MG - Brasil
  • 01/06/2017-31/05/2020
Foto de perfil

Adriana de Souza Caroci

Ciências da Saúde

Enfermagem
  • clinical trial on the use of glue surgical to repair episiotomies and perineal lacerations
  • Objetivo: Avaliar a eficácia de uma cola cirúrgica no reparo da episiotomia e das lacerações perineais de segundo grau no parto normal desde o nascimento até 8 meses de pós-parto; Método: Ensaio clínico controlado e randomizado, comparando o uso da cola cirúrgica GLUBRAN-2® com o uso de sutura com fio Vicryl® de rápida absorção no reparo perineal no parto normal, em 70 mulheres que foram submetidas a episiotomia ou que tiveram lacerações perineais espontâneas de segundo grau, no município de Itapecerica da Serra, São Paulo. A amostra será constituída de forma a detectar uma diferença mínima significativa de 2 pontos no escore de dor entre os dois métodos de reparo perineal. Para tanto, será considerado, a priori, um desvio padrão residual igual a 3 pontos, erro alfa de 5% e poder do teste de 80%, o que resulta em uma amostra mínima de 35 parturientes, em cada grupo. Os dados serão coletados em 6 etapas diferentes entre os meses de agosto 2016 a julho de 2017. O projeto foi aprovado pelo Comitê de Ética em Pesquisa da Escola de Artes, Ciências e Humanidades da Universidade de São Paulo. Resultados esperados: Considerando que os resultados do estudo sejam similares aos estudos referentes ao uso da cola cirúrgica como substituta da sutura em diversas cirurgias, espera-se evidenciar que esse método seja também viável para o reparo do períneo, trazendo benefícios às mulheres como: diminuição da ocorrência e intensidade da dor e desconforto perineal em comparação com a técnica de sutura com fio, menor índice de infecção perineal no pós-parto, maior praticidade e menor tempo de realização do procedimento para os profissionais que atendem ao parto e maior satisfação para a mulher.
  • Universidade de São Paulo - SP - Brasil
  • 01/06/2017-31/05/2020
Foto de perfil

Adriana de Souza Medeiros Batista

Engenharias

Engenharia Nuclear
  • produção de micropartículas magnéticas de poliestireno-co-divinilbenzeno/magnetita para aplicação na captura de contaminantes radioativos
  • Muitos processos de separação de misturas e retirada de poluentes orgânicos em matrizes ambientais são baseados no fenômeno de adsorção em adsorventes poliméricos. As microbolas adsorventes poliméricas são amplamente empregadas como resinas de troca iônica, colunas cromatográficas, suportes catalíticos, em síntese orgânica em fase sólida e extração em fase sólida, entre outros. Os adsorventes poliméricos devem ter boa estabilidade mecânica e química, devem permitir um rápido processo cinético para se desenvolver, e elevada capacidade de adsorção. Materiais adsorventes poliméricos magnéticos têm algumas vantagens sobre os outros já existentes, tais como, os problemas associados com a presença de poros longos e estreitos são diminuídos, isso porque uma cinética de transferência de massa mais rápida pode ser conseguida em decorrência da camada polimérica muito fina só permitir que pequenos poros sejam criados. Além disso, a possibilidade de manuseio seletivo com uso de campo magnético. A presente proposta de trabalho prevê a preparação de micropartículas poliméricas magnéticas de poliestireno-co-divinilbenzeno e carga de magnetita com diferentes funcionalizações e sua caracterização para uso na captura de contaminantes em meio ambiental, em especial, contaminantes radioativos naturais, como urânio, chumbo, polônio e rádio. Pretende contribuir na remediação de ambientes contaminados por radiação, considerando a abundância destes minerais no Brasil, seu potencial de comercialização e uso, os problemas ambientais da desativação de minas e controle da mina ativa em Caetité, Bahia. Observa a necessidade de extração dos radionuclídeos em consideração às diferentes especiações presentes em função do processo de lixiviação e drenagem ácida.
  • Universidade Federal de Minas Gerais - MG - Brasil
  • 18/02/2019-28/02/2022
Foto de perfil

Adriana Duarte Leon

Ciências Humanas

Educação
  • a difusão de uma educação técnico profissional
  • O presente trabalho pretende analisar as estratégias de atuação estabelecidas por meio da imprensa dos Círculos Operários em prol da consolidação de um ideário de educação técnico-profissional na região sul do Rio Grande do Sul, na década de 1930. A pesquisa discute este tema no contexto do Getulismo, quando se constituiu o Estado Novo, que estabeleceu importantes relações com a Igreja e promoveu o ensino técnico-profissional para a classe trabalhadora. Este estudo se localiza no campo da História da Educação e problematiza questões referentes à consolidação de uma identidade para a educação Técnico-profissional em diálogo com a educação católica e com a educação municipal de Pelotas. A investigação será realizada a partir da análise do jornal O Trabalho, publicado em Pelotas, cuja fonte já está identificada e será digitalizada para pesquisa.
  • Instituto Federal Sul-Rio-Grandense - RS - Brasil
  • 18/02/2019-28/02/2022
Foto de perfil

Adriana Ferreira Uchôa

Outra

Biomedicina
  • prospecção extratos bioativos de sementes de plantas encontradas no bioma da caatinga no controle do aedes aegypti e aedes albopictus.
  • Não obstante serem os vetores da mais importante arbovirose da atualidade, a dengue, os mosquitos Aedes aegypti e o A. albopictus têm sido recentemente reconhecidos como vetores da febre do chikungunya e febre zika. Como não há vacina para prevenir a infecção e nem drogas específicas para combater os vírus, o controle do vetor é a solução mais comumente disponível para reduzir a morbidade dessas enfermidades nas áreas endêmicas. No Brasil o uso de inseticidas químicos não tem conseguido prevenir o surgimento de epidemias e produtos oriundos de plantas têm sido apontados como promissores no controle desse inseto. Recentemente um trabalho de bioprospecção do nosso grupo investigou a atividade de 21 extratos brutos de sementes de plantas da Caatinga contra o A. aegypti e verificou-se que todos os extratos apresentaram atividade larvicida, com destaque para os extratos de Myracrodruon urundeuva, A. cearenses, Enterolobium contortisiliquum, Erythrina velutina, Piptadenia viridiflora e Mimosa regnellii. A caracterização parcial desses extratos revelou considerável atividade inibitória para as proteases serínicas. Adicionalmente a adição dos extratos brutos de A. cearenses e E. contortisiliquum nas ovitrampas foi capaz de atrair as fêmeas do inseto para a postura dos ovos. Dessa forma o presente projeto objetiva ampliar a investigação e caracterização dos extratos brutos de sementes de plantas da Caatinga agora com a avaliação de seu potencial no controle de A. albopictus, realizar ensaios em semicampo e campo com os EB de M. urundeuva, Amburana cearenses, E. contortisiliquum, E velutina, P. viridiflora e M. regnellii, verificar se a utilização de ovitrampras contendo extratos brutos de A. cearenses e E. contortisiliquum é capaz de atuar como armadilha para captura de ovos em bairros de elevada infestação predial, investigar in vivo e in vitro a atividade inibitória desses extratos de sementes de plantas na atividade proteolíticas das larvas de A. aegypti e A. albopictus e isolar os inibidores de proteases potencialmente envolvidos na atividade bioinseticida.
  • Universidade Federal do Rio Grande do Norte - RN - Brasil
  • 01/06/2017-31/05/2020
Foto de perfil

Adriana Flach

Ciências Exatas e da Terra

Química
  • composição química e atividade biológicas de própolis
  • Própolis é um material resinoso elaborado pelas abelhas a partir de resinas coletadas de plantas e é utilizada na colônia para proteger o ninho. Sua constituição química é bastante variada e depende entre outros fatores da espécie de abelha e da flora da região o que a torna uma fonte diversificada para exploração de perfil químico e atividade biológica. Por esse motivo o presente trabalho tem como objetivo caracterizar e isolar marcadores, além de determinar do potencial biológico de própolis produzida no extremo norte do Brasil. Para essa finalidade, inicialmente serão selecionadas abelhas produtoras de própolis, coletadas amostras que serão extraídas para obter voláteis, assim como serão extraídas com diferentes solventes extratores. Os extratos e voláteis serão submetidos à atividade antioxidante e antimicrobiana para determinar os extratos mais ativos. Os extratos ativos serão fracionados e caracterizados quimicamente buscando identificar moléculas bioativas.
  • Universidade Federal de Roraima - RR - Brasil
  • 18/02/2019-28/02/2022
Foto de perfil

Adriana Frohlich Mercadante

Ciências Biológicas

Bioquímica
  • investigação do papel de stub1/chip na modulação da estabilidade da proteína prion celular e suas implicações fisiopatológicas
  • A proteína prion celular (PrPC) é uma glicoproteína ancorada na superfície celular por glicosil-fosfatidil-inositol (GPI), presente em vários tecidos e tipos celulares, sobretudo no sistema nervoso central. Alterações estruturais em PrPC dão origem a uma isoforma insolúvel, de conformação alterada e resistente a proteases, conhecida como Scrapie (PrPSc). Esta última é responsável pelas encefalopatias espongiformes transmissíveis (TSEs), doenças neurodegenerativas fatais que afetam tanto humanos quanto outros animais. Apesar de PrPC ser conservada entre várias espécies, só recentemente a função fisiológica dessa proteína começou a ser elucidada. Estudos indicam que PrPC está envolvido em vários processos, tais como neuritogênese, neuroproteção, adesão celular, regulação da função sináptica, olfato, entre outros. Em um projeto anterior do nosso grupo, foi identificada uma interação específica entre PrPC e Stub1 (STIP1 homology and U-Box containing protein 1). Stub1, também conhecida como CHIP (C-terminus of HSC70-interacting protein), é uma proteína citoplasmática que funciona como uma co-chaperona e apresenta atividade ubiquitina E3-ligase e, portanto, realiza a triagem de proteínas para o dobramento ou degradação, participando no controle de qualidade destas moléculas. Estudos mostraram o envolvimento de Stub1/CHIP em doenças neurodegenerativas relacionadas ao dobramento incorreto de proteínas e formação de agregados insolúveis. Como as doenças causadas por prions também são caracterizadas por alterações de dobramento e agregação de proteínas, é lógico supor que PrPC seja um substrato para Stub1/CHIP. Dessa forma, o presente projeto tem como objetivo principal a investigação do papel de Stub1/CHIP na estabilidade/degradação de PrPC. Para tanto, pretende-se caracterizar mais a fundo a interação identificada entre PrPC e Stub1/CHIP, através do mapeamento dos sítios de ligação nas duas moléculas, e da identificação de outras proteínas participantes do complexo. A atividade de Stub1/CHIP na regulação da degradação de PrPC também será avaliada, bem como as vias envolvidas nesses processos. Se a conversão de PrPC para PrPSc depender desse controle de qualidade, Stub1/CHIP apresenta-se como um alvo potencial para abordagens terapêuticas nas doenças causadas por prions. Portanto, outra abordagem deste projeto será a investigação de Stub1/CHIP na degradação ou na estabilidade de PrPC mutantes, com mutações correspondentes às doenças causadas por príons e que apresentam maior probabilidade de adquirir a conformação alterada, semelhante à PrPSc. Formas de PrP citosólicas (cytPrP) também foram descritas tanto em linhagens celulares, quanto em neurônios de determinadas regiões cerebrais e podem ser originadas por falhas no controle qualidade de PrP. A ação de Stub1/CHIP também será avaliada sobre cytPrP. Evidências indicam que cytPrP é tóxico para determinados tipos celulares e, assim, através de ensaios de viabilidade celular, pretendemos avaliar se o aumento ou a diminuição da expressão de Stub1/CHIP pode modular esses efeitos tóxicos. Além disso, Stub1/CHIP é homóloga à proteína STI1 (stress-inducible protein 1). STI1 é uma co-chaperona e um ligante bem estabelecido de PrPC. Dessa forma, a participação da proteína STI1 nos mecanismos relacionados à interação PrPC-Stub1/CHIP também será estudada no projeto em questão. O presente trabalho ajudará a esclarecer o mecanismo de controle de qualidade de PrPC e, portanto, poderá auxiliar no desenvolvimento racional de terapias para doenças causadas por prions.
  • Universidade Federal do Paraná - PR - Brasil
  • 01/06/2017-31/05/2020
Foto de perfil

Adriana Garcia Gonçalves

Ciências Humanas

Educação
  • desafios e possibilidades para continuidade da escolarização de estudantes com doença crônica e/ou deficiência com comorbidade em municípios do interior do estado de são paulo
  • Nos últimos vinte anos, houve a criação de importantes leis para a proteção e a manutenção dos direitos da infância e da juventude, com ênfase à educação e à saúde. Ressalta-se o Atendimento Educacional Especializado contemplando as necessidades da escolarização da pessoa com deficiência em ambiente escolar, hospitalar ou domiciliar, para estudantes em afastamento de saúde e ausentes da escola. Entretanto, constata-se que as necessidades educativas dos estudantes com doenças crônicas não têm sido contempladas, muitas vezes pelo desconhecimento da equipe escolar em lidar com a condição desses estudantes, que têm alterado seu estado biológico, além de suas dimensões educativas, emocionais, psíquicas e sociais. Diante disso, a pesquisa objetiva investigar como vem acontecendo a escolarização de estudantes com doença crônica e/ou deficiências com comorbidades e propor ações compartilhadas para continuidade do processo de escolarização desses alunos em rede de colaboração. O Método será composto por três etapas, sendo a primeira o mapeamento dos estudantes com doença crônica e/ou deficiências com comorbidades junto à Diretoria Regional de Saúde - DRS. A segunda etapa será a aplicação de roteiro de entrevista junto aos gestores da divisão de Educação Especial dos Sistemas de Ensino, aos diretores de escola e aos professores de sala regular e/ou do Atendimento Educacional Especializado que tenham vivenciado a experiência de atuar com alunos com doenças crônicas e/ou deficiências com comorbidades. Na terceira etapa, será organizada uma cartilha contendo informações sobre as doenças crônicas e/ou deficiências com comorbidades mais comuns entre os estudantes das escolas dos municípios de abrangência. Os dados serão analisados por etapa e organizados em planilhas e categorias temáticas. Espera-se contribuir com esse campo do conhecimento científico e com inovação ao propor o mapeamento dos estudantes com doenças crônicas e/ou deficiências com comorbidades e a disponibilização de material informativo, para subsidiar a atuação da equipe escolar junto aos estudantes com aquelas condições.
  • Universidade Federal de São Carlos - SP - Brasil
  • 18/02/2019-28/02/2022
Foto de perfil

Adriana Gibara Guimarães

Ciências Biológicas

Biotecnologia
  • desenvolvimento biotecnológico de nanocápsulas contendo α-terpineol como estratégia terapêutica para a dor oncológica e dor neuropática induzida por quimioterápico
  • A dor é um dos sintomas mais prevalentes e angustiantes vividos por pacientes com câncer, acometendo 75 a 90% dos portadores da doença no estágio avançado (XIA et al., 2013). A dor associada ao câncer é gerada e mantida por um ou mais dos seguintes mecanismos anatômicos: compressão de tecidos ou de nervos periféricos, oclusão vascular, infiltração e metástase do tumor. Além disso, os pacientes também experimentam dor causada pelas terapias destinadas ao tratamento do próprio câncer, como radioterapia, quimioterapia ou procedimentos cirúrgicos (KUMAR, 2011). Outro fator que dificulta o tratamento da dor oncológica é sua neurobiologia complexa e multifatorial. Além de células cancerosas, os tumores apresentam vasos sanguíneos e células do sistema imunológico, tais como macrófagos, neutrófilos e células T. Estas secretam vários fatores capazes de sensibilizar ou excitar diretamente os neurônios aferentes primários, e incluem prostaglandinas, fator de necrose tumoral-α (TNF-α), endotelinas, fator de crescimento tranformador β (TGF-β), interleucina-1 e 6, ATP, bradicinina, os quais ativam e sensibilizam intensamente os neurônios sensoriais. Este mecanismo gera alterações neuroquímicas no SNC, que resultam no aumento dos níveis extracelulares deste neurotransmissor excitatório e concomitante excitotoxicidade do SNC e aumento da regulação da dinorfina, peptídeo pró-hiperalgésico da família opioide (MANTYH et al., 2002; SCHMIDT et al., 2010). A dor neuropática induzida por quimioterapia corresponde a mais comum complicação neurológica do tratamento de câncer e acomete cerca de 90% dos pacientes com câncer tratados com quimioterápico. O desenvolvimento da neuropatia é a razão mais comum para alterar um regime de quimioterapia, quer através da diminuição da dose e frequência ou por seleção de um agente terapêutico diferente, o que pode prejudicar o tratamento do câncer (KIM; DOUGHERTY; ABDI, 2015). Os taxanos, como o paclitaxel, são quimioterápicos fundamentais para o tratamento do câncer de mama e outros tumores sólidos, e funcionam como inibidores do fuso mitótico (PARVATHY; MASOCHA, 2013). No entanto, essa droga antineoplásica produz neurotoxicidade periférica, com dormência, formigamento, dor ardente e alodinia ao frio. Atualmente, não há tratamentos eficazes para prevenir ou minimizar esse tipo de dor, sendo crescente a busca de novas opções terapêuticas através da utilização de modelos experimentais (NIETO et al., 2008). Na fisiopatologia da dor neuropática induzida por quimioterápicos, citocinas inflamatórias como TNF-α e IL-1β foram referidas como estando envolvida no desenvolvimento e manutenção da neuropatia (ZHANG; AN, 2007). Deste modo, os produtos naturais e seus metabolitos secundários, constituem uma importante fonte de compostos bioativos, com significante atividade terapêutica (Atanasov et al., 2015; Newman e Cragg, 2016). Nesse contexto, os óleos essenciais apresentam em sua composição, ampla variedade de substâncias bioativas, como monoterpenos, que compõem cerca de 90% desses óleos e são detentores de múltiplas propriedades farmacológicas (Guimarães et al., 2013; Kozioł et al., 2014). Dentre esses monoterpenos, o α-terpineol (TP), encontrado no óleo essencial de diversas espécies pertencentes ao gênero Eucalyptus (DAGNE et al., 2000), apresenta efeito antinociceptivo mediado por mecanismos periféricos devido a sua capacidade de inibir a enzima cicloxigenase e a produção de mediadores e citocinas inflamatórias como prostaglandina E2 (PGE2), Interleucina-1β (IL-1β) e fator nuclear kappa B (NfkB) (GOUVEIA et al., 2018; HASSAN et al., 2010; HELD; SCHIEBERLE; SOMOZA, 2007; KAWATA; KAMEDA; MIYAZAWA, 2008; KHALIL et al., 2004; OLIVEIRA et al., 2012; QUINTANS JÚNIOR et al., 2011). Em contrapartida, a elevada lipofilicidade e a limitada farmacocinética apresentada pelo TP requer o emprego de nanotecnologias, com o objetivo de melhorar as propriedades físico-químicas, a biodisponibilidade e aumentar os seus efeitos biológicas sistêmicas (Bilia et al., 2014). Nesse sentido, os sistemas carreadores, que direcionam e controlam a liberação de fármacos, apresentam-se como veículos promissores para a administração desse monoterpeno por diferentes vias. Dentre estes sistemas carreadores, as nanocápsulas poliméricas lipídicas (LNCs) têm sido amplamente usadas como estratégias inovadoras visando melhorar a eficácia dos tratamentos anti-inflamatórios e analgésicos, visto que aumentam a concentração de fármacos de forma seletiva no local da lesão (Clemente-Napimoga et al., 2012; Villalba et al., 2014). Desta forma, considerando as consequências que o câncer e o uso de quimioterápicos podem causar à vida dos pacientes com dor crônica e a ausência de estudos experimentais com o uso do TP em nanocápsulas (TP-LNCs) em modelos de dor oncológica e neuropática, este projeto visa avaliar o efeito do TP-LNCs sobre as respostas nociceptivas induzidas pelo sarcoma 180 (S180) e por paclitaxel em roedores. Para tanto, serão utilizados camundongos Swiss machos, os quais serão tratados com as TP-LNCs após a indução do tumor ou da neuropatia induzida por paclitaxel. Os animais serão avaliando quanto à nocicepção, hiperalgesia mecânica (von Frey) e térmica (placa quente, acetona). Após as avaliações comportamentais, os animais serão eutanasiados para avaliação dos mecanismos envolvidos no efeito observado por análise histopatológica, Elisa, imunofluorescência e avaliação de enzimas antioxidantes. O desenvolvimento deste projeto possibilitará a publicação de artigos científicos em periódicos internacionais indexados pelo Qualis da CAPES, depósito de patente junto ao INPI, formação de recursos humanos, contribuindo para o desenvolvimento da Ciência e Tecnologia Nacional e Regional, além de contribuir cientificamente para o estudo farmacológico e tecnológico dos monoterpenos e fornecer evidências para possíveis aplicações futuras.
  • Universidade Federal de Sergipe - SE - Brasil
  • 18/02/2019-28/02/2022
Foto de perfil

Adriana Gomes Nogueira Ferreira

Ciências da Saúde

Enfermagem
  • tecnologia educativa como intervenção de cuidado no manejo das dificuldades vivenciadas na amamentação
  • Apesar dos estudos e estratégias existentes acerca do aleitamento materno, observa-se que a adesão à prática no Brasil ainda está inferior às recomendações da Organização Mundial de Saúde (OMS) e que diferentes aspectos como socioeconômicos, culturais, associados à qualidade da informação recebida pelos profissionais de saúde durante o pré-natal e puerperio e os problemas e dificuldades decorrentes da amamentação são alguns dos fatores que influenciam a manutenção desta prática. Neste contexto diferentes estratégias educativas têm sido desenvolvidas e validadas, tais como: álbum seriado, iconografia 3d, rádio, telefone, literatura de cordel, websites e simuladores realísticos de baixa fidelidade. No entanto com a popularização da internet e do uso de equipamentos móveis, acredita-se que o desenvolvimento de uma tecnologia educativa na modalidade de software aplicativo poderá auxiliar puerperas no enfrentamento das dificuldades vivenciadas durante a amamentação de modo a fortalecer esta prática e melhorar a saúde da criança, da mãe e família, bem como os indicadores relacionados ao aleitamento materno. Assim, objetivou-se disponibilizar um software aplicativo sobre as dificuldades na amamentação. O estudo será realizado em quatro etapas, a saber: a) construção teórica, momento em que será realizada revisão integrativa e construído o estado da arte relacionada à temática; b) etapa exploratória, descritiva com abordagem qualitativa a partir da realização de entrevista semiestruturada com puerperas acerca do conhecimento dos problemas vivenciados na amamentação e expectativas quanto à tecnologia educativa a ser construída; c) etapa caracterizada pelo desenvolvimento do protótipo do software aplicativo, denominada estudo metodológico e desenvolvimento, e de validação, por meio do qual será desenvolvido o software aplicativo fundamentado nas etapas anteriores e validação de conteúdo realizada por juízes e público-alvo, além da avaliação da usabilidade realizada pelos juízes em computação; e d) nesta etapa será realizado estudo quase-experimental, para verificar as contribuições da tecnologia educativa desenvolvida pele público alvo, serão selecionadas participantes para o grupo controle e grupo intervenção, na qual a intervenção será o acesso ao conteúdo do aplicativo. Os sujeitos do estudo serão puerperas que buscam o banco de Leite Humano do Hospital Universitário da Universidade Federal do Maranhão com queixas na amamentação, juízes especialistas em conteúdo e computação. Para a coleta de dados qualitativos serão utilizadas roteiro de entrevista semi-estrutrada e registro em diário de campo e para os dados quantitativos, questionário de caracterização dos participantes e de validação, Heurística de Nielsen, e aplicação de pré e pós-testes serão necessários. Os dados qualitativos das entrevistas serão processadas pelo software webQDA. já os dados quantitativos serão analisados por meio do software Statistical Package for the Social Sciences (SPSS), versão 20.0 for windows, apresentados em tabelas, com frequências absolutas e percentuais. Será feita a análise de concordância entre os juízes e puerperas na etapa de validação por meio do coeficiente de concordância de Kappa e o Indice de Validade de Conteúdo (IVC) que serão considerados adequados quando os índices alcançarem valores iguais ou superiores a 0.80. O estudo será submetido à apreciação do Comitê de Ética em Pesquisa (CEP) da Universidade Federal do Maranhão, por meio da Plataforma Brasil, onde só terá início após a aprovação, respeitando-se os aspectos éticos que envolvem pesquisa com seres humanos. Espera-se que o aplicativo desenvolvido apresente conteúdo de qualidade, atrativo e usabilidade favorável favorecendo as puerperas informações suficientes para auxiliá-las nos momentos em que apresentarem problemas na amamentação.
  • Universidade Federal do Maranhão - MA - Brasil
  • 18/02/2019-28/02/2022
Foto de perfil

Adriana Luchs

Ciências da Saúde

Saúde Coletiva
  • monitoramento e caracterização molecular das infecções causadas por adenovirus entérico 40/41 associados à gastroenterite aguda nas eras pré e pós vacinação universal contra o rotavírus
  • A gastroenterite aguda é uma doença comum que infecta crianças em todo o mundo. Geralmente, é causada por agentes virais, inlcuindo rotavírus (RVA), adenovírus entérico (AdV) e norovírus (NoV). Após a introdução da vacina contra RVA no Programa Nacional de Imunização em 2006 foi observada uma diminuição na circulação desse vírus. Atualmente, relata-se um aumento na frequência de detecção de outros vírus entéricos (i.e. NoV e AdV) associada à introdução vacinal. Os AdV entéricos 40 e 41 (AdV 40/41), únicos membros da espécie F, são os mais comumente associados à infecção gastrointestinal. Na era pós-vacinal, os AdV humanos entéricos são considerados como a 3ª causa de diarreia com relevância clínica em crianças. No Brasil, pouco se sabe sobre a incidência do AdV 40/41 em associação com quadros de diarreia. O presente projeto se propõe a determinar a frequência das infecções causadas por AdV 40/41 em crianças, adultos e idosos com gastroenterite aguda. Os dados epidemiológicos dos pacientes e a sazonalidade das infecções causadas por AdV 40/41 também serão avaliados, focando principalmente no impacto da infecção por AdV 40/41 na etiologia das gastroenterites virais antes e após a introdução da vacina contra o RVA (1998-2015) no Brasil em crianças menores de 5 anos. Esse é um estudo retrospectivo que será conduzido com um total de 11424 amostras fecais (negativas para RVA e NoV) provenientes da vigilância nacional dos RVA, Núcleo de Doenças Entéricas, Instituto Adolfo Lutz, São Paulo, Brasil, coletadas entre os anos de 1998 e 2015. As amostras serão testadas para AdV humano por ensaio imunoenzimático comercial (ELISA) e confirmadas para AdV entérico 40/41 pela reação em cadeia da polimerase (PCR). A sorotipagem para Adv 40 ou AdV 41 será realizada por sequenciamento gênico. Um total de 10% das amostras positvas para AdV 40 e 41 serão selecionadas (cepas representativas) para a realização da análise filogenética, considerando todo o período de estudo. Amostras positivas para AdV no ELISA, mas negativas na PCR para AdV 40/41 serão submetidas a reação de PCR e sequenciamento para identificação da espécie (A-F) e sorotipo, visando identificar outros AdV humanos associados à doença diarreica. Este é um estudo pioneiro no país, o qual visa determinar a frequência dos AdV 40/41 associados a gastroenterite aguda no Brasil no decorrer de um longo de período de tempo (1998-2015). Os dados obtidos com o presente estudo proposto irão contribuir para o melhor entendimento sobre o papel dos AdV 40/41 nos quadros de gastroenterite aguda no país, em particular nas regiões Sul, Sudeste e Centro-Oeste, principalmente após a introdução da vacinação contra RVA. A presente investigação também irá auxiliar no planejamento de estratégias de controle da doença diarreica no país, assim como para medidas terapêuticas e na investigação de surtos, principalmente em crianças menores de 5 anos. Em adição, os conhecidos adquiridos com a epidemiologia molecular dos AdV 40/41 poderá contribuir para o desenvolvimento de futuras vacinas.
  • Instituto Adolfo Lutz - SP - Brasil
  • 01/06/2017-31/05/2020
Foto de perfil

Adriana Madeira Alvares da Silva

Ciências Biológicas

Biotecnologia
  • avaliação do estilo de vida na metilação dos genes bdnf e nr3c1
  • A epigenética é reconhecida como a resposta do indivíduo ao ambiente no sentido de adaptação por meio da expressão diferencial de genes, ou seja, são modificações que afetam a expressão gênica decorrentes de alterações como metilação e acetilação das caudas de histonas e metilação do DNA, que acabam por aumentar ou reduzir a expressão gênica. Alterações na metilação do DNA têm sido sugeridas como possíveis moduladoras da saúde a longo prazo em resposta a eventos ambientais estressores e que podem ser passadas para as gerações futuras. Os hábitos e o estilo de vida são reconhecidos como importantes na determinação de doenças e uma das possíveis vias é a ocorrência de eventos epigenéticos. Estudos têm mostrado que o consumo de álcool e tabaco pode influenciar no grau de metilação do DNA genômico global, porém sem ainda consenso e sem uma relação dose-resposta na alteração epigenética. Doenças psiquiátricas como o estresse, ansiedade e depressão são reconhecidas hoje como associadas à metilação de regiões gênicas do DNA e desregulação do eixo Hipotálamo-Pituitária-Adrenal (HPA), principal sistema neuroendócrino que controla a reatividade ao estresse e a produção de glicocorticóides. O gene NR3C1 é o responsável pela expressão do Receptor de Glicocorticoide (GR) e sua expressão pode ser alterada pela metilação em sua região promotora. O Fator Neurotrófico Derivado do Cérebro (BDNF), envolvidos no desenvolvimento do cérebro e neuroplasticidade, é responsável pela manutenção da integridade neuronal e neuroplasticidade, e sua metilação também tem sido associada ao risco de desenvolvimento de transtornos psiquiátricos. No entanto, dados sobre metilação dos genes BDNF, NR3C1 e desregulação do eixo HPA associados ao estilo de vida envolvendo tabagismo e etilismo e suas possíveis associações com transtornos psiquiátricos e ainda são escassos. Considerando que o estudo da regulação epigenética auxilia na compreensão do comportamento fisiológico, bem como a etiologia dessas doenças consideradas limitantes, complexas e multifatoriais, este projeto pretende investigar nas populações usuárias do Sistema Único de Saúde, a influência do hábito tabagista e etilista na metilação dos genes BDNF e NR3C1, nas alterações dos níveis de cortisol sérico e no aparecimento de doenças, em especial de doenças psiquiátricas como a depressão, ansiedade e estresse. A proposta busca ainda uma relação dose-resposta e o desfecho de um padrão de metilação dos genes BDNF e NR3C1 em resposta ao habito tabagista e etilista com aspecto inovador em pesquisa, uma vez que trabalhos desta natureza são ainda bastante escassos, sugerindo desta forma o uso dessa marca epigenética como possível biomarcador para doenças psiquiátricas. O presente estudo traz o possível uso destas estratégias biotecnológicas na localização de marcadores de estilo de vida, na melhor compreensão, prevenção, diagnóstico e tratamento de doenças.
  • Universidade Federal do Espírito Santo - ES - Brasil
  • 18/02/2019-28/02/2022
Foto de perfil

Adriana Malheiro Alle Marie

Ciências Biológicas

Imunologia
  • identificação e seleção de pepitídeos miméticos reativos aos soros de pacientes hcv+ e sua influência no desenvolvimento da fibrose hepática in vitro
  • A hepatite C é um problema de saúde pública que afeta mais de 185 milhões de pessoas no mundo. É uma doença de prognóstico muito variável que pode evoluir para cura ou para o desenvolvimento de hepatite C crônica, cirrose hepática, carcinoma hepatocelular e morte. Apesar da elevada sensibilidade e especificidade dos métodos de triagem para o vírus da Hepatite C, há uma grande necessidade de desenvolver marcadores que sejam capazes de predizer cronificação da doença, com percentuais aceitáveis de sensibilidade e especificidade. A identificação de novos epítopos de superfície e seu mimotopos é de grande valia para o desenvolvimento de plataformas nanotecnológicas que poderão ser utilizadas como novas estratégias de diagnóstico rápido e específico, para esta e outras patologias em populações de risco. A tecnologia de Phage Display tem sido proposta como uma das ferramentas promissoras para desenvolver novos testes de diagnóstico em virtude da capacidade de interagir com biomoléculas, além de poder gerar produtos que atendem as exigências dos laboratórios clínicos com relação custo-eficácia. Essa proposta tem por objetivos: a) Selecionar e identificar peptídeos miméticos reativos a soros de pacientes HCV + com fibrose hepática; b) Sequenciar os clones isolados e realizar análises de bioinformática; c) Descrever o perfil de citocinas envolvidas no desenvolvimento da fibrose em cultura de células mesenquimais e hepatócitos;d) Pré-validar os clones selecionados através de ensaios de Phage-ELISA utilizando proteínas totais de pacientes com fibrose hepática;e) Testar a capacidade de indução e proliferação de linfócitos por peptídeos miméticos. Um estudo piloto já foi iniciado pelo nosso grupo está sendo realizado na UFAM, em parceria com o HEMOAM, Instituição de referência para o estudo das doenças do sangue e Banco de Sangue do Estado do Amazonas, Universidade Federal do Pará e Universidade Federal de Uberlândia. Até o presente momento, verificou-se que os peptídeos miméticos reativos aos soros de pacientes HCV+ selecionados pela técnica Phage Display parecem ser promissores para a utilização em ensaios de diagnóstico em fibrose hepática.
  • Universidade Federal do Amazonas - AM - Brasil
  • 01/06/2017-31/05/2020
Foto de perfil

Adriana Maria Meneghetti

Ciências Exatas e da Terra

Química
  • leitura e experimentação com meninas
  • Este projeto atende a Chamada CNPq/MCTIC Nº31/2018. A proposta tem como título: Leitura e Experimentação com Meninas, e busca a realização de encontros com meninas para leitura de livros de biografia de cientistas ou livros de autoras mulheres, seguido de discussão do tema abordado, para em seguida realizarmos oficinas experimentais relacionadas ao tema. Também será criado a Leitura Itinerante, na qual as meninas serão as mediadoras em espaços de leitura em suas escolas e finalizando o áudio book, que consiste na leitura com gravação de capítulo relevante do livro. O projeto Leitura e Experimentação com Meninas consistirá de cinco etapas: leitura e discussão, oficinas experimentais investigativas, elaboração de material, retorno à comunidade e avaliação do projeto. As atividades serão desenvolvidas com a participação de 25 meninas de três colégios e escolas estaduais do município de Santa Helena, PR em conjunto com a Universidade Tecnológica Federal do Paraná, Campus Santa Helena. Com isso espera-se a integração entre a comunidade escolar, a difusão das ciências exatas para meninas, pois as escolas terão acesso às obras trabalhadas pelas meninas. As meninas inseridas direta ou indiretamente terão a oportunidade de percepção enquanto meninas empoderadas, com capacidade sim para manter-se em cursos de ciências exatas, e o projeto surge para estabelecer uma relação de desenvolvimento científico entre as meninas. Elas irão entender que são capazes, ao descobrir que várias cientistas passaram por dificuldades, preconceito, tentativas de suborno, e mesmo assim não desistiram de investigar, fazer descobertas que mudaram o mundo. Busca-se no projeto a afirmação, valorização, promoção de capacidades e ampliação da voz das meninas.
  • Universidade Tecnológica Federal do Paraná - PR - Brasil
  • 01/12/2018-31/05/2020
Foto de perfil

Adriana Maria Meneghetti

Tecnologias

Tecnologia da Informação e Comunicação
  • ii integra ciência – feira de ciências e mostra científica
  • Este projeto atende a Chamada CNPq/MCTIC Nº11/2019 e tem como título: II Integra Ciência – Feira de Ciências e Mostra Científica, e busca a elaboração e realização de uma Feira de Ciências e Mostra Científica, na cidade de Santa Helena, PR. O II Integra Ciência - Feira de Ciências e Mostra Científica ocorrerá em duas etapas, denominadas etapa escolar e etapa universidade. Inicialmente para que ocorra a etapa escolar, os professores das escolas participantes, da educação básica (fundamental e médio) receberão formação, objetivando aporte teórico e prático, pois serão além de disseminadores da ideia os multiplicadores, juntamente com a equipe da universidade, para que seus alunos possam desenvolver atividades científicas relacionadas ao conteúdo ensinado, e os melhores trabalhos escolhidos pelos professores e coordenadores do projeto, participarão da Feira de Ciências e Mostra Científica, que será a chamada etapa universidade. A etapa universidade consiste na realização da feira, na UTFPR Campus Santa Helena, na qual os melhores trabalhos escolhidos nas escolas serão apresentados na forma de à comunidade, podendo ser na modalidade Experimental e Mostra Científica. Os nove melhores trabalhos, dos três níveis de ensino receberão premiação específica. O projeto visa integrar o conhecimento científico, aquele desenvolvido nas escolas e universidade, com o conhecimento popular, e divulgar a ciência e tecnologia para a comunidade. Também busca chamar a atenção para projetos desenvolvidos na área de Ciências Exatas, Engenharias e Computação e que seja desenvolvido somente por meninas como forma de incentivo para inserir mulheres na ciência. Espera-se a visibilidade juntos aos professores, alunos, bem como dos visitantes, e a oportunidade de construção de conhecimento de forma interdisciplinar, contextualizada e integrada com a comunidade local, que não possuía eventos dessa natureza e a oportunidade de transformá-lo em evento que entre no calendário escolar do município e também integrá-lo a universidade por meio da exposição de cursos da mesma.
  • Universidade Tecnológica Federal do Paraná - PR - Brasil
  • 07/01/2020-31/01/2021
Foto de perfil

Adriana Marotti de Mello

Ciências Sociais Aplicadas

Administração
  • redução de incerteza no fornecimento em cadeias de suprimento fechadas
  • Cadeias de suprimento diretas são aquelas que envolvem a movimentação de matérias primas e produtos desde os produtores até os consumidores finais. Já as cadeias reversas são aquelas que são iniciadas nos consumidores finais com fluxos de materiais em direção aos produtores, através do reprocessamento (reuso e/ou reparo, reforma, remanufatura e reciclagem) de produtos em final de vida útil, transformando-os em produtos novamente usáveis. Quando as cadeias diretas e reversas são integradas, elas formam a cadeia de suprimento de ciclo fechado (CSCF). O fechamento do ciclo produtivo pode trazer impactos positivos para o meio ambiente, através da redução da geração de resíduos e do consumo de matérias primas e energia. (Quariguasi Frota Neto, Walther, Bloemhof, Van Nunen, & Spengler, 2010; Zhao, Cao, Li, Wang, Liu, Li & Zhang,2018). Ainda que o tema esteja atraindo cada vez mais a atenção da academia, das empresas e do poder público nos últimos anos (e.g., Govindan, Soleimani & Kannan, 2015; Rudrajeet, 2017 ; Sandberg, Rudrajeet & Jukka, 2018), ainda não há um total entendimento sobre como implementar e gerenciar efetivamente esse tipo de cadeia de suprimentos. Tanto nas cadeias de suprimento diretas quanto nas fechadas, a estabilidade e previsibilidade no fornecimento de materiais são fundamentais para a sincronia e o funcionamento eficiente da cadeia. Nesse sentido, o presente projeto procura abordar esse relevante problema empírico – as ineficiências sistêmicas que ocorrem nas cadeias de suprimentos fechadas. Pretende-se estudar cadeias de suprimento fechadas, entendendo quais as causas de incertezas e instabilidades na demanda de resíduos e de produtos remanufaturados/reciclados, buscando discutir como as práticas de gestão de cadeia de suprimentos podem contribuir para a redução dessa incerteza e instabilidade. Ao estudar iniciativas de gestão em cadeias de suprimento fechadas em diferentes indústrias, tanto na Europa quanto no Brasil, pretende-se entender quais fatores podem ter impacto na transição para cadeias de suprimento fechadas e como diferentes atores podem auxiliar (ou prejudicar) essa transição. Os resultados pretendem contribuir para a teoria, e em especial para a teoria relacionada a Gestão de cadeias de suprimentos fechadas e economia circular (Govindan & Hasanagic, 2018, Braz et al, 2018, Homrich , Galvão , Abadia & Carvalho, 2018, Merli, Preziosi & Acampora, 2017) , para o desenvolvimento de metodologias de pesquisa na área e para a gestão de empresas do setor e para a proposição de políticas públicas.
  • Universidade de São Paulo - SP - Brasil
  • 18/02/2019-28/02/2022
Foto de perfil

Adriana Martini Martins

Outra

Divulgação Científica
  • cientistas formosas
  • As mulheres são sub representadas em carreiras científicas, e este fenômeno tem origens complexas e interdependentes. Este projeto tem como objetivo desenvolver atividades acadêmicas com meninas estudantes de um Colégio Estadual de Formosa (GO) a partir das séries finais do Ensino Fundamental. As atividades propostas consistem em ciclo de palestras com docentes do IFG-Formosa, para apresentação de suas pesquisas científicas e troca de experiências; exibição de filmes e posterior discussão da importância de mulheres cientistas; participação em eventos científicos promovidos pelo IFG e por Instituições da região de Formosa; atividades experimentais nos laboratórios do IFG, abordando conteúdos da Educação Básica e mulheres cientistas que contribuíram com estas temáticas; visitas técnicas a laboratórios de ciências em Instituições na região; aulas de reforço em disciplinas científicas, visando a participação das estudantes em Olimpíadas; oficinas de astronomia; oficinas de Informática Básica no laboratório do próprio Colégio. Pretende-se, com estas atividades, despertar o interesse das estudantes por carreiras científicas e integrar a comunidade escolar ao ambiente do IFG-Formosa.
  • Instituto Federal de Educação, Ciência e Tecnologia de Goiás - GO - Brasil
  • 01/12/2018-31/05/2020
Foto de perfil

Adriana Nunes Correia

Ciências Exatas e da Terra

Química
  • materiais nanoestruturados a partir de eletrólitos não aquosos baseados em cloreto de colina
  • Um dos maiores desafios para o desenvolvimento de materiais nanoestruturados para produção de dispositivos fotovoltaicos, bem como para redução de CO2, é a formação de filmes finos com certo ordenamento estrutural. Diferentes metodologias de produção/obtenção têm sido recentemente desenvolvidas. Uma das estratégias utilizadas nesta área é a utilização do processo de eletrodeposição, principalmente em função da possibilidade de obtenção de filmes finos em proporções estequiométricas com estrutura cristalina definida. Porém, este processo exige o controle de diferentes parâmetros, tais como pH do meio, proporção das espécies eletroativas a serem depositadas e, por vezes, a adição de aditivos. Apesar de diferentes metodologias já existentes, não há sequência metodológica eficaz para produção de filmes finos que preserve todas as propriedades físicas e químicas necessárias para aplicação em células solares e para redução de CO2. Na última década, diferentes procedimentos experimentais foram desenvolvidos, dentre eles a influência do substrato eletródico, a adição de aditivos, alteração do método de eletrodeposição, o que possibilitou a obtenção de filmes com propriedades até então desconhecidas. Recentemente, diferentes sistemas não aquosos constituídos por líquidos iônicos e/ou solventes eutéticos vêm sendo utilizados para obtenção de filmes finos estruturalmente ordenados que possibilitem o aumento da eficiência dos processos, porém há ausência na literatura de estudo sistemático com tal objetivo. Sendo assim, surge o desafio de estudar os processos de modificação e de caracterização superficial de materiais nanoestruturados obtidos a partir de revestimentos metálicos condutores, tais como Cu-In, Sn-Cu e Sn-In, empregando líquidos iônicos e/ou solventes eutéticos e tendo em mente os controles microestrutural e morfológico dos filmes finos formados, como catalisadores em processos de conversão de energia.
  • Universidade Federal do Ceará - CE - Brasil
  • 18/02/2019-28/02/2022
Foto de perfil

Adriana Oliveira Medeiros

Ciências Biológicas

Ecologia
  • decomposição de detritos foliares, mediada por hifomicetos aquáticos, em riachos de águas pretas situados na chapada diamantina, bahia, brasil
  • Um dos principais processos ecológicos ocorrentes em zonas ripárias, especialmente em córregos de cabeceiras, é a decomposição de matéria orgânica. A vegetação ripária que margeia estes córregos de baixa ordem apresenta um dossel fechado que limita a luminosidade que chega ao corpo d´água resultando em baixa capacidade de produtividade autotrófica nesse ecossistema. No entanto, ao mesmo tempo, a vegetação ripária fornece recurso energético essencial para a produtividade heterotrófica através do aporte de matéria orgânica direta e indiretamente. Essa matéria orgânica é representada pelas diversas partes da planta (como frutos, flores, galhos e folhas) e, geralmente, as folhas representam a fração mais abundante e, consequentemente, tornam-se a fonte nutricional principal para os córregos de cabeceira. Ao entrar no ecossistema aquático, as folhas são decompostas pela dissolução dos compostos solúveis em água e ação de micro-organismos e invertebrados decompositores. Dessa forma, os nutrientes foliares são mineralizados e disponibilizados para a cadeia trófica local e também transportados unidirecionalmente à jusante do corpo aquático, através da corrente da água e conectividade hidrológica fornecendo energia também para rios de maiores ordens. Dentre os organismos decompositores, os micro-organismos, representados principalmente por fungos e bactérias, são especialmente importantes para o processo de decomposição foliar por possuírem capacidade para decompor polissacarídeos e compostos polimétricos de difícil degradação além de participar do incremento nutricional e palatabilidade do material orgânico favorecendo a ação dos invertebrados decompositores. Dentre os fungos decompositores, o grupo dos hifomicetos aquáticos apresenta maior destaque pela alta frequência e abundância nas superfícies foliares que estão em processo de decomposição em córregos de baixa ordem. A atividade desses organismos pode ser influenciada por fatores abióticos refletindo na atuação durante o processamento do material foliar. Alguns estudos levando em consideração a decomposição foliar, em riachos de água preta, no Brasil mostraram que a taxa de decomposição é baixa e a comunidade de hifomicetos é pobre comparada com estudos realizados em riachos de águas claras. Os riachos de água preta apresentam pH baixo e baixas concentrações de nutrientes e, estas características são conhecidas por influenciarem a atividade dos hifomicetos. Assim, não sabemos se as baixas taxas de decomposição nestes sistemas são causadas por ação direta dos ácidos húmicos, o valor baixo do pH ou a falta de nutrientes. Esta é a pergunta a que pretendemos responder com este projeto. Este projeto enquadra-se na necessidade de conhecer vias de fluxo de energia nos ecossistemas aquáticos e que tem relevância para (a) o avanço nos nossos conhecimentos sobre funcionamento de ecossistemas e (b) a necessidade de produzir conhecimento base sobre o qual podem ser tomadas medidas de gestão ambiental.
  • Universidade Federal da Bahia - BA - Brasil
  • 01/06/2017-31/05/2020
Foto de perfil

Adriana Passarella Gerola

Ciências Exatas e da Terra

Química
  • catalisadores supramoleculares reativos e seletivos para reações de hidrólise
  • A catálise é reconhecida como um dos pilares para a química sustentável, e está presente em diversos processos tecnológicos importantes para a indústria nacional. Uma vez que a área de catálise é estratégica para o crescimento sustentável, a presente proposta tem por objetivo o desenvolvimento de enzimas artificiais baseadas na associação de macromoléculas funcionalizadas com grupos ativos e grupos alquilas de diferentes hidrofobicidades, visando a compartimentalização dos reagentes em regiões hidrofóbicas e aproximação ao sítio ativo. Os resultados devem permitir planejar enzimas artificiais eficientes, para reações de hidrólise de ésteres e amidas, visando aplicações na terapia genética, detoxificação química de alimentos contaminados por pesticidas, degradação de estoques de armas químicas, e biotecnologia na síntese de fármacos. Assim, a presente proposta envolverá o desenvolvimento de pesquisa de ponta na área de catálise supramolecular, contribuindo para o melhoramento da tecnologia nos setores acadêmico e industrial, sendo que os esforços da proposta estarão centrados na formação de recursos humanos altamente qualificados, e na divulgação dos resultados para sociedade e comunidade científica.
  • Universidade Federal de Santa Catarina - SC - Brasil
  • 18/02/2019-28/02/2022
Foto de perfil

Adriana Pereira Campos

Ciências Humanas

História
  • a produção jurídica espírito-santense no longo século xix: gêneros, problemas e teorias
  • Em projeto anterior e financiado por esta agência organizou-se banco de doutrinas jurídicas publicadas no Brasil do século XIX, que se encontra disponível digitalmente no endereço eletrônico: http://baseopiniodoctorum.ufes.br/. Ao lado das análises propostas para a investigação, curiosamente, notou-se expressiva produção jurídica espírito-santense ou com atuação de longa data no Espírito Santo. Dentre os 869 livros catalogados, há 23 obras de autoria de juristas do Espírito Santo e cinco livros editados em Vitória. É preciso salientar que a produção espírito-santense não se cinge apenas às obras catalogadas, pois a investigação usou como fontes os catálogos das bibliotecas do país, ou seja, obras ainda existentes. Em busca preliminar, notou-se que o José Marcellino Pereira de Vasconcellos, por exemplo, publicou ao longo de sua vida (1821-1874) 23 obras, enquanto Azambuja Suzano (1791-1873), sete livros. Parte dessas obras encontram-se fisicamente em bibliotecas de cursos de Direito dos Estados Unidos como Harvard e Yale. É preciso alertar que as publicações dos capixabas ocorriam em editoras do Rio de Janeiro ou até mesmo em Portugal, como foi o caso de Afonso Claudio de Freitas Rosa (1859-1934), primeiro presidente do Tribunal de Justiça do Estado do Espírito Santo. Em pesquisa de prospecção, observaram-se inúmeros juristas atuantes no Espírito Santo, seja como juízes, seja como professores, com relevante produção doutrinária como Cassiano Tavares Bastos (1844-189?), José Joaquim Bernardes Sobrinho (1885-19?), Carlos Xavier Paes Barreto (1881-195?), entre outros. Em face dessa descoberta, resolveu-se propor este projeto com o objetivo de discutir a natureza da produção intelectual dos juristas capixabas. A doutrina jurídica constitui, assim, objeto desta pesquisa, mas se delimita àquela produzida por juristas nascidos ou atuantes no Espírito Santo. Nesses guias e compêndios se pretende perscrutar a cultura jurídica cominada pelos juristas do Espírito Santo. Especialmente, pretende-se investigar a natureza das obras, sobretudo, o gênero, tal como, manuais, guias, tratados, digestos, ensaios etc. Por meio dessa identificação, acredita-se encontrar a especificidade da doutrina produzida em solo capixaba. Seriam livros para dar suporte às autoridades judiciárias e policiais no exercício de suas funções? Os doutrinadores instruíam o exercício das autoridades por meio de cultura jurídica legalista ou ainda se reportavam ao antigo modelo de superioridade da interpretação jurídica? Haveria distinção de escolas jurídicas entre os doutrinadores capixabas? Para responder às questões propostas, delimitou-se o período de pesquisa entre os marcos da outorga de primeira carta constitucional do Brasil, 1824, e o último código de lei promulgado no país – Código de Processo Civil, 1939, período considerado nesta pesquisa como o longo processo de codificação brasileira. O primeiro código adveio em 1830, mas no plano civil, apenas no século XX, completar-se-ia a missão codificadora. Trata-se, portanto, de período em que o sistema político não completara a tarefa de impor a normatização da vida civil no país por meio de códigos. Observava-se, assim, que regras passadas sustentadas jurisprudencialmente, como alvarás régios de Portugal ou as Ordenações Filipinas, ganharam caráter positivo no sistema jurídico brasileiro e serviram de prescrição das condutas sociais. O problema de investigação neste projeto consiste, assim, na discussão da continuidade do “Regime de Justiça de Juízes” depois da derrota do colonialismo e da formação do novo estado independente no Brasil. O conceito refere-se a certa ordem jurídica limitativa da capacidade da disposição política e promotora da ontologia dos juízes na configuração da Justiça brasileira. Como se sabe o princípio da legalidade constituiu-se ao longo do Oitocentos, surgido no contexto das revoluções e da soberania popular. No Brasil, a adesão ocorreu desde os primeiros atos fundacionais do Estado independente. A Constituição outorgada proveu o país de amplo acervo normativo e principiológico. O processo ordinário de codificação, contudo, realizou-se mais lentamente e o Brasil organizou os códigos criminal nos anos de 1830 e comercial em 1850. Os códigos civil e processual civil precisaram esperar o novo século XX. Não se confunde, contudo, positivação do direito com legislação. O recurso dominante foi, diante da lacuna legislativa, a adoção de leis e decisões administrativas e jurisprudenciais precedentes e oriundas de períodos anteriores. Os legisladores acabaram, com efeito, por dividir com os juristas a função de normatização. Nesse sentido, leva-se em conta certa continuidade de importante marca da Justiça do Antigo Regime, mantendo-se de certo modo a composição tradicional do Direito em face da prevalência da doutrina jurídica em concorrência direta com as novas leis. A investigação proposta, então, dedica-se a observar esse problema na produção da doutrina jurídica em solo capixaba. Além disso, o trabalho de interpretação dessas obras deverá colocar em perspectiva a doutrina capixaba em relação à produção no Brasil, sobretudo, entre os juristas das escolas de Recife e São Paulo, principais faculdades de Direito do país.
  • Universidade Federal do Espírito Santo - ES - Brasil
  • 18/02/2019-28/02/2022
Foto de perfil

Adriana Pertille

Ciências da Saúde

Fisioterapia e Terapia Ocupacional
  • efeitos da suplementação de beta-hidroxi-beta-metil-butirato (hmb) associada ao treinamento físico na regeneração e hipertrofia do músculo esquelético de ratos.
  • O objetivo central do presente estudo será investigar os efeitos da suplementação do metabólito beta-hidroxi-beta-metilbutirato (HMB) associados ao treinamento físico com diferentes frequências e intensidades na morfologia e perfil molecular de músculos esqueléticos intactos e lesados. Serão utilizados 36 ratos (n=6 em cada grupo) da linhagem Wistar com dois meses de vida. Os ratos serão divididos em seis grupos: controle lesão (C); lesão HMB (CH), lesão HMB treinado três vezes na semana, sem carga (TH3) e com carga (TH3c); lesão HMB treinado cinco vezes na semana sem carga (TH5) e com carga (TH5c). O treinamento físico será realizado na forma de natação em um aquário com duração de 60 minutos. A carga (TH3c e TH5c) será fixada em 5% da massa corporal do animal, presa ao dorso. A suplementação com HMB será realizada uma hora antes do exercício sendo administrado diariamente, por meio de gavagem, em uma dose de 320mg/kg. Após 14 dias de treinamento todos os animais serão submetidos a um procedimento padronizado de lesão muscular por congelamento (criolesão) no músculo tibial anterior (TA), que será seguido por 14 dias de intervenção, com o mesmo treinamento. Ao completar 28 dias do protocolo, o músculo TA direito (lesado) e o TA esquerdo (intacto) serão retirados. Serão realizadas análises morfométricas (área de inflamação, área de secção transversa das fibras musculares, densidade relativa de área de tecido conjuntivo) e análise molecular (conteúdo de MyoD, Miogenina, mTOR, miostatina, MuRF1, Atrogin-1, FOXO3a, p70S6K1,TNF-α e TGF-β1 por meio de imunoblotting) dos músculos coletados. A avaliação dos dados será realizada através do programa SAS, considerando média e desvio padrão. Para análise de variância será aplicado o ANOVA, seguido do teste de Tukey-HSD para comparações múltiplas. Para todas as análises será adotado um valor de p<0,05 para significância estatística.
  • Universidade Metodista de Piracicaba - SP - Brasil
  • 01/06/2017-31/05/2020
Foto de perfil

Adriana Roseli Wunsch Takahashi

Ciências Sociais Aplicadas

Administração
  • processos organizacionais, história e memória organizacional: novas perspectivas para o estudo das capacidades dinâmicas nas organizações brasileiras
  • Embora as capacidades dinâmicas sejam reconhecidas como oriundas da história organizacional (Teece, 2014), esta relação ainda não é explorada na literatura. Da mesma forma, a abordagem processual, relevante para compreender fenômenos que envolvem o desenvolvimento ao longo do tempo (temporalidade), está ausente dos estudos teórico e empíricos de capacidades dinâmicas, ainda vistas predominantemente como estáticas. Com base nesta lacuna, este projeto de pesquisa tem como objetivo articular a visão processual e a visão da história e memória organizacional (pós virada histórica) para que se possa compreender com mais profundidade o desenvolvimento e o funcionamento das capacidades dinâmicas nas organizações brasileiras. A ênfase nos estudos processuais na chamada ‘Filosofia de Processos’ deve recair em considerar novidade e estabilidade como partes de uma mesma ação (Hussenot & Missonier, 2016). Assim, os estudos de processos, centrais para o campo de estratégia e organizações, permitem considerar aspectos relacionados à continuidade e mudança, à origem e ao desenrolar de fenômenos organizacionais complexos, à estabilidade e novidade. A noção de processos para estudos da área de estratégia e análise organizacional tem sido defendida a fim de que se possa obter maior profundidade na compreensão dos fenômenos que envolvem a administração. Assim, para obter maior densidade conceitual, é preciso um alinhamento entre teoria, metodologia, epistemologia e ontologia na noção de processos (Van de Vem, 2007; Langley, Smallman, Tsoukas & Van de Ven, 2013). Adotar uma visão processual nas pesquisas de estratégia e organizações, seja em uma ou outra abordagem, implica que o pesquisador veja o mundo em sua multiplicidade, que compreenda os fenômenos estudados com fluidez, fluxos, interconexões espaçotemporais (Langley & Tsoukas, 2017). A questão da temporalidade é também central nos estudos da história e da memória organizacional, que converge com o enfoque processual em estudos de fenômenos organizacionais. A partir da chamada virada histórica nos estudos de gestão e organização (Clark & Rowlinson, 2004; Mills, Suddaby, Foster & Durepos, 2016), uma nova abordagem surgiu envolvendo os estudos de memória organizacional, que passou da visão de ‘caixa de armazenamento’ à visão dinâmica da memória coletiva (mnemônica organizacional). Essa nova visão rejeita paradigmas objetivistas e adota uma visão de construção social da memória ao longo do tempo, por meio de um processo, onde o contexto norteia o que é relevante lembrar e esquecer. É com base na articulação destas duas perspectivas, de processos e da história e memória organizacional, que se pretende avançar no estado de conhecimento sobre as capacidades dinâmicas, pois há o reconhecimento na literatura de que elas proveem da história organizacional, são desenvolvidas ao longo do tempo, mas não há a evidenciação de como isso ocorre. Por meio de pesquisas qualitativas, com estudos de casos em organizações brasileiras, pretende-se neste projeto prover respostas à questão: Como as capacidades dinâmicas podem ser compreendidas e explicadas a partir de um novo olhar fundamentado na abordagem processual e a partir do entendimento da história e memória organizacional? Esta questão torna-se mais relevante se considerada à luz da situação econômica, produtiva e social brasileira, marcada por uma crise generalizada que tem comprometido o desempenho e até mesmo a sobrevivência das organizações. Como justificativa teórica deste projeto, há a contribuição para a compreensão de um fenômeno que é pesquisado predominantemente na vertente econômica e normativa e com uma visão estática. Como justificativa técnico-científica, há a contribuição para a produção de conhecimento acadêmico, a formação de pesquisadores, a consolidação do grupo de pesquisa no tema de renovação estratégica e a divulgação nacional e internacional das pesquisas. Como justificativa prática, há a contribuição para as organizações sobre como elas podem se renovar estrategicamente ao monitorar o ambiente, ao aproveitar as oportunidades e ao conduzir mudanças nas práticas e rotinas que não sejam inviáveis devido a aspectos como a própria história e a memória organizacional. Estas contribuições têm impactos socioeconômicos porque tratam diretamente da sobrevivência e crescimento das organizações, e também nas políticas públicas para as empresas brasileiras.
  • Universidade Federal do Paraná - PR - Brasil
  • 18/02/2019-28/02/2022
Foto de perfil

Adriana Rovêda Cornélius

Ciências Humanas

Educação
  • vii feira municipal de iniciação científica e tecnológica de novo hamburgo - femictec
  • A VII Feira Municipal de Iniciação Científica e Tecnológica de Novo Hamburgo – VII FEMICTEC, que ocorrerá em setembro de 2019, é um evento que representa a culminância de uma proposta de ensino que busca na iniciação científica uma forma designificar seus processos de ensino e de aprendizagem, contribuindo para o avanço da qualidade do ensino no município. A feira tem como objetivos estimular o interesse pela investigação científica, desde a Educação Infantil, incentivar os alunos ao desenvolvimento de projetos, utilizando as habilidades da pesquisa e do método científico, divulgar os trabalhos realizados nas escolas da Rede Municipal de Ensino de Novo Hamburgo, oportunizando a construção e a socialização do conhecimento, despertar vocações científicas e/ou tecnológicas, bem como identificar crianças e jovens talentosos que possam ser estimulados a seguirem carreiras científico-tecnológicas. As principais atividades planejadas para o ano de 2019 são pautadas na formação de professores em Metodologia de Investigação Científica . Para ampliar a abrangência do evento, será realizada a divulgação da VII Feira Municipal de Iniciação Científica e Tecnológica – VII FEMICTEC para corpo docente, discente e equipes diretivas das Escolas da Rede Municipal de Ensino no início do ano letivo de 2019. Até o mês de agosto de 2019, as escolas da Rede Municipal de Ensino deverão organizar feiras internas de iniciação científica e tecnológica para a seleção de 2(dois) projetos de educação infantil e anos iniciais, 1(um) de anos finais do Ensino Fundamental caso a escola atende até o 7º ano e 2 (dois) de anos finais do Ensino Fundamental caso a escola atenda até o 9º ano, incluídos nas categorias: Educação Infantil, EMEF 1 - 1º ano ao 3º ano (Anos Iniciais), EMEF 2 - 4º ano e 5º ano (Anos Iniciais), EMEF 3 - 6º ano e 7º ano (Anos Finais), EMEF 4 - 8º ano e 9º ano (Anos Finais). As Escolas Municipais de Educação Infantil - EMEIs e de EJA (Educação de Jovens e Adultos, serão convidadas para a feira e incluídas na categoria Educação Infantil e EJA, porém a sua participação será facultativa. As áreas a serem contempladas são as seguintes Linguagens - Língua Portuguesa; Língua Materna, para populações indígenas; Língua Estrangeira moderna; Arte; e Educação Física; Matemática; Ciências da Natureza; Ciências Humanas; História; Geografia e Ensino Religioso.
  • Prefeitura Municipal de Novo Hamburgo - RS - Brasil
  • 04/12/2018-31/12/2020
Foto de perfil

Adriana Silva de Albuquerque

Engenharias

Engenharia de Materiais e Metalúrgica
  • síntese, estrutura e aquecimento por indução magnética de nanopartículas de ferritas
  • O aquecimento de nanopartículas de ferritas quando submetidas a um campo magnético alternado torna estes materiais interessantes para aplicações em diversas áreas, como por exemplo, em biomedicina e na indústria dos polímeros. A otimização de materiais magnéticos para aplicações utilizando-se o aquecimento por indução, seja em termoterapias para tratamento de câncer (hipertermia, termocoagulação), em compósitos termoplástico/ nanopartículas magnéticas, ou para a cura de epóxi, requer um entendimento profundo dos mecanismos de aquecimento na presença de um campo de indução. Muitos trabalhos estão sendo realizados neste tema, mas existe ainda a necessidade de maior exploração, tanto das propriedades e dos mecanismos envolvidos no processo, quanto das aplicações destes materiais. A importância dos estudos nesta área promissora motivam os pesquisadores do nosso grupo a ampliar e aprofundar a investigação sobre o aquecimento destes materiais por indução magnética. Através do entendimento dos parâmetros envolvidos, tais como tamanho de partículas, meio de dispersão, condições experimentais (frequência, campo aplicado, tempo) e dos mecanismos de aquecimento, é possível dar uma grande contribuição para esta área do conhecimento, tanto do ponto de vista científico quanto tecnológico. O objetivo geral desse projeto é o estudo dos diversos parâmetros e dos mecanismos envolvidos no processo de aquecimento por indução magnética de ferritas nanoestruturadas, puras e dispersas em matriz de sílica.
  • Comissão Nacional de Energia Nuclear - RJ - Brasil
  • 01/06/2017-31/05/2020
Foto de perfil

Adriana Silva Hemerly

Ciências Biológicas

Biotecnologia
  • “avaliação do potencial biotecnológico de redes regulatórias que controlam o crescimento vegetal”
  • Um dos grandes desafios desse século é aumentar a produção agrícola de forma sustentável. Escassez hídrica e altas temperaturas são as maiores causas de perdas agrícolas a nível mundial. Dentro deste contexto, o melhoramento vegetal se apresenta como um dos mecanismos viáveis para se alcançar uma maior produtividade e biomassa por área, combinada com consumo reduzido de água, além de uma maior tolerância das culturas ao estresse hídrico. A regulação do ciclo celular é um fator determinante do crescimento e, portanto, um possível alvo para o melhoramento vegetal. O nosso grupo de pesquisa vem trabalhando na identificação e caracterização de genes-chave controladores do ciclo celular na planta modelo Arabidopsis thaliana desde 1990. Estudos prévios no LBMP/UFRJ identificaram uma nova rede reguladora do ciclo celular, cuja proteína-chave é ABAP1 e as AIPs (ABAP1 Interacting Proteins), dentre elas estão membros do complexo pre-Replicativo (regula a replicação do DNA), fatores transcricionais e proteínas ainda desconhecidas. Outro complexo proteico que vem sendo estudado no LBMP/UFRJ é o APC/C (Anaphase Promoting Complex), que regula a transição G2/M. A manipulação dos níveis de algumas dessas proteínas na planta-modelo A. thaliana sugere um envolvimento não apenas na regulação da biomassa e produtividade vegetal, mas também na resposta a estresses ambientais. Este projeto tem como objetivo geral desenvolver ferramentas biotecnológicas a partir de genes selecionados dessas redes regulatórias que controlam o ciclo celular vegetal, visando aumentar a biomassa e produtividade vegetal, assim como a tolerância a estresses ambientais (tolerância à seca, salinidade e resistência à nematóides) . Dentre as atividades estão: (a) caracterizar funcionalmente os componentes da nova rede regulatória do ciclo celular em plantas, a via de ABAP1, e sua atuação em conjunto com o complexo APC/C, na planta modelo A. thaliana; (b) desenvolver metodologias para a modificação de níveis de genes selecionados, em plantas de importância agrícola; (c) assim como aplicar em cultivos de importância econômica as ferramentas biotecnológicas geradas. Para esses estudos foram estabelecidas colaborações científicas com: (a) com o "Plant Systems Biology" (PSB) / VIB na Bélgica, para testar em milho as tecnologias desenvolvidas; (b) com a EMBRAPA CENARGEN para testar em soja e algodão; (c) com o INRA/CNRS na França para testar a resistência à nematóides, junto com a EMBRAPA/CENARGEN. Um maior entendimento sobre o papel de proteínas dessas redes regulatórias é essencial para desvendar novos níveis de regulação do ciclo celular vegetal ao longo do desenvolvimento e em resposta a estímulos ambientais; além de levar à identificação de potenciais alvos a serem usados como ferramentas biotecnológicas que acelerem o crescimento e/ou levem ao aumento da biomassa vegetal e da produtividade vegetal. Dessa forma, a concessão desse auxílio à pesquisa permitirá a continuidade dos estudos prévios do LBMP/UFRJ, numa área estratégica para a agricultura do país, permitindo o avanço do conhecimento num tema ainda pouco estudado no país e no panorama mundial. Essas novas ferramentas poderão ser aplicadas nos cultivos agrícolas, colocando-o na vanguarda da modernização para a sustentabilidade das práticas agrícolas mundiais.
  • Universidade Federal do Rio de Janeiro - RJ - Brasil
  • 01/06/2017-31/05/2020
Foto de perfil

Adriana Silva Pontes

Ciências Biológicas

Imunologia
  • efeito da laao isolada de caloselasma rhodostoma sobre a liberação de exossomos por neutrófilos humanos.
  • As peçonhas animais são fonte importante de proteínas com alta capacidade de adaptação ao meio ambiente. Além das proteínas, fazem parte das peçonhas peptídeos, enzimas, e outros componentes, os quais induzem diversos efeitos tóxicos em suas vítimas. Dentre as enzimas podemos citar a L-aminoácido oxidase (LAAO). Esta enzima tem sido estudada devido ao seu envolvimento em diversos efeitos fisiopatológicos como hemólise, edema, hemorragia, indução de apoptose, citotoxicidade, efeitos sobre plaquetas, e atividades microbicidas contra parasitas, vírus e fungos. Esses efeitos podem ser atribuídos ao peróxido de hidrogênio, produzido durante sua reação catalítica. Portanto o objetivo deste projeto é avaliar o mecanismo de ação de uma L-aminoácido oxidase isolada da peçonha da sepente Calloselasma rhodostoma sobre neutrófilos in vitro, particularmente sobre a liberação de exossomos. Esse estudo permitirá uma melhor compreensão do mecanismo de ação da LAAO sobre a inflamação, possibilitando novos subisídios para sua utilização como modelo molecular no estudo de processos fisiopatológicos envolvidos na resposta inflamatória.
  • Fundação Oswaldo Cruz - RO - Brasil
  • 18/02/2019-28/02/2022
Foto de perfil

Adriana Silvina Pagano

Lingüística, Letras e Artes

Lingüística
  • modelagem de ontologia de domínio para suporte à produção textual em ambiente multilíngue
  • Esta proposta insere-se no escopo de um projeto amplo de cooperação interdisciplinar e interinstitucional intitulado Empoder@ - Protótipo conceitual e metodológico para avaliação de intervenções orientadas ao autocuidado em diabetes, concebido em reposta à demanda por formas inovadoras de se lidar com a linguagem em práticas educativas no âmbito da prevenção e manejo de doenças crônicas e alinhado com as metas de desenvolvimento sustentável da ONU para 2030 relativas à redução das desigualdades e promoção de saúde e bem-estar. Em particular, enfoca as necessidades de aprimorar e desenvolver formas de traduzir e adaptar culturalmente instrumentos de avaliação do autocuidado em saúde, bem como de modelar a linguagem para a interação do experto e do especialista com o usuário leigo dos serviços de saúde. Nesse contexto, a presente proposta tem por objetivo investigar a linguagem utilizada para construir o domínio experiencial de autocuidado em diabetes com vistas a obter uma representação que possibilite elaborar e implementar uma ontologia digital passível de ser utilizada para suporte à pós-edição de textos traduzidos; à adaptação cultural de questionários e à produção textual em ambiente multilíngue. A linguagem será investigada com base em textos compilados de acordo com três configurações distintas de variáveis contextuais: (i) interação experto-experto; (ii) interação experto-técnico especialista; e (iii) interação técnico especialista-leigo. Para tanto, serão selecionados textos de referência, em inglês e português do Brasil, da linguagem do experto, do técnico especialista e do leigo e realizadas consultas a expertos do domínio. A metodologia de elaboração da ontologia prevê a extração semiautomática de informações por meio de técnicas de mineração de textos para a aquisição e extração do conhecimento; a extração manual de conceitos, com colaboração de peritos, para estruturação do conhecimento e representação gráfica da ontologia; a representação formal da ontologia e edição em linguagem owl, sua avaliação e disponibilização em formato eletrônico e gráfico. A ontologia será implementada em sistemas de pós-edição de textos traduzidos, adaptação cultural de questionários e produção de textos de acordo com variáveis específicas do leitor alvo. O projeto se justifica considerando-se seu caráter inovador no campo dos Estudos da Tradução e dos Estudos Multilíngues ao propor o uso de ontologias digitais como ferramenta de suporte à tradução e produção de textos multilíngue, não apenas para suprir uma demanda de conhecimento de domínio, mas sobretudo para calibrar a produção textual de acordo com variáveis que dizem respeito ao público alvo; seu caráter interdisciplinar ao congregar a expertise de pesquisadores das áreas de linguística aplicada, ciência da informação, medicina, enfermagem, estatística e ciência da computação para a busca de soluções orientadas para a resolução de problemas que dizem respeito ao papel chave da linguagem nas práticas educativas no contexto da área da saúde; e sua relevância social, não apenas em termos de formação de recursos humanos e disseminação de conhecimento extramuros, mas também tendo em vista o objeto de investigação que busca modelar um domínio com base em dados coletados sobre a linguagem de distintos atores sociais (expertos, especialistas e leigos) para propiciar a comunicação no âmbito da educação em saúde em consonância com as metas globais de desenvolvimento sustentável traçadas pela ONU.
  • Universidade Federal de Minas Gerais - MG - Brasil
  • 18/02/2019-28/02/2022
Foto de perfil

Adriana Smanhotto

Outra

Divulgação Científica
  • fecinova 2019, feira de ciências e tecnologia de nova andradina
  • A FECINOVA 2019, Feira de Ciência e Tecnologia de Nova Andradina, está em sua quinta edição de sedimentos e amplia as propostas feitas nas demais edições. Por se tratar de uma feira de ciências no nível municipal, tem como objetivo difundir o ensino de ciências entre professores e alunos da rede municipal e federal de ensino promovendo o ensino de metodologia científica e especialmente cativando e motivando o público alvo de formas alternativas de ensino e aprendizagem. . Com o objetivo de apresentar 50 trabalhos de educação primária e secundária, a FECINOVA 2019 tem um papel significativo na integração da comunidade local à sua produção científica e na abordagem de instituições educacionais locais que promovem a cooperação mútua. Como parte do cenário científico local da região do Vale do Ivinhema, espera-se que o FECINOVA 2019 contribua ainda mais para a ampliação dos horizontes científicos e tecnológicos dos participantes.
  • Instituto Federal de Educação, Ciência e Tecnologia de Mato Grosso do Sul - MS - Brasil
  • 04/12/2018-31/12/2020
Foto de perfil

Adriana Sousa Rêgo

Ciências da Saúde

Saúde Coletiva
  • educação em saúde, nutrição e atividade física das gestantes do primeiro ao terceiro trimestre de gravidez.
  • Introdução: A mortalidade infantil, do ponto de vista epidemiológico, é um dos principais indicadores de saúde e de desenvolvimento social, pois está vinculada às condições socioeconômicas e sanitárias da população. Os Indicadores de mortalidade infantil fornecido pelo Ministério da Saúde, 2015, informa que a mortalidade infantil no Brasil apresenta 14,5 por mil nascidos vivos, no Nordeste apresenta 19,5 por mil nascidos vivos e no Maranhão ainda apresenta 25 por mil nascidos vivos e situa-se entre os três piores estados da federação em termos de indicadores de mortalidade infantil. Objetivos: O presente estudo tem com objetivo geral avaliar serviços de assistência de saúde da mulher e da criança no Estado do Maranhão e como objetivos específicos determinar as variáveis socioeconômicas e demográficas da população atendida; caracterizar os municípios quanto aos indicadores de cobertura assistencial e de mortalidade infantil; estabelecer a associação entre os indicadores da cobertura assistencial e as taxas de mortalidade infantil; investigar os registros de serviços de saúde sobre assistência ao pré-natal e parto; realizar coleta de dados de óbitos infantis nos Municípios de Zé Doca e Caxias, através de fontes alternativas (Pastorais e ONGs). Método: Estudo analítico transversal onde a coleta com dados secundários será através do Sistema de Informação Nacional de Assistência à Saúde (SINAS) e Sistema Nacional de Nascidos Vivos e Sistema de Informação de Mortalidade (SINASC/SIM) para o conhecimento e analise da cobertura assistencial e taxas de mortalidade infantil em duas regionais do Estado Maranhão no período de 2010 a Dezembro de 2016. O Estado do Maranhão detém o segundo menor IDH do Brasil que é 0,639, ocupando o penúltimo lugar no índice de mortalidade infantil. O estudo será desenvolvido utilizando os dados de dois municípios: Caxias com IDH 0,624 e Zé Doca com IDH 0,595. A amostra será composta por dados secundários obtidos do Sistema de Informação Nacional de Assistência à Saúde (SINASC) e com os dados Sistema de Informação de Mortalidade (SIM) e constarão do período do ano 2010 a Dezembro e 2016 e ainda através de visitas técnicas em dois Municípios de Caxias e Zé Doca para coletar dados primários, que serão analisados a cobertura assistencial e taxas de mortalidade infantil. Os dados dos municípios serão coletados em fontes alternativas como pastorais infantis, ONGs e busca ativa com lideres comunitários. Nos instrumentos de coleta de dados será utilizado o Questionário de Investigação de Óbito, aplicado com a mãe no domicílio que foi identificado o óbito infantil para investigar a compatibilidade dos dados obtidos nos bancos do SIM/SINASC. Neste estudo a variável desfecho a ser analisada, será mortalidade infantil, definido como os óbitos de nascidos vivos independentes. Para a identificação dos óbitos que ocorreram no período proposto na pesquisa e obtenção de informações haverá o relacionamento entre o banco de dados e as mortes ocorridos no Brasil nos anos de 2010 e 2016 com os Sistema de Informações sobre Mortalidade (SIM) e Sistema de Informações sobre Nascidos Vivos (SINASC). Análise de Dados: A estatística será executada no software STATA 14.0 (Stata Corp College Station, Texas, EUA) que realizará o delineamento complexo de amostragem considerando os comandos svy. As variáveis qualitativas serão apresentadas por meio de frequências absolutas e relativas, percentuais e intervalo de confiança (IC) e medidas de síntese numérica de variáveis selecionadas segundo as regiões maranhenses selecionadas. Para todas as variáveis utilizadas no modelo hierarquizado serão calculadas as taxas de mortalidade infantil nas duas regiões como medida de risco. A análise estatística inicial utilizará o teste qui-quadrado para avaliar a hipótese de homogeneidade de proporções, comparando os grupos de sobreviventes e de mortalidade infantil. As variáveis que apresentarem o p ≤ 0,10 serão mantidas no modelo hierarquizado para o controle de confundimento residual das variáveis. Na análise e discussão dos resultados serão consideradas associadas à mortalidade infantil as variáveis de exposição com nível de significância de 5%. Em caso de variáveis colineares será utilizada a avaliação pelo fator de inflação da variância, e aquela com o menor valor de p será selecionada. Este projeto foi aprovado pelo Comitê de Ética em Pesquisa (CEP) da Universidade CEUMA, obtendo o Número do Parecer: 2.586.801. Às mães serão esclarecidas quanto aos objetivos e a metodologia do estudo, bem como solicitado a assinatura do Termo de Consentimento Livre e Esclarecido (TCLE), assegurando-se o direito de acesso aos dados e a garantia de deixar o estudo se acharem melhor para si. Resultados Esperados: Mudanças na relação existente entre as necessidades sociais ações efetivas do poder público no que se refere à cobertura assistencial e redução das taxas de mortalidade infantil. Os resultados da presente pesquisa, possibilite o monitoramento da realidade sócio sanitária e epidemiológica das áreas e territórios de sua inserção, bem como do espaço de desenvolvimento dos trabalhos realizados nas duas Regionais de Saúde do Estado do Maranhão. Considerações: O conhecimento do processo de saúde relacionados à cobertura assistencial e de mortalidade infantil existentes e prestados à comunidade nas regionais em estudo, bem como a qualidade da cobertura na atenção à saúde e da qualidade da informação em saúde possam ser facilitadas pela geração de arquivos de dados em várias extensões para análises em outros estudos sobre a temática, proporcionando a retroalimentação das informações colhidas nos municípios de Caxias e Zé Doca. Ainda, contribua para o desenvolvimento científico em investigações futuras e como fomento para a elaboração de novos trabalhos acerca deste assunto com a divulgação dos resultados em congressos e periódicos, nacionais e internacionais na área de Saúde.
  • Universidade Ceuma - MA - Brasil
  • 18/02/2019-28/02/2022
Foto de perfil

Adriana Suely de Oliveira Melo

Ciências da Saúde

Medicina
  • frequencia e evoluçao dos achados ultrassonograficos e de ressonäncia magnética em fetos de mães com zika virus e a associação com desfechos neonatais em campina grande – paraíba: estudo de coorte
  • RESUMO CENÁRIO: no final de 2014 e principalmente no início de 2015 no Nordeste Brasileiro, sintomas similares ao da dengue, porém mais brandos levaram a suspeitas que um vírus que até então não tinha sido isolado no Brasil estava circulando: o zika vírus. Inicialmente foi observado um aumento na incidência de Guillain Barré, principalmente nos estados do Rio Grande do Norte e Bahia, sendo encontrado o vírus no liquor cefalorraquidiano de alguns destes pacientes. Em outubro, em Pernambuco, um outro grave achado despertou atenção: o rápido aumento da incidência de microcefalia. Em novembro de 2015 o Ministério da Saúde do Brasil declarou estado de emergência e nesse mês foi detectado pela primeira vez no mundo a presença de zika vírus no líquido amniótico. Os casos suspeitos vêm aumentando a cada dia e atualmente já atinge praticamente todos os estados brasileiros e alguns países da América Latina. Trata-se hoje de um grave problema de saúde pública e no momento existem mais dúvidas que respostas. OBJETIVOS: determinar a frequência e a evolução dos achados ultrassonográficos e de ressonância magnética em fetos cujas mães tiveram zika vírus, bem como a correlação destes achados com dados de ultrassonográficos transfontanela, tomografia computadorizada e desfechos ao nascer. MÉTODOS: trata-se de um estudo de corte populacional, visando determinar os achados ultrassonográficos mais frequentes em fetos cujas mães tiveram zika em mulheres que engravidaram e tiveram parto ou aborto em 2016 e 2017 em Campina Grande – Paraíba, avaliando a idade mais precoce dos achados, sua evolução, correlacionando com os achados de ressonância magnética, ultrassonografia transfontanela e tomografia computadorizada, além os desfechos ao nascer e nos três primeiros anos de vida. Será inicialmente determinada a frequência de fetos acometidos pela síndrome de zika congênita, classificando os achados de acordo com padrões de gravidade. Características biológicas, sociodemográficas, obstétricas, bem como a idade gestacional em que ocorreu infecção por Zika ou exantema serão anotadas. Além dos testes laboratoriais para Zika, outras infecções como STORCH, dengue e chikungunya serão investigados. Será avaliada a evolução da gravidez, com acompanhamento ecográfico iniciando durante o sintoma ou o mais próximo possível. Nos casos de alterações ultrassonográficas sugestivas de infecção por ZIKV, ressonância magnética fetal será realizada. A pesquisa de Zika vírus por PCR ou sorologia será realizada no líquido amniótico, no sangue e na urina nos casos com teste sorológico positivos para ZIKV, descrevendo-se os desfechos perinatais. Nos conceptos será realizada avaliação sorológica, da placenta, avaliação oftalmológica, exames laboratoriais daqueles afetados e tomografia de todos os casos suspeitos de Zika congênita. Exame histopatológico de placenta e tecidos (nos casos de natimortos e neomortos, incluindo autópsia) serão realizados, bem como pesquisa do Zika vírus em tecidos de natimortos e neomortos caso a família autorize. Os conceptos serão acompanhados e avaliados ao nascimento, durante o período neonatal e até o terceiro ano de vida. O acompanhamento das crianças com Síndrome de zika congênita será realizado em ambulatório específico, por equipe multiprofissional. As demais crianças serão encaminhadas a puericultura nas unidades básicas de saúde, sendo agendados exames específicos periódicos para a avaliação auditiva e visual. ANÁLISE ESTATÍSTICA: todos os dados serão digitados em banco de dados específico criado no programa Epi-Info versão 7.5 ou superior disponível na época, e analisados em Epi-Info e Medcalc. Medidas de tendência central e de dispersão serão utilizadas para as variáveis numéricas e construídas tabelas de distribuição de frequência para as variáveis categóricas. Para avaliação da associação entre variáveis categóricas será usado o teste qui-quadrado de associação e, quando necessário, o teste exato de Fisher. Para cálculo ou estimativa do risco relativo serão utilizados a Razão de Risco (RR) no estudo de coorte, com o intervalo de confiança a 95% (IC 95%). Análise multivariada deverá ser empregada para determinação do risco ajustado de anomalias congênitas associadas à infecção por Zika vírus. Em todas as etapas da análise o nível de significância será de 5%. ASPECTOS ÉTICOS: o presente estudo será submetido à apreciação do Comitê de Ética em Pesquisa em Seres Humanos local e somente será iniciado após sua aprovação, atendendo aos requisitos da resolução 466/2012. Todas as mulheres serão convidadas a participar e somente serão incluídas caso concordem voluntariamente, assinando um termo de consentimento livre e esclarecido. Palavras-chave: Zika virus; malformações congênitas; infecções congênitas.
  • CENTRO UNIVERSITARIO-UNIFACISA - PB - Brasil
  • 01/06/2017-31/05/2020
Foto de perfil

Adriana Valéria Santos Diniz

Ciências Humanas

Educação
  • mapa da educação superior na paraíba: análise do setor público e privado
  • A presente proposta de pesquisa, intitulada Mapa do Ensino Superior na Paraíba: análise do setor público e privado, insere-se na temática do Programa de Pós-Graduação em Políticas Públicas de Gestão e Avaliação da Educação Superior – MPPGAV- e pretende ser um elo agregador da produção do conhecimento qualificado de docentes e discentes. Trata de produzir conhecimento acadêmica e socialmente relevante sobre a temática da educação superior, no Estado da Paraíba. Parte do pressuposto de que o processo de expansão da educação superior, mais precisamente pós-aprovação da Lei de Diretrizes e Bases da Educação Nacional (LDB n. 9394/96), possibilitou a expansão do sistema e a ampliação do acesso, de forma diversificada em todo o território nacional, tanto no âmbito público como no privado, não sendo diferente no caso do Estado da Paraíba. Tal processo é marcado por tensões e contradições na relação entre o público e o privado com incidência na gestão, na avaliação, no financiamento, na condição discente, trabalho docente e no papel do ensino superior na sociedade. A proposta de pesquisa se constitui em uma oportunidade inovadora e necessária para o desenvolvimento local, ao se desenhar o cenário da educação superior no estado, contemplando tanto o setor público como o setor privado, no âmbito do ensino presencial. É importante reconhecer as características gerais e específicas no que tange à compreensão das formas de acesso, nas especificidades do setor público e privado, assim como o perfil do ingresso e as escolhas dos cursos; as condições ofertadas pela instituição para a permanência e conclusão do curso na relação com o desenvolvimento social do Estado. Ancorado em estudos e pesquisas realizadas por Chaves (2012), Mancebo (2013) Jezine e Bittar (2013), Ferreira (2013), Sguissard (2015), este projeto pretende desenvolver uma investigação que objetiva construir um mapa com dados e informações sobre o perfil do ensino superior no Estado da Paraíba, que permita visualizar as formas de acesso a este nível de ensino, assim como o perfil do ingresso em cursos presenciais e à distância nos setores público e privado; de permanência do discente e das condições de trabalho do docente, buscando analisar as relações no campo institucional, a fim de ressaltar as condições e/ou contribuições do sistema de educação superior para o desenvolvimento local e educacional do Estado da Paraíba. Como um esforço de visão de totalidade, o projeto se estrutura a partir de três dimensões, a saber: Institucional – que compreende a estrutura funcional da instituição a partir da oferta de cursos por áreas de conhecimento, matrículas e conclusão, demandas reprimidas, política de financiamento para o acesso e permanência; Acesso e permanência do Discente – perfil socioeconômico e educacional do ingressante, tendo como elemento de análise os ingressos por cotas e as condições de permanência e conclusão do curso; e Docente – formação, condições de trabalho e atendimento. De um ponto de vista metodológico, a pesquisa adotará as abordagens quantitativa e qualitativa de modo articulado, considerando os propósitos assinalados por Ramos (2013) para análise de problemas da realidade social relativos ao processo de descrição e comparação, de estabelecimento de nexos causais e de inferência de resultados a partir de amostra. O trabalho está organizado em duas fases. A primeira relativa aos estudos teóricos, organização de categorias e levantamento e análise de dados em bancos de dados (INEP, IBGE, CAPES, MEC, Domínio Público) e de fontes documentais (primárias e secundárias) de dispositivos legais. A segunda fase de mapeamento tratará de analisar as instituições de ensino superior na Paraíba cadastradas pelo MEC individualmente para identificação de seus cursos de graduação. Será adotada a metodologia de estudos de casos múltiplos, que se caracteriza, segundo Alves-Mazotti (2006), pela condução simultânea de vários estudos simultaneamente. Com o estudo de caso buscar-se-á ultrapassar as generalizações formuladas a partir dos dados coletados e analisados, e as indicações já postas acerca da expansão da educação superior, assim como as análises formais do campo jurídico-político, alargando a análise sobre os efeitos das políticas no sistema, desvelando as representações sobre o processo de acesso e sua vinculação com a democratização; a ampliação das oportunidades de acesso a sujeitos em situação de vulnerabilidade e as condições para a permanência e conclusão dos cursos superiores. Os estudos serão realizados em instituições específicas do setor público (federal e estadual) e do setor privado, escolhidas a partir do conjunto geral de dados institucionais. Desta forma, as inferências generalizadas a partir das comparações e análise dos dados podem ser compreendidas no seu lócus de fazer cotidiano. A contribuição científica do projeto se dará a partir da reunião de dados relevantes sobre a realidade do Ensino Superior na Paraíba, que poderá ser alvo de estudos posteriores, com vistas a subsidiar a formulação de políticas voltadas à realidade da formação profissional do Estado. Espera-se que os conhecimentos produzidos contribuam para a teorização da educação superior no contexto do desenvolvimento social, sob o olhar crítico da caracterização dos sujeitos com histórico de exclusão que ingressam na educação superior para dar visibilidade às bases de dados do INEP/IBGE/IPEA, como fonte de pesquisa sociológica que junta a abordagem quantitativa e qualitativa em análise qualificada das questões das desigualdades sociais e políticas de inclusão na educação superior, além de ampliar o debate acerca do papel social da universidade para o fazer social do Estado da Paraíba.
  • Universidade Federal da Paraíba - PB - Brasil
  • 01/06/2017-31/05/2020
Foto de perfil

Adriana Zerlotti Mercadante

Ciências Agrárias

Ciência e Tecnologia de Alimentos
  • carotenoides livres e esterificados e sua bioacessibilidade em novos híbridos de laranja
  • A citricultura é uma das atividades mais importantes para o agronegócio brasileiro, porém está baseada em um pequeno número de variedades de laranjas, o que a torna vulnerável a problemas fitossanitários. O Centro APTA Citros Sylvio Moreira do Instituto Agronômico de Campinas (IAC) desenvolveu novos híbridos entre tangor Murcott e laranja Pera procurando aliar a resistência destas duas espécies a diferentes doenças, bem como obter híbridos com cor laranja, altamente desejável pela indústria de sucos. A cor das frutas cítricas se deve principalmente à presença de carotenoides, que além da função corante também apresentam importantes ações biológicas. Entretanto, para exercer estas ações os carotenoides precisam ser digeridos, absorvidos e transportados até os órgãos/tecidos. Este tipo de informação é essencial uma vez que os teores de compostos bioativos presentes em um alimento devem estar provavelmente superestimados quando comparados à fração bioacessível e biodisponível. Os ésteres de carotenoides de citros foram pouco estudados; porém, esta é a forma que estes compostos estão presentes na grande maioria das frutas. Considerando estes fatos, os objetivos do presente projeto são: (1) desenvolver e validar um método analítico para determinação de carotenoides e seus ésteres em laranja; (2) avaliar a composição de ésteres de carotenoides (HPLC-DAD-MS/MS) e a cor (sistema CIEL*a*b*) de cinco híbridos entre tangor Murcott e laranja Pera, bem como de seus pais, desenvolvidos e cultivados pelo IAC, em diferentes estádios de maturação; (3) estudar o efeito da digestão in vitro nos ésteres de carotenoides de tangor Murcott e laranja Pera. Como resultados, espera-se obter informações que possam contribuir para a produção e seleção de híbridos de laranja e Murcott, e do estádio de maturação mais adequado para sua colheita e comercialização. Este projeto irá gerar novos dados, considerando que composição de carotenoides e de seus ésteres, bem como a sua bioacessibilidade será verificada pela primeira vez nestas amostras. Além disso, será desenvolvido e validado um método para análise de ésteres de carotenoides de laranja.
  • Universidade Estadual de Campinas - SP - Brasil
  • 01/06/2017-31/05/2020
Foto de perfil

Adriane de Assis Lawisch Rodriguez

Engenharias

Engenharia Sanitária
  • avaliação da redução do impacto ambiental, no desenvolvimento de novos materiais aplicados às tecnologias ambientais, a partir da valoração de resíduos em matriz cerâmica.
  • A produção de materiais porosos utilizados em processos tecnológicos ambientais ocorre, em sua grande maioria, através da utilização de rotas e/ou processos que não levam em consideração os impactos ambientais associados à sua produção. Um destes processos, por exemplo, é a produção de materiais porosos utilizando matrizes poliméricas (poliuretano) como material de réplica, visando meios filtrantes ou materiais de suporte para catalisadores, uma vez que a sinterização destes materiais libera gases potencialmente tóxicos à saúde humana e causadores do efeito estufa. Além disso, algumas tecnologias carecem de otimização no sentido de redução (ou eliminação) de etapas que aumentam por exemplo, o consumo de energia e geração de efluentes, bem como, a redução da dispersão do catalisador na etapa final de processos de filtração, adsorção e absorção quando da sua utilização em suspensão. A proposta apresentada no presente projeto tem por foco principal, a redução do impacto ambiental da produção de materiais empregados em tecnologias ambientais associando a valoração de resíduos em matriz cerâmica, por exemplo, na proposição de um material alternativo como meio suporte de catalisador nanoestruturado. Para tanto serão utilizados métodos de produção de materiais cerâmicos, tais como, método de Réplica, Sacrifício e Espumação Direta (Gel-casting) e posterior síntese de catalisadores nanoestruturados através de rotas conhecidas, por exemplo, sol-gel para a produção de dióxido de titânio nano estruturado. Com intuito de conhecer as novas propriedades dos materiais desenvolvidos, realizar-se-ão caracterizações físicas, mecânicas e ambientais. A quantificação da redução do impacto ambiental será realizada através da utilização da ferramenta de análise do ciclo de vida (ACV), empregando a metodologia da ISO 14040, na comparação do sistema tradicional de produção com o desenvolvido por este projeto, levando em consideração todas as etapas envolvidas. Esta pesquisa ganha destaque pelo seu diferencial que é a preocupação com a redução/valoração de resíduos através de uma ampla investigação e aplicação para o novo produto, voltada principalmente para a área ambiental. Assim novos materiais para aplicações como, suporte de catalisadores, barreiras reativas, materiais adsorventes e meios filtrantes serão objeto de estudo bem como testes relacionados com as possíveis aplicações destes novos materiais obtidos. O caráter de desenvolvimento tecnológico e de inovação é corroborado no estudo de materiais e aplicações na área de tecnologia ambiental para os produtos obtidos. Este projeto de pesquisa dará atenção especial aos impactos ambientais, por meio da ACV do produto final obtido, bem como da emissão de gases poluentes liberados durante o processo de queima.
  • Universidade de Santa Cruz do Sul - RS - Brasil
  • 01/06/2017-31/05/2020
Foto de perfil

Adriane Figueirola Buarque de Holanda

Ciências Sociais Aplicadas

Comunicação
  • impacto da inteligência artificial no desenvolvimento de campanhas políticas: análise das campanhas para as prefeituras do rio de janeiro e de são paulo em 2020.
  • A pesquisa se propõe a estudar a inteligência artificial como método para o desenvolvimento de campanhas eleitorais personalizadas com base no big data e no deep learning. O tema Internet e Politica tem sido objeto de um conjunto significativo de trabalhos, que consideram principalmente o uso dos websites e redes sociais como parte da estratégia eleitoral dos partidos políticos e, principalmente, avaliam o seu potencial democratizante no que concerne às disputas entre diferentes partidos políticos ou à competição inter-partidária, com base nas hipóteses da equalização e da normalização. Com base nas contribuições de Marta Gabriel (2018) e Martínez-López; Casilllas (2013), o estudo se propõe a investigar uma alternativa analítica, que considera a inteligência artificial uma ferramenta importante para o marketing político e eleitoral.
  • Escola Superior de Propaganda e Marketing - RJ - Brasil
  • 18/02/2019-28/02/2022
Foto de perfil

Adriane Marinho de Assis

Ciências Agrárias

Agronomia
  • propagação e cultivo sem solo de frutíferas com potencial ornamental como nova alternativa de renda
  • A utilização de espécies frutíferas como planta ornamental surge como uma alternativa promissora e inovadora para a diversificação nas áreas de fruticultura e floricultura, possibilitando aos produtores uma nova opção de renda, tendo em vista a crescente demanda por novos produtos no mercado consumidor. Dentre as frutíferas com potencial ornamental, pode ser citada a oliveira (Olea europaea); o pêssego (Prunus persica); o mirtilo (Vaccinium sp.); a amora-preta e a framboesa (Rubus sp.). Em função das características atrativas e da diversidade de formas e coloração de suas folhas, flores e frutos, tais frutíferas podem ser usadas no paisagismo, no mercado de plantas de vaso e de corte, bem como na confecção de bonsai e na ornamentação com minifrutos. Contudo, para o sucesso no cultivo dessas plantas é primordial a adoção de técnicas que possibilitem a obtenção de mudas de qualidade e o desenvolvimento das mesmas em recipientes, levando-se em consideração os custos de produção. Dessa forma, a partir da propagação vegetativa por micropropagação e miniestaquia é possível produzir mudas idênticas à planta matriz, com qualidade fitossanitária, além da uniformidade das mudas, da redução da área necessária para a formação do minijardim clonal, da redução dos custos com transporte e coleta das brotações e eficiência no manejo no minijardim clonal, dentre outras. Por outro lado, os sistemas de cultivo sem solo (semi-hidroponia e cultivo em substrato) podem suprir as dificuldades pelo uso indevido de pequenas áreas, os quais ocasionam problemas de contaminação do solo e otimizam o aproveitamento de água e nutrientes, cujo fornecimento pode ser mais bem ajustado às necessidades da planta, reduzindo as perdas por excesso. Considerando que vários fatores podem interferir na eficácia da propagação, é necessário ampliar as informações disponíveis, de acordo com a espécie e/ou cultivar utilizada; por outro lado, são escassas as informações sobre a adaptação, a fenologia, o crescimento e o desenvolvimento dessas frutíferas em recipientes, visando o uso ornamental. Dessa forma, o objetivo deste projeto será estudar a propagação e a viabilidade de produção de tais frutíferas com potencial ornamental em sistemas de cultivo sem solo (semi-hidroponia e substrato), como alternativa de renda para os agricultores. O projeto será realizado em parceria com a Universidade Estadual de Londrina (UEL), Londrina-PR. Os experimentos serão realizados no Campo Experimental e Didático do Departamento de Fitotecnia/ Faculdade de Agronomia Eliseu Maciel, da Universidade Federal de Pelotas, em Pelotas-RS, sendo o material propagativo proveniente de ambas as instituições. O projeto será dividido em cinco planos de ação. No Plano de ação 1, será avaliado o estabelecimento de um protocolo para a multiplicação e o enraizamento in vitro de oliveira (Olea europaea); pêssego (Prunus persica); mirtilo (Vaccinium sp.); amora-preta (Rubus sp.) e framboesa (Rubus sp.). O Plano de ação 2 avaliará o uso de resíduos agrícolas na aclimatização e no crescimento de mudas das mesmas frutíferas; enquanto no Plano de ação 3 será averiguada a adaptação e o desempenho dessas mudas em sistemas de cultivo sem solo (semi-hidroponia e cultivo em recipientes com substratos). A partir dos resultados do Plano de ação 3, será formado o minijardim clonal. Posteriormente, no Plano de ação 4, miniestacas serão coletadas desse minijardim clonal para a avaliação de concentrações e formas de aplicação de AIB no enraizamento das mesmas. Após o enraizamento, as miniestacas serão transferidas para recipientes (vasos) contendo diferentes tipos e volumes de substratos, no intuito de verificar a fenologia, o crescimento e o desenvolvimento das plantas nos recipientes. Assim, a partir desses estudos espera-se disponibilizar informações que possibilitem a produção de mudas e o cultivo de frutíferas com potencial ornamental em vaso, como nova alternativa de renda para os agricultores.
  • Universidade Federal de Pelotas - RS - Brasil
  • 01/06/2017-31/05/2020
Foto de perfil

Adriane Pinto Wasko

Ciências Biológicas

Genética
  • caracterização da região mhm em aves: identificação de padrões de metilação em machos e fêmeas e implementação de novos testes de sexagem molecular
  • Em contraste ao padrão de cromossomos sexuais de mamíferos (XX/XY), as aves apresentam um sistema de determinação sexual em que os machos representam o sexo homogamético (ZZ) e as fêmeas constituem o sexo heterogamético (ZW). Adicionalmente, embora mamíferos apresentem um mecanismo de compensação de dose, a inativação completa de um dos cromossomos Z não é observada em machos de aves e, portanto, estes possuem um maior nível de expressão de vários genes presentes nesse cromossomo. A despeito disso, um mecanismo ainda não completamente esclarecido de compensação de dose parcial em aves resulta em expressão equivalente entre os sexos para alguns genes presentes no cromossomo Z. A região MHM (Male Hypermethylated), até o momento identificada no cromossomo Z de Galliformes, está associada a um padrão de hipermetilação em machos e hipometilação em fêmeas, levando à síntese de um RNA não-codificante (ncRNA) somente em fêmeas. A presença deste ncRNA é associada ao aumento da expressão de genes próximos à região MHM em fêmeas, o que parece resultar em uma compensação de dose local entre os sexos. O presente projeto tem como objetivo isolar e caracterizar esta região de espécies da ordem Galliformes (Gallus gallus domesticus, Coturnix japonica e Meleagris gallopavo). Adicionalmente, análises genéticas também serão realizadas em outros grupos de aves, como Struthioniformes, Strigiformes, Piciformes, Psittaciformes e Apodiformes (Struthio camelus, Rhinoptynx clamator, Tyto furcata, Megascops choliba, Asio flammeus, Asio stygius, Athene cunicularia, Ramphastos toco, Anodorhynchus hyacinthinus e Amazilia versicolor) com o intuito de verificar a presença/ausência da região MHM em espécies não Galliformes. Os animais em estudo terão seu sexo identificado por meio de caracteres morfológicos e por meio de sexagem molecular baseada na caracterização dos genes CHD-Z e CHD-W (cromo-helicase-DNA-ligante). O gene MHM de diferentes espécies de aves será primeiramente caracterizado por meio de sequenciamento nucleotídico. Posteriormente, padrões de metilação da região MHM serão identificados por MSRE-PCR (Methylation Sensitive Restriction Enzyme-Polymerase Chain Reaction) através de ensaios com enzimas de restrição que exibem diferentes sensibilidades a modificações de metilação no DNA seguidos de PCR multiplex para amplificação de distintas regiões associadas ou não a ilhas CpG. Os resultados obtidos possibilitarão uma melhor compreensão da distribuição da região MHM em diferentes grupos de aves e dos padrões diferenciais de metilação em machos e fêmeas e poderão subsidiar futuros estudos evolutivos e de funcionamento gênico, como também servirão de base à aplicação de novas formas de sexagem molecular em aves.
  • Universidade Estadual Paulista Júlio de Mesquita Filho - SP - Brasil
  • 01/06/2017-31/05/2020
Foto de perfil

Adriane Regina Todeschini

Ciências Biológicas

Biofísica
  • biossíntese de hexosaminas como alvo para a terapia do câncer
  • Diabetes e câncer representam duas doenças complexas e fatais, sendo o câncer a segunda principal causa de mortes globais, enquanto o diabetes ocupa a sétima posição. Há evidências que mostram um aumento substancial da incidência de câncer em pacientes diabéticos, ou seja, 8 a 18% dos pacientes com câncer foram diagnosticados com diabetes. Com o crescimento da associação entre diabetes e câncer, estudos multicêntricos são altamente relevantes no contexto clínico e podem ajudar a combater seus efeitos nocivos. Embora os efeitos mediados pela insulina tenham recebido atenção significativa recentemente, o impacto da hiperglicemia em processos chave de células tumorais foi negligenciado. Nessa direção, o impacto da hiperglicemia sobre a via biossintética da hexosamina (BH), surge como um importante mecanismo na progressão tumoral. A BH pode estar alterando a biologia das células tumorais e acelerando o processo de malignidade através da glicosilação aberrante, apontando a BH como potencial alvo de intervenção terapêutica. Assim, a enzima limitante da BH, a glutamina: frutose-6-fosfato-amidotransferase (GFAT), oferece um amplo espectro de utilidade terapêutica. Nesta proposta, trabalhamos com a hipótese de que a via das hexosaminas atua como sensora de alterações metabólicas induzidas pelo diabetes e participa na sua moduação, alterando a glicosilação celular, contribuindo para a plasticidade das células tumorais. Para confirmar a nossa hipótese propomos realizar um estudo estrutural e funcional da GFAT, 1 e 2. Propomos estudar se a modulação da GFAT afeta o fenótipo e o glicofenótipo celular durante a progressão tumoral. A mudança na expressão GFAT será verificada em amostras humanas de pacientes com câncer de cólon. Avaliaremos a modulação da via das hexosaminas pela inibição da GFAT e as consequências dessa inibição para a composição glicídica global e progressão tumoral. Este estudo deve se traduzir em soluções únicas de cuidados de saúde para países como Brasil, cada vez mais atormentado com o envelhecimento da população e aumento da prevalência de ambas doenças. Acreditamos que estes estudos ajudarão a nossa compreensão de como a glicosilação induzida pela hiperglicemia contribui para a tumorigênese e estabelecerá base para o tratamento farmacológico do câncer e da diabetes.
  • Universidade Federal do Rio de Janeiro - RJ - Brasil
  • 18/02/2019-28/02/2022
Foto de perfil

Adriane Vieira

Ciências Sociais Aplicadas

Administração
  • identidade, formação profissional e relações de trabalho: a saúde dos médicos em análise
  • O ingresso crescente de mulheres no mercado de trabalho, inclusive em profissões que eram redutos masculinos como a medicina, vem provocando profundas mudanças na sua dinâmica, afetando principalmente as relações de poder entre gêneros, a distribuição de papéis, a ocupação de cargos estratégicos e a distribuição de renda. Nenhum outra profissão da saúde se iguala no grau de autonomia ou autoregulação de seus profissionais, podendo-se afirmar que os médicos se constituem em uma pequena mas estratégica parcela do setor de serviços, na qual se concentra a criatividade humana sob a forma de expertise especializada. Não obstante, apesar do reconhecimento e status social da profissão, identifica-se na literatura a presença de elementos que podem comprometer não só a aprendizagem, mas também a qualidade das relações socioprofissionais entre os próprios médicos, como também entre eles e demais profissionais de saúde. O ingresso nos cursos de graduação e pós-graduação exige grande capacidade de adaptação em função da intensa carga horária de estudo e ambiente exigente e competitivo, no qual estão presentes fatores estressantes. Nesse contexto, os sintomas mais frequentemente encontrados são: raiva, hostilidade, ansiedade, depressão, ideação suicida, falta de libido e distanciamento emocional dos parceiros, amigos e familiares. Nossa suposição de pesquisa é de que além das repercussões adversas sobre a saúde do próprio profissional será possível identificar consequências negativas para com a própria profissão, como maior cinismo e agressividade, decepção e desejo de abandonar a carreira, além da reprodução de práticas de violência psicológica e física tal como assédio moral. Sendo assim, o objetivo geral da pesquisa se constitui em analisar o processo de construção das identidades dos profissionais médicos, levando em consideração os elementos do contexto de educacional e das práticas cotidianas, e seus efeitos sobre a saúde física e emocional. Os principais objetivos específicos são comparar a auto e heteropercepção quanto aos atributos que melhor caracterizam as identidades profissionais de estudantes de graduação e médicos-residentes, identificar possíveis diferenças de gênero nessa construção, descrever os efeitos do processo de formação na configuração das relações de poder entre profissionais médicos e não-médicos, e analisar os efeitos da formação educacional e das práticas cotidianas na saúde física e emocional de estudantes de graduação e de médicos residentes. O método de investigação escolhido é o estudo multicasos, com uso de técnicas quantitativas e qualitativas para a coleta e a análise de dados. Farão parte da amostra estudantes de graduação de duas instituições de ensino, uma pública e outra privada, e médicos-residentes de programas de residência em hospitais públicos e privados. Dois instrumentos de coleta de dados serão utilizados: um questionários contendo a Escala de Auto e Heteropercepção Profissional (EAHP), e entrevistas em profundidade. Também serão alvo das entrevistas professores e preceptores. Os dados quantitativos serão submetidos a análise estatística descritiva que inclui: teste Kruskal-Wallis ou ANOVA; Teste Mann-Whitney ou Teste T; Correlação de Spearman ou Pearson; Análise Fatorial; e Modelagem de Equações Estruturais via PLS. A proposta de pesquisa apresentada se justifica pela possibilidade de dar sequência a estudos sobre a construção de identidades em profissões de saúde, diversificando os achados e aprofundando as análises, bem como validar a Escala EAHP para a profissão médica. As demais contribuições do estudo serão: a formação de bolsistas de iniciação científica; a ramificação desta proposta nos trabalhos de conclusão de curso de graduação e pós-graduação stricto senso; e a contribuição com insumos para o desenvolvimento de políticas públicas para melhoria da saúde do trabalhador.
  • Universidade Federal de Minas Gerais - MG - Brasil
  • 18/02/2019-28/02/2022
Foto de perfil

Adriane Xavier Arteche

Ciências Humanas

Psicologia
  • programa de treinamento informatizado para reconhecimento de expressões faciais
  • O presente projeto tem como objetivo desenvolver um programa de treinamento informatizado no formato de jogo interativo para o reconhecimento de expressões faciais e investigar a eficácia do mesmo em três diferentes etapas do desenvolvimento: infância, adolescência e idade adulta. Almeja-se, ainda, verificar se potenciais incrementos na habilidade de reconhecer faces se traduzem em melhorias no processamento cognitivo (Teoria da Mente) e, consequentemente, em mudanças comportamentais (incrementos nas Habilidades Sociais) nas diferentes faixas etárias. O estudo é fundamentado no paradigma da Psicologia Cognitiva com evidências de estudos na área de Psicologia do Desenvolvimento e Neurociência Afetiva. A intervenção terá como desfecho primário a habilidade de reconhecer faces emocionais e como desfecho secundário indicadores de Teoria da Mente e Habilidades Sociais. A proposta integra conhecimentos da Psicologia Cognitiva e recursos da Ciência da Computação visando viabilizar um produto técnico informatizado que maximize um processo cognitivo subjacente fundamental para a interação social. Assim, todo o treinamento será realizado através de um programa informatizado no formato de jogo interativo. As técnicas utilizadas incluirão psicoeducação e modelagem com ênfase principal na correção de erros relacionados ao processamento de expressões faciais e na minimização de vieses atencionais presentes na atividade de reconhecer tais expressões.
  • Pontifícia Universidade Católica do Rio Grande do Sul - RS - Brasil
  • 18/02/2019-28/02/2022
Foto de perfil

Adriano Aguiar Mendes

Engenharias

Engenharia Química
  • hidroesterificação do óleo de fritura para a produção de biolubrificantes empregando diferentes biocatalisadores heterogêneos
  • O mercado mundial de lubrificantes foi 36,36 milhões de toneladas em 2014 e está projetado para 43,87 milhões de toneladas em 2022, com uma taxa anual de crescimento estimada em torno de 2,4%. Estes compostos têm sido extensivamente empregados na lubrificação de máquinas industriais, tais como sistemas hidráulicos, turbinas, compressores, rolamentos, engrenagens, ferramentas pneumáticas e de transmissões com o intuito de reduzir o atrito e o desgaste destes equipamentos. A grande maioria dos lubrificantes industriais é proveniente de fontes fósseis. No entanto, o uso extensivo de lubrificantes à base de petróleo tem provocado graves problemas ambientais devido à sua toxicidade e a baixa biodegradabilidade. Neste contexto, novas estratégias têm sido direcionadas para produzir lubrificantes a partir de fontes renováveis empregando óleos vegetais comestíveis e não-comestíveis, óleos residuais do processamento de alimentos e concentrados de ácidos graxos livres (AGL) como matérias-primas. Nos últimos anos, ésteres sintéticos têm sido considerados altamente promissoros como substitutos aos lubrificantes minerais, devido às suas propriedades técnicas superiores como alta qualidade, baixa toxicidade e excelente biodegradabilidade. Estes ésteres sintéticos têm sido produzidos por diferentes rotas como transesterificação de óleos e gorduras, esterificação direta de AGL e hidroesetrificação, um processo sequencial de hidrólise de óleos e gorduras, seguido por esterificação de AGL purificados em meio orgânico. A produção dos ésteres sintéticos a partir de fontes renováveis tem sido realizada com o emprego de catalisadores homogêneos e/ou heterogêneos. Do ponto de vista industrial, catalisadores heterogêneos são mais apropriados devido à fácil recuperação e baixa geração de resíduos químicos. Dentre os catalisadores heterogêneos, lipases imobilizadas têm sido amplamente empregadas como potenciais catalisadores heterogéneos devido às suas promissoras características como elevada atividade catalítica, especificidade para substratos naturais e sintéticos e aplicação em condições reacionais amenas. Além disso, a síntese enzimática de ésteres evita a formação de compostos oxidados produzidos com o emprego de catalisadores heterogêneos “clássicos” como resinas acrílicas e partículas de sílica funcionalizadas com grupos sulfônicos que requer subsequentes etapas de purificação dos ésteres produzidos, tais como branqueamento e desodorização. Neste projeto, ésteres com propriedades lubrificantes serão produzidos por hidroesterificação do óleo de fritura, uma matéria-prima de baixo custo oriundo do processamento de alimentos. As propriedades físico-químicas e composição em ácidos graxos do óleo de fritura serão inicialmente determinadas. Em seguida, a reação de hidrólise será otimizada por delineamento experimental completo na qual será avaliada a influência da concentração de biocatalisador, temperatura, razão mássica óleo:água e agitação. Este estudo terá como finalidade verificar os parâmetros mais significantes na síntese de concentrados de ácidos graxos. Neste estudo, extrato enzimático bruto de sementes dormentes de mamona será testado como biocatalisador. Na etapa de esterificação, diferentes biocatalisadores serão preparados pela imobilização de lipases microbianas de Thermomyces lanuginosus (LTL), Rhizopus niveus (LRN), Mucor javanicus (LMJ) e Geotrichum candidum (LGC) adsorção física em nanopartículas funcionalizadas de sílica obtida de cascas de arroz. O suporte será preparado por um processo termo-químico, seguido de funcionalização com trietóxi-octilsilano para produzir octil-sílica. A completa caracterização do suporte funcionalizado será realizada por diferentes técnicas, incluindo análise de termogravimetria (ATG), infravermelho (IV), difração de Raio-X (DRX) e análise superficial e de diâmetros de poros pelo método de B.E.T. As propriedades catalíticas dos biocatalisadores preparados serão determinadas pelo método de hidrólise do azeite de oliva emulsificado, concentração de proteína imobilizada e síntese de ésteres de decila por esterificação dos AGL com decanoil em meio orgânico. Os biocatalisadores mais ativos serão selecionados com o intuit de otimizar a síntese dos ésteres empregando delineamento experimental completo. O efeito da concentração de biocatalisadores, temperatura, agitação e razão molar AGL:decanol será determinado. Nas condições ótimas de reação, os efeitos de transferência de massa externos e estabilidade operacional (reuso) serão determinados. Os ésteres purificados serão caracterizados por diferentes técnicas como ressonância magnética nuclear (1H RMN e 13C RMN), infravermelho (IV), e pela determinação de suas propriedades físico-químicas.
  • Universidade Federal de Alfenas - MG - Brasil
  • 01/06/2017-31/05/2020
Foto de perfil

Adriano Alves Rabelo

Engenharias

Engenharia de Materiais e Metalúrgica
  • estudo e avaliação da degradação de produtos cerâmicos com adições de resíduos siderúrgicos
  • Recomenda-se o uso de subprodutos industriais em produtos cerâmicos, especialmente quando estes materiais adicionam versatilidade para os sistemas de materiais argilosos ou cimentícios, além das vantagens óbvias de benefícios ambientais. Isso é relevante para diferentes profissionais que atuam na área de construção e trabalham em países em desenvolvimento, que têm de enfrentar os desafios globais, enquanto confrontado com o aumento da pressão sobre a transparência, as boas práticas, bem como sobre a capacidade de realizar suas operações de forma mais sustentável. A proposta visa estudar a degradação de cerâmicas de base argilosa com o reaproveitamento de coprodutos e subprodutos gerados na indústria do aço. Dada à vocação minero-metalúrgica da região sul e sudeste paraense e a escassez de trabalhos científicos de reciclagem ou reaproveitamento de rejeitos siderúrgicos em tijolos e telhas tradicionais ou tijolos de solo-cimento entre outros, propomos nesse projeto de pesquisa e desenvolvimento a avaliação da qualidade de produtos cerâmicos de dimensões comerciais quanto a sua degradação, estudando o fenômeno de eflorescências, assim como a toxicidade e coloração final para a plena aceitação de fabricantes e mercado consumidor, com propriedades tecnológicas exigidas por normas técnicas. Na execução desse projeto serão envolvidos professores e alunos na prática integrada do exercício acadêmico de ensino, pesquisa e extensão, viabilizando-se dessa forma a construção de respostas às necessidades da indústria local, científicas e tecnológicas que esta região demanda e a avaliação do potencial para a produção de cerâmicas com maior apelo ambiental e estético devido a utilização dos rejeitos.
  • Universidade Federal do Sul e Sudeste do Pará - PA - Brasil
  • 01/06/2017-31/05/2020
Foto de perfil

Adriano Antonio Brito Darosci

Outra

Ciências Ambientais
  • agroecologia no bairro: difusão e troca de saberes para produção de alimentos de forma sustentável
  • A agroecologia interage a sociedade, a economia e o ambiente, permitindo o aumento de renda e da qualidade de vida das pessoas e do meio ambiente. É considerada uma ciência que integra diferentes áreas do saber a fim de compor uma abordagem mais sistêmica para problemas ambientais e sociais recorrentes. Trata-se de produção e exploração sustentável de recursos, sem agressão ao ambiente e aqueles que dele dependem. Seu uso é possível em diversas condições, devido à metodologia e práticas flexíveis que se adaptam bem a situações adversas e que permitem a participação de todos, independente de gênero e idade. Como resultado, obtém-se o acesso adequado a dieta saudável e o respeito a terra e as pessoas que produziram tal alimento. Apesar de serem pouco exploradas nesse sentido, espécies nativas do Cerrado possuem alto valor como fonte de nutrientes e de renda e como medicina tradicional em cultivos ou em extrativismo sustentável, ao mesmo tempo em que recuperam e preservam a paisagem natural do ambiente. Considerando o Objetivo de Desenvolvimento Sustentável “Acabar com a fome, alcançar a segurança alimentar e melhoria da nutrição e promover a agricultura sustentável”, o presente projeto objetiva instituir a implantação, em uma área urbana, de sistema agroecológico modelo que atenderá a comunidade beneficiada por meio do acesso a alimento, ambiente, instrução técnico-científica de qualidade e compartilhamento de saberes. Para tanto, serão desenvolvidos e avaliados os cultivos de várias espécies agrícolas e nativas do Cerrado com potenciais para compor sistema agroecológico, trazendo possibilidades de aumento de renda e de qualidade de vida para a comunidade beneficiada. Além disso, técnicas de preparo e recuperação da área destinada ao sistema agroecológico serão aplicadas e divulgadas aos envolvidos. A importância da preservação e da valorização do meio ambiente e de uma dieta saudável também serão temas para discussão em oficinas práticas e palestras. A participação das mulheres nas atividades e o uso da economia solidária também serão fomentados. Com a divulgação das experiências, dos resultados e da tecnologia em cartilhas didáticas e materiais audiovisuais, espera-se a consolidação de áreas verdes agroecológicas em espaços públicos e jardins privados no bairro da comunidade atendida, melhorando o convívio social, a instrução, a renda e a saúde das pessoas envolvidas.
  • Instituto Federal de Educação, Ciência e Tecnologia de Goiás - GO - Brasil
  • 01/12/2018-31/05/2020
Foto de perfil

Adriano Antunes de Souza Araujo

Ciências da Saúde

Farmácia
  • desenvolvimento e caracterização de nanocápsulas poliméricas contendo hesperetina impregnadas em tecidos para o tratamento da insuficiência venosa crônica
  • A insuficiência venosa crônica (IVC) é caracterizada por uma anormalidade do funcionamento do sistema venoso causada por um problema valvular. Nessa perspectiva, o tratamento de escolha desta doença é o uso de meias elásticas e a depender do caso, são indicados medicamentos venoativos, tais como os flavonóides hesperidina e diosmina. Nesta perspectiva, a nanotecnologia pode ser usada para contornar as limitações da utilização de fármacos na área têxtil, como irritação da pele e duração do efeito. As nanocápsulas poliméricas (NP) são constituídas por polímeros que propiciam um arcabouço adequado para a encapsulação de fármacos, potencializando o efeito desejado. Assim, o objetivo desse trabalho consiste em desenvolver NP contendo hesperetina, caracterizar físico-quimicamente esses sistemas, incorporar em tecidos e avaliar a sua permanência após várias lavagens, bem como elucidar o perfil de permeação nas camadas da pele. As NP serão preparadas pelo método de deposição interfacial de polímero pré-formado, caracterizadas quanto ao teor e tamanho de partícula e posteriormente impregnadas nos tecidos através da borrifação em diferentes tecidos (algodão e poliamida). Após a impregnação, os tecidos serão submetidos a análise de microscopia eletrônica de varredura (MEV) antes e após 1 e 5 lavagens. Além disso, estudos de permeação cutânea in vitro em pele de orelha de porco serão realizados com a finalidade de quantificar o fármaco permeado através das barreiras da pele. Diante do que fora abordado, a realização dessa pesquisa contribuirá também na descoberta de novos medicamentos o que constitui parte essencial das Políticas Públicas de Saúde e desenvolvimento econômico.
  • Universidade Federal de Sergipe - SE - Brasil
  • 01/06/2017-31/05/2020