COCTC | DI - Desenho Industrial

Ciências Exatas e da Terra e Engenharias

Critérios de Julgamento de Bolsas PQ - CA-DI

Vigência: 2015 a 2017

 

1. Normas Gerais

a) O enquadramento do pesquisador na categoria PQ-1 exige que o pesquisador tenha, no mínimo, 08 (oito) anos de doutorado por ocasião da implementação da bolsa. O enquadramento do pesquisador na categoria PQ-2 exige que o pesquisador tenha, no mínimo, 03 (três) anos de doutorado por ocasião da implementação da bolsa.

b) O desempenho do pesquisador é avaliado por meio de indicadores referentes ao quinquênio anterior, no caso da categoria PQ-2, e do decênio anterior, no caso da categoria PQ-1.

c) Os critérios incluem sua produção científica, formação de recursos humanos, contribuição para a inovação,coordenação ou participação em projetos de pesquisa, participação em atividades editoriais e de gestão científica e administração de instituições e núcleos de excelência  científica e tecnológica.

d) Os solicitantes serão avaliados exclusivamente com a finalidade de adequar a demanda às cotas de bolsas PQ disponibilizadas pelo CNPq em cada chamada. A alocação das Bolsas depende dos recursos do CNPq e das cotas das Bolsas disponíveis, na chamada em questão, levando em conta cada categoria.

2. Normas Específicas

 

Perfil do pesquisador

Para ingressar no sistema, o Comitê Assessor de Desenho Industrial (CA-DI) exige que o pesquisador tenha uma clara participação em atividades integradas de pesquisa científica/tecnológica e ensino associadas a uma prática regular e adequada de publicação dos resultados de seus trabalhos. São consideradas a qualidade da produção e sua regularidade, tanto do nível científico e tecnológico dos resultados como dos meios empregados para sua divulgação, sendo tomados como referência os sistemas  INPI, ISI,  SciELO, SCOPUS, e Qualis/CAPES. Além disto, é necessário que atue em áreas temáticas de pesquisa e desenvolvimento coerentes com sua produção científica e acadêmica, verificadas na apresentação de um projeto bem elaborado, especialmente nos aspectos da fundamentação teórica, metodológica, cronograma e indicadores de produção.

 

Critérios básicos para ingresso no sistema

 

O quadro a seguir sintetiza os critérios de referência adotados pelo CA-DI (2015-2017). Os critérios são norteadores e visam possibilitar a aceleração da promoção das bolsas de produtividade em pesquisa na área do Desenho Industrial.

Tabela 1 - Visão Geral dos Critérios de Referência do CA-DI (2015-2017)

Critérios

Nível das Bolsas PQ

2

1D

1C

1B

1A

1.      Publicações em periódicos

01

04

06

08

10

2.      Orientações ou Co-orientações de mestrado defendidas ou com exames de qualificação aprovados

01

04

06

08

10

3.      Orientações ou Co-orientações de doutorado defendidas ou com exames de qualificação aprovados

00

01

02

03

04

4.      Publicação em eventos nacionais

02

04

06

08

10

5.      Publicação em eventos internacionais

01

02

03

04

05

6.      Participação em projetos de P&D

Sim

Sim

Sim

Sim

Sim

Quanto aos 8 critérios listados abaixo:

·        pesquisador nível 1A deverá possuir pelo menos uma ocorrência em 5 itens distintos

·        pesquisador nível 1B deverá possuir pelo menos uma ocorrência em 4 itens distintos

·        pesquisador nível 1C deverá possuir pelo menos uma ocorrência em 3 itens distintos

·        pesquisador nível 1D deverá possuir pelo menos uma ocorrência em 2 itens distintos

·        pesquisador nível 2 deverá possuir pelo menos uma ocorrência em 1 item.

                                I.      Liderança científica nacional

                              II.      Patentes

                            III.      Publicação de livro/capítulo

                            IV.      Integrar e ter participação ativa em grupos de pesquisa

                              V.      Coordenar programas de cooperação e intercâmbio científico

                            VI.      Liderar ou ter liderado grupos de pesquisa

                          VII.      Representatividade do pesquisador em órgãos de fomento à pesquisa

                        VIII.      Liderança científica internacional

 

 

 

 

 

Retorno ao sistema

Os pesquisadores que tenham deixado o sistema por qualquer motivo, e que queiram retornar, terão seus pedidos analisados pelo CA-DI em conjunto com os solicitantes que nunca tiveram Bolsas PQ, sendo enquadrados, quando houver disponibilidade, de acordo com os critérios vigentes.

Observações:

a) O preenchimento cuidadoso do Curriculum Lattes é de exclusiva responsabilidade do pesquisador. Isso significa que as informações devem ser dadas de forma completa e precisa.

b) Artigos submetidos, mas não aceitos não são considerados para efeito de avaliação da produtividade do pesquisador. O status do artigo deve ser claramente informado.

c) Recomenda-se que os proponentes busquem incluir no Curriculum  Lattes os dados de ISBN e ISSN de suas publicações assim como os códigos e outras informações pertinentes de eventuais patentes obtidas.

d) O CA-DI considera bem vindas às propostas multidisciplinares e interdisciplinares, desde que tenham estreita relação com a área de Desenho de Produto e/ou Programação Visual. (requisitos para que uma proposta seja acatada e julgada quanto ao mérito no CA-DI). Nestes casos a produção científica e/ou tecnológica obtida em veículos de outras áreas será analisada caso a caso, sendo tomados como referência os sistemas INPI, ISI, SciELO, SCOPUS, Qualis/CAPES e o fator de impacto da produção.